Centro-Sul (região de Belo Horizonte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
CentroSul.svg
Criado em 1897
Área
 - Total 31,53
População
 - Total 258,786
    • Densidade 8.207,6/km2 
 - IDH 0,914
 - Índice de Gini 0,57
 - Expectativa de vida ao nascer (anos) 72,01
Domicílios 82.364
Rendimento médio mensal 1.584,28
Energia elétrica (%) 99,83
Água encanada (%) 97,47
Coleta de lixo (%) 98,23
Fonte: PNUD/2000[1]
Vista da região sul de Belo Horizonte

Centro-Sul é o nome da região administrativa (regional) de Belo Horizonte que engloba tanto o Centro de Belo Horizonte quanto a parte sul da capital.

Nela estão localizados bairros tradicionais como a Savassi, Lourdes e Funcionários, e também praças importantes como a Praça da Liberdade, antiga sede do governo de Minas e atualmente a referência do Circuito Cultural Praça da Liberdade, a Praça da Assembleia, onde se localiza a Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, a Praça da Estação e a Praça da Savassi. É a região mais rica e densamente povoada da Grande BH. Seu IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) é bastante elevado (0,914), superando vários países europeus. Contudo, esse índice expõe uma realidade de extrema desigualdade social na cidade. A principal disparidade pode ser verificada entre dois bairros da região Sul, Carmo e Sion, que tiveram o melhor IDH (0,973) da Grande BH, um resultado maior que o da Noruega (0,942), o país com o melhor IDH do mundo, e a Vila Nossa Senhora do Rosário e o Morro do Papagaio (0,685), comparáveis ao índice da Bolívia, o país menos desenvolvido da América do Sul.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A história da região Centro-Sul confunde-se com a criação da capital, que se deu através de um decreto de 1891 assinado por Augusto de Lima. Com esse decreto, foi desapropriado o vilarejo conhecido por Curral del Rey para a construção da nova capital de Minas Gerais, a Cidade de Minas, inaugurada em 1897 e que posteriormente viria a se chamar Belo Horizonte.

A planta básica da nova capital, projetada pelo então chefe da comissão de construção da nova capital Aarão Reis, ficara pronta em 1895, ano em que foram leiloados os primeiros lotes para atividades comerciais. Aarão Reis fez uma planta em que as ruas se cruzam em diagonal, inovando ao fugir do padrão de ruas em xadrez de outras cidades como Washington e Paris. Ambicioso e grandioso, o projeto planejava avenidas e ruas mais largas do que as convencionais para a época, já prevendo a grande expansão populacional da cidade. Contudo, nem mesmo Aarão Reis pôde prever que a cidade, que já passava dos 42 mil habitantes em 1914, atingisse uma população de quase 2,5 milhões de habitantes em 2007.

A região Centro-Sul sempre concentrou o comércio e os serviços da cidade. A partir da década de 80, sofreu mudanças profundas; a região da Savassi passou de área residencial para uma valorizada área comercial; houve um acentuado decréscimo populacional da área inclusa na área da Contorno e uma expansão populacional das áreas periféricas; e houve a verticalização das construções devido à grande especulação imobiliária. Nesse processo, a região se consolidou como referência comercial, financeira e política da região metropolitana de Belo Horizonte e consagrou-se como região nobre, apesar da presença de grandes aglomerados populacionais de baixa renda.[3]

Vista da região através de um mirante no bairro Mangabeiras.

Parques[editar | editar código-fonte]

parque da serra

Lista de bairros[editar | editar código-fonte]

A região Centro-Sul de Belo Horizonte possui um total de 41 bairros:[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. PNUD. Atlas de Desenvolvimento Humano da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Visitado em 23 de janeiro de 2008.
  2. Agência Minas. Fundação divulga IDH da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Visitado em 14 de fevereiro de 2008.
  3. PBH. História da região Centro-Sul. Visitado em 3 de janeiro de 2009.
  4. Bairros da região Centro-Sul de Belo Horizonte Prefeitura de Belo Horizonte. Visitado em 25 de janeiro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Regionais e região central de Belo Horizonte Brasão de Belo Horizonte
Barreiro | Central | Centro-Sul | Leste | Nordeste | Noroeste | Norte | Oeste | Pampulha | Venda Nova