Cassandro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
  Reino de Cassandro
Outros diádocos
  Reino de Seleuco I Nicator
  Reino de Lisímaco
  Reino de Ptolemeu I Sóter
  Épiro
Outros
  Roma
  Colônias gregas

Cassandro da Macedónia (ca. 350 a.C.297 a.C.), filho de Antípatro, foi um dos generais de Alexandre, o Grande. Após a morte de Alexandre, ele ficou com parte da Grécia. Sete anos depois mandou assassinar Olímpia, mãe de Alexandre. Também mandou assassinar Alexandre IV, filho que Alexandre teve com Roxana.

Família[editar | editar código-fonte]

Ele era filho de Antípatro,[1] cujo pai se chamava Iolau.[2]

Ele foi irmão de Iolas, copeiro de Alexandre,[1] e Filipe, general de Cassandro em sua guerra contra a Liga Etólia e o Épiro.[3] Outro possível irmão é Archias, mencionado junto com Iolas como acompanhantes de Niceia, filha de Antípatro, quando esta foi trazida da Macedônia para se casar com Pérdicas.[4]

Algumas das filhas de Antípatro, irmãs de Cassandro, eram:

Ele se casou com Tessalônica da Macedônia, filha de Filipe II com Nicesipolis, sua esposa ou concubina tessália,[9] originária de Feras.[10] [11] Tessalônica se tornou rainha da Macedônia e mãe de três filhos, Filipe IV da Macedônia, Antípatro II da Macedônia e Alexandre V da Macedónia.[12]

Reinado de Alexandre[editar | editar código-fonte]

Segundo Plutarco, Alexandre tinha medo de Antípatro e seus dois filhos, Cassandro e Iolas, que era seu copeiro.[1]

Regência de Pérdicas[editar | editar código-fonte]

Durante a Partilha da Babilônia, Cassandro recebeu a Cária, [13] enquanto o território europeu, entre a Trácia, entregue a Lisímaco, e o Épiro foi dado para Antípatro e Crátero.[14]

Após os gregos terem se submetido a Antípatro, eles também se tornaram submissos a Crátero, que ajudou na guerra, e a Cassandro.[15] [Nota 1]

Cassandro executou o orador ateniense Dêmades, alegando que ele havia enviado uma carta a Pérdicas que acusava Antípatro e pedia ajuda para libertar os gregos, após assassinar o filho de Dêmades, em seus braços.[16]

Após o casamento de Niceia, irmã de Cassandro, com Pérdicas,[4] Antígono Monoftalmo se refugiou na Macedônia com Antípatro e Crátero,[17] e estes se rebelaram contra Pérdicas quando este repudiou Niceia e se casou com Cleópatra, irmã de Alexandre.[18]

Regência de Antípatro[editar | editar código-fonte]

Após uma breve regência de Peithon e Arrideu,[19] Antípatro foi escolhido como regente do Império,[20] e fez a divisão em satrapias.[21] [Nota 2] Nesta partilha, Cassandro se tornou quiliarca da cavalaria.[22]

Cassandro desconfiava de Antígono Monoftalmo, e recomendou a seu pai que tomasse cuidado com ele.[23]

Antipatro morreu depois de viver mais de 80 anos.[2]

Após a morte de Antípatro[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Novembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Antípatro nomeou Poliperconte como seu sucessor como regente, o que levou à guerra. Olímpia assassinou Filipe Arrideu e sua esposa Eurídice, e Cassandro, em retaliação, assassinou Olímpia, Roxana e o filho que ela teve com Alexandre, Alexandre IV da Macedónia. Com isso, Antígono Monoftalmo declarou-se rei da Ásia, e os demais sátrapas o seguiram, com Cassandro se declarando rei da Macedônia.

Após a morte de Cassandro e de seu filho mais velho, Filipe IV da Macedônia, seus outros filhos, Antípatro II da Macedônia e Alexandre V da Macedónia, brigaram pelo trono; em poucos anos, todos os descendentes de Cassandro estavam mortos.

Cinema[editar | editar código-fonte]

No filme "Alexandre" (2004), de Oliver Stone, Cassandro é vivido pelo ator Jonathan Rhys Meyers

Ver também[editar | editar código-fonte]


Notas e referências

Notas

  1. Esta revolta dos gregos foi a Guerra Lamiaca.
  2. Esta segunda divisão do Império se chamou Tratado de Triparadiso.

Referências

  1. a b c Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Alexandre, 74.2
  2. a b (Pseudo-)Luciano de Samósata, Macrobii [em linha]
  3. William Smith, Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, "Philippus (15)"
  4. a b Arriano, Eventos após Alexandre, 21, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  5. Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.6.8
  6. a b Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro XVIII, 23.1
  7. a b Estrabão, Geografia, Livro XII, Capítulo 4, 7
  8. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 14.2
  9. Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, viii. 7.7
  10. Ateneu, Deipnosophistae, xiii
  11. Pausânias, Descrição da Grécia, ix. 7.3 [em linha] (em inglês)
  12. Eusébio de Cesareia, Crônica, 88, Reis dos Macedônios. Dos escritos de Porfírio o filósofo, nosso adversário
  13. Arriano, Eventos após Alexandre, 6, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio [em linha]
  14. Arriano, Eventos após Alexandre, 7, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  15. Arriano, Eventos após Alexandre, 12, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  16. Arriano, Eventos após Alexandre, 14, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  17. Arriano, Eventos após Alexandre, 24, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  18. Arriano, Eventos após Alexandre, 26, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  19. Arriano, Eventos após Alexandre, 30, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  20. Arriano, Eventos após Alexandre, 33, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  21. Arriano, Eventos após Alexandre, 34, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  22. Arriano, Eventos após Alexandre, 38, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
  23. Arriano, Eventos após Alexandre, 43, citado em epítome por Fócio, Biblioteca de Fócio
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.