Anno II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santo Anno II
Anno II, Arcebispo de Colônia mostrando os mosteiros que ele fundou.
Arcebispo de Colônia
Nascimento c. 1010
Morte 4 de dezembro de 1075 (65 anos) em Siegburg
Veneração por Igreja Católica
Canonização 29 de abril de 1183 por Papa Lúcio III
Principal templo Abadia de Michaelsberg, Siegburg
Festa litúrgica 4 de dezembro
Padroeiro doente de gota
Gloriole.svg Portal dos Santos

Santo Anno II (c. 1010 – Siegburg, 4 de dezembro de 1075) foi Arcebispo de Colônia de 1056 a 1075.

Nasceu por volta de 1010, pertencente à família suábia dos von Steusslingen, e foi educado em Bamberg. Tornou-se confessor do imperador Henrique III, que o nomeou arcebispo de Colônia, em 1056. Teve um papel de destaque no governo da Alemanha durante a menoridade de Henrique IV e foi líder de uma facção que em 1062 sequestrou Henrique, e privou a sua mãe, a imperatriz Inês, do poder. Por um curto período Anno exerceu a principal autoridade no reino, mas logo foi obrigado a compartilhar isso com Adalberto, Arcebispo de Bremen, e Sigefredo I, Arcebispo de Mainz, retendo para si a supervisão da educação de Henrique e o título de magistrado.

O cargo de chanceler do reino da Itália foi, neste período considerado como um apanágio do arcebispado de Colônia, e esta foi provavelmente a razão pela qual Anno teve uma boa parte da participação na resolução do litígio papal em 1064. Declarou que Alexandre II era o papa legítimo em um sínodo realizado em Mântua em maio de 1064, e tomou outras medidas para garantir o seu reconhecimento. Retornando à Alemanha, encontrou o supremo poder nas mãos de Adalberto, e como não era benquisto pelo jovem rei, deixou a corte, mas voltou e recuperou parte de sua antiga influência quando Adalberto foi destituído do poder em 1066. Teve sucesso em reprimir um levante contra a sua autoridade em Colônia, em 1074, e foi relatado que se aliou a Guilherme, o Conquistador, Rei da Inglaterra, contra o imperador. Após ter-se livrado dessa acusação, Anno não tomou mais parte dos negócios públicos e morreu na Abadia de Michaelsberg, Siegburg, em 4 de dezembro de 1075, onde foi sepultado.

Foi canonizado em 1183 pelo Papa Lúcio III. Foi fundador e co-fundador de mosteiros (Michaelsberg, Grafschaft e Affligem) e um construtor de igrejas. Defendeu o celibato clerical e introduziu uma disciplina rigorosa em vários mosteiros. Era um homem de grande energia e capacidade, cuja ação em reconhecer Alexandre II foi da maior importância para Henrique IV e para a Alemanha.

Anno foi o protagonista de duas importantes obras literárias: Vita Annonis, escrita em latim, e Annolied, em alto-alemão médio.

Referências

  • Este artigo incorpora texto da Encyclopædia Britannica (11ª edição), publicação em domínio público.
  • Wikisource  "Anno, Saint". Encyclopædia Britannica (11th). (1911). Cambridge University Press. 
  • Vita Annonis archiepiscopi Coloniensis, R. Koepke ed., Monumenta Germaniae Historica Scriptores 11 (Hanôver 1854) 462-518.
  • Anno von Köln, Epistola ad monachos Malmundarienses, Neues Archiv der Gesellschaft für altere deutsche Geschichtskunde XIV (Hanôver, 1876).
  • Dunphy, Graeme (ed.) 2003. Opitz's Anno: The Middle High German Annolied in the 1639 Edition of Martin Opitz. Scottish Papers in Germanic Studies, Glasgow.
  • Lindner, T., Anno II der Heilige, Erzbischof von Köln (1056-1075) (Leipzig 1869).
  • Jenal, G., Erzbischof Anno II. von Köln (1056-75) und sein politisches Wirken. Ein Beitrag zur Geschichte der Reichs- und Territorialpolitik im 11. Jahrhundert. Monographien zur Geschichte des Mittelalters 8, 2 vol. (Stuttgart 1974-1975).
  • Schieffer, R., Die Romreise deutscher Bischöfe im Frühjahr 1070. Anno von Köln, Siegfried von Mainz und Hermann von Bamberg bei Alexander II., Rheinische Vierteljahrsblätter 35 (1971) 152-174.


Precedido por
Hermano II de Colônia
Arcebispo de Colônia
1056–1075
Sucedido por
Hildholf

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Anno II