Capsicum chinense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaCapsicum chinense
Habaneros

Habaneros
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Subclasse: Asteridae
Ordem: Solanales
Família: Solanaceae
Género: Capsicum
Espécie: C. chinense
Nome binomial
Capsicum chinense
Jacq.

Capsicum chinense é uma espécie de pimenta ou malagueta, pertencente ao género Capsicum e que inclui as seguintes variedades:

Capsicum chinense é o nome dado a esta espécie por Nikolaus Joseph von Jacquin (1727-1817), um botânico holandês que pensava erradamente que esta espécie era originária da China. Na verdade todas as plantas do género Capsicum são originárias da América.

Esta espécie inclui algumas das pimentas mais picantes do mundo, como o Habanero ou o Scotch Bonnet. O Naga Jolokia até recentemente era considerada a pimenta mais picante do mundo, porém, em 2011, uma espécie chamada de Trinidad Moruga Scorpion superou a sua marca. Os pimentos habaneros são utilizados na preparação de uma variedade mais picante de molho Tabasco.

No Brasil, existe a variedade conhecida popularmente como pimenta-murupi, cultivada nos estados do Amazonas e Pará. É uma pimenta pequena, amarela, dividida em gomos e com formato alongado. É a pimenta brasileira mais forte.[1] . Os cultivares da C. chinense são ainda conhecidas no Brasil como pimenta de cheiro e pimenta de bode, consideradas variedades botânicas ou um dos grupos varietais, com características de frutos bem definidas. [2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mariano, Fernanda (02/02/2007). O que é que a pimenta tem?. Folha da Região. Página visitada em 12/07/2009.
  2. Costa, Cláudia S. R. da; Henz, Gilmar P. (Editores). Pimenta (Capsicum spp.). Embrapa Hortaliças. Sistemas de Produção. Versão Eletrônica, Nov./2007 Acesso Abril, 2014

Ligações externas[editar | editar código-fonte]