Yakovlev Yak-38

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Yakovlev Yak-38
(OTAN: Forger)
Caça
Yak-38 soviético no convés de um porta-aviões Classe Kiev
Descrição
Tipo / Missão Caça VTOL
País de origem  União Soviética
Fabricante Yakovlev
Quantidade produzida 231
Custo unitário US$18.5 milhões em 1996[1]
Desenvolvido de Yakovlev Yak-36
Primeiro voo em 1971 (47 anos)
Introduzido em 1976
Aposentado em 1991
Tripulação 1
Especificações (Modelo: Yak-38M)
Dimensões
Comprimento 16,37 m (53,7 ft)
Envergadura 7,32 m (24,0 ft)
Altura 4,25 m (13,9 ft)
Área das asas 18,5  (199 ft²)
Alongamento 2.9
Peso(s)
Peso vazio 7 385 kg (16 300 lb)
Peso carregado 11 300 kg (24 900 lb)
Propulsão
Motor(es) 2x Rybinsk RD-38 turbojatos

1x Tumansky R-28 V-300

Performance
Velocidade máxima 1 280 km/h (691 kn)
Alcance (MTOW) 1 300 km (808 mi)
Teto máximo 11 000 m (36 100 ft)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 1x Gryazev-Shipunov GSh-23, podendo carregar até dois UPK-23-250 nos pilones aeronaúticos externos
Mísseis Kh-23 Grom, R-60
Bombas FAB-500, FAB-250, ZB-500, RN-28
Notas
Combat Aircraft since 1945[2]

O Yakovlev Yak-38 (russo: Яковлев Як-38; OTAN: Forger) foi o único caça de ataque VTOL operacional da Marinha Soviética, além de ser a primeira aeronave de asa fixa transportada em porta-aviões. Foi desenvolvido especificamente para uso em porta-aviões de Classe Kiev.

Características gerais[editar | editar código-fonte]

O Yak-38 foi desenvolvido como caça para uso marítimo específico, possibilitando emprego em porta-aviões sem salto de esqui como forma de propulsão. Sua construção teve a busca por compatibilidade com a marinha soviética do período, porém provou-se péssima capacidade de uso, falta de funcionalidade em climas quentes, raio operacional de 100km, alto consumo de combustível em voo vertical, baixa confiabilidade dos motores (cerca de 22 horas de vida) e ruins controles de superfície.[3][4][5]

Possuía dois motores RD36-35FV montados atrás do cockpit para levantar a aeronaves verticalmente, sendo um R27V-300 disposto na parte inferior como principal sistema de propulsão. O piloto ficava disposto sobre um assento ejetor K-36. Continha um sistema simples de IFF, navegação e gravação de voo. Não possuía sistema de radar ou disparo, só uma mira para disparos de canhão e mísseis.[3][4][6]

História operacional[editar | editar código-fonte]

O Yak-38 teve presença na Guerra do Afeganistão (1979–1989), demonstrando ter baixo alcance operacional, pouca capacidade de carregamento, difícil manutenção, não confiável e difícil de voar. O difícil clima do Afeganistão, com grandes tempestades de areia incapacitavam as decolagens e pousos da aeronave, sendo sua função trocada para helicópteros.[3][4]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. "Military aircraft prices." aeronautics.ru. Retrieved: 26 julho de 2011.
  2. Wilson, Stewart. Combat Aircraft since 1945. Fyshwick, Australia: Aerospace Publications, 2000. p. 145. ISBN 1-875671-50-1.
  3. a b c «Aeronaves famosas: Yakovlev Yak-38 'Forger'». Cavok.com.br. 26 de janeiro de 2014. Consultado em 28 de setembro de 2016. 
  4. a b c Goebel, Greg (1 de novembro de 2015). «Soviet Jet VTOL: Yak-36, Yak-38, & Yak-41». Airvectors.net. Consultado em 28 de setembro de 2016. 
  5. «Yakovlev Yak-38 (Forger)». Militaryfactory.com. Consultado em 28 de setembro de 2016. 
  6. «Yak-38 «Forger»». Areamilitar.net. Consultado em 28 de setembro de 2016.