The Blue Marble

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A Bolinha Azul)
Ir para: navegação, pesquisa
Legenda original: "Vista da Terra, assim como foi avistada pela tripulação da Apollo 17 viajando em direção à Lua. Esta fotografia translunar da costa estende-se desde a região do Mar Mediterrâneo até o tampão de gelo da Antártica, no Polo Sul. Esta é a primeira vez que a trajetória da Apollo possibilitou a fotografia do tampão de gelo polar sul. Note as pesadas nuvens cobrindo o Hemisfério Sul. Quase toda a costa da África é claramente visível. A península arábica pode ser vista na borda nordeste de África. A grande ilha a leste da costa da África é Madagascar. O continente asiático está no horizonte a nordeste.
Imagens compostas produzidas pela NASA em 2001 (esquerda) e em 2002 (direita), que também levam o nome de Blue Marble.

The Blue Marble (A Bolinha Azul, numa tradução livre do inglês[nota 1] ) é uma famosa fotografia da Terra, tirada em 7 de Dezembro de 1972 pela tripulação da missão Apollo 17, a uma distância de aproximadamente 45 000 km da Terra, a caminho da Lua.[1] É uma das imagens fotográficas existentes mais amplamente distribuídas.[2]

O lançamento da Apollo 17 no final da tarde (EST), em dezembro, resultou em uma trajetória na qual a nave espacial pôde sobrevoar a África durante a luz do dia. A missão, que ocorreu durante o verão do Hemisfério Sul, propiciou que a Antártida estivesse também iluminada. A fotografia foi feita aproximadamente cinco horas após o lançamento da nave espacial, quando a caminho da Lua.[3] A Apollo 17, notavelmente, era a última missão lunar tripulada; nenhum ser humano desde então esteve a uma distância capaz de tirar uma fotografia de "corpo-inteiro" da Terra tal como The Blue Marble.[4]

Oficialmente, a NASA credita a imagem a toda a tripulação da Apollo 17Eugene A. Cernan, Ronald E. Evans e Harrison H. Schmitt — todos tirando fotografias durante a missão, com uma câmara Hasselblad. Posteriormente, Schmitt alega que foi o autor desta imagem famosa, embora a identidade do fotógrafo não possa ser confirmada.

The Blue Marble foi a primeira imagem nítida de uma face iluminada da Terra. Publicada no auge do ativismo ambiental durante os 1970s, a imagem foi vista por muitos como um retrato da fragilidade da Terra, vulnerável e isolada no espaço. O arquivista da NASA, Mike Gentry, supõe que esta seja a imagem mais distribuída na história da humanidade.

Várias imagens similares da Terra que se seguiram (incluindo imagens compostas, em definição muito mais elevada) também foram denominadas de Blue Marble. Essa expressão, assim como a própria imagem, são usadas frequentemente pelas organizações de ativismo ambiental ou por companhias que tentam promover uma imagem de consciência ambiental.

Notas e referências

Notas

  1. Eugene A. Cernan, Ronald E. Evans e Harrison H. Schmitt descreveram a Terra, vista por eles desde o espaço-sideral, como uma bola-de-gude azul (blue marble, em inglês). Bola-de-gude, assim como belindre, berlinde, biloca, bilosca, birosca, bolita, búraca, búrica, bute, peteca, pirosca, ximbra e bulica são algumas das possíveis traduções de marble para o português do Brasil. Em Portugal, a tradução de marble é berlinde e "Berlinde Azul" é uma possível tradução livre para o título desta foto, "The Blue Marble".
    Torres, Hugo (14 de maio de 2012). Nunca uma fotografia da Terra tirada num só disparo teve tão alta resolução PÚBLICO Comunicação Social SA. Visitado em 04 de junho de 2012.

Referências

  1. Petsko, Gregory A. . "The blue marble" (em inglês). GENOME BIOLOGY 12 (4): 112. DOI:10.1186/gb-2011-12-4-112.
  2. Hartwell, Eric (25 de abril de 2007). Apollo 17: The Blue Marble (em inglês) Eric Hartwell's InfoDabble. Visitado em 18 de janeiro de 2008.
  3. Apollo 17 Image Library (em inglês) NASA. Visitado em 29 de abril de 2007.
  4. Wade, Mark. Apollo 17 (em inglês) Encyclopedia Astronautica. Visitado em 22 de agosto de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre The Blue Marble