AMD Phenom

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Phenom
Microprocessador

Phenom-logo-pt.jpg

Produzido em: 2007 até o presente
Fabricante: AMD
Frequência do Processador: 1800 MHz a 3400 MHz
Lisura: 65, 45 nm
Conjunto de instruções: x86-64, MMX, SSE, SSE2, SSE3, SSE4a
Fabricantes:
Núcleos:
  • Agena FX
  • Agena
  • Toliman

AMD Phenom é a mais nova série de Processadores da AMD, Phenom (vindo da palavra inglesa phenomenal, que quer dizer fenomenal). Tal série baseada na arquitetura K10, voltada para desktops, com versões de 3 núcleos (codenome Toliman), que pertecem a série Phenom 8000 e versões de 4 núcleos (codenome Agena) na série Phenom 9000. A AMD considera os Phenom X4 os primeiros quad core reais, já que esses processadores possuem um núcleo monolítico (todos os núcleos estão no mesmo die). O Phenom trabalha com soquete AM2+, é possível conectar um Phenom a um soquete AM2, porém acarretará perda de performance (considerada irrisória) devido a redução do barramento de 4GT/s para 2GT/s, e perda de perfis de economia de energia.

Mudanças nas nomenclaturas[editar | editar código-fonte]

O número do modelo desses novos processadores mudou do antigo modelo de performance rating, sistema usado até seu predecessor, o Athlon 64 X2. O novo esquema de numeração é um modelo de quatro dígitos, com o primeiro número indicando a família do processador.

Modelos[editar | editar código-fonte]

Phenom X4[editar | editar código-fonte]

Agena[editar | editar código-fonte]

O Phenom Agena foi o primeiro processador lançado pela AMD na sua nova arquitetura K10, e seu primeiro Quad-Core. Foram produzidas duas revisões comerciais desse processador, B2, que possui o Bug do TLB(Translation Lookaside Buffer), que afeta a estabilidade em ambientes virtuais (ver máquina virtual), e a B3, que corrige este erro a nível de silício. As versões B2 e B3 podem ser diferenciadas pela nomenclatura do processador, sendo o B2 com finais 9X00(ex. Phenom X4 9500) e B3 com finais 9X50(ex. Phenom X4 9850). O Agena foi duramente criticado pela mídia por ser lançado após os Core 2, e ainda assim serem menos eficientes clock-a-clock e por não suportar altas frequências. Apesar da apresentação do chamado Agena FX, que seria o modelo escolhido a dedo pela AMD para sua plataforma high-end, este modelo não foi apresentado ao público, virando apenas vitrine tecnológica.

Phenom X3[editar | editar código-fonte]

Toliman[editar | editar código-fonte]

O integrante Tri-Core dos Phenom's é derivado do modelo Agena com um núcleo desativado. Por isso, suas características são muito parecidas com o Agena, diferenciando apenas pelo número de núcleo. Sendo assim, este processador sofre dos mesmos males do seu irmão maior, e também é diferenciado da mesma forma, com finais "8X00" para B2 e "8X50" para B3.

Nota:

  • ¹: Black Edition, final "BE", processadores desta linha tem seus multiplicadores de clock destravados.
  • ²: Energy Efficient, final "e", tem por característica boa relação desempenho/consumo.
  • ³: AMD Business Class, final "B" são processadores voltados a clientes corporativos, e mantém 18-24 meses de garantia após lançado.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências