Columbus Crew

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Columbus Crew
Nome Columbus Crew
Alcunhas The Crew, America's Hardest Working Team
Fundação 1994 (20 anos)
Estádio Columbus Crew Stadium
Capacidade 55.672 Pessoas
Presidente Estados Unidos Clark Hunt
Treinador Estados Unidos Gregg Berhalter
Material esportivo Alemanha Adidas
Competição Estados Unidos/CanadáMLS
Website Site oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Columbus Crew é uma equipe de futebol estadunidense com sede em Columbus, no estado de Ohio, que disputa a MLS, a liga de futebol dos EUA. O Clube era propriedade de Lamar Hunt, que também era dono do Kansas City Chiefs (Futebol Americano) e do FC Dallas, até o ano de 2006, quando morreu.

História[editar | editar código-fonte]

1994: origens[editar | editar código-fonte]

Criado em 1994 na cidade de Columbus, estado de Ohio, pelo pioneiro do futebol nos EUA, Lamar Hunt (falecido em 2006), é um dos fundadores da MLS. O nome Crew significa, aproximadamente, equipe de trabalho. Seu escudo tem como símbolo uma equipe de operários e o time se denomina America's Hardest Working Team (A equipe que mais trabalha duro na América).

1996- atualidade: Títulos e contratações[editar | editar código-fonte]

Tem três títulos oficiais em seu currículo: a US Open Cup, em 2002 e MLS Supporters' Shield, em 2004, 2008 e 2009. Chegou pela primeira vez à final da MLS Cup em 13 de novembro de 2008 e conquistou seu primeiro título nessa competição. Em 2011, conquistou pela primeira vez a MLS Reserve Division.[1]

Guillermo Barros Schelotto[editar | editar código-fonte]

Guillermo Barros Schelotto ao atuar pelo Columbus Crew em partida contra o Seattle Sounders, na temporada 2009

Em 19 de abril de 2007, o Crew anunciou a contratação do grande artilheiro da equipe argentina do Boca Juniors, Guillermo Barros Schelotto, que fez sua estreia em 5 de maio.

Trillium Cup, Liga dos Campeões da CONCACAF, Superliga[editar | editar código-fonte]

Em 13 de setembro de 2008, conquistou a Trillium Cup. A conquista da MLS Supporters' Shield em 2008 habilitou a equipe a disputar dois campeonatos internacionais em 2009: a Liga dos Campeões da CONCACAF e a Superliga.

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

Desde 2008, o Columbus Crew disputa anualmente um título com o Toronto FC. A Trillium Cup.

Em 28 de março de 2009, a rivalidade Toronto x Columbus se intensificou. Os resultados dentro de campo permaneceram a favor do Columbus, com uma série de 5 vitórias e 5 empates a favor do Columbus. No entanto, um incidente fora de campo envolvendo vários fãs do Columbus Crew e da grande quantidade de torcedores que viajaram do Toronto FC, fez essa rivalidade ficar mais violenta. Durante o incidente, um torcedor do Toronto FC foi preso, outro afirmava ter sido pego com pistolas pela polícia de Columbus. Foi relatado que o Crew Stadium, foi danificado por vandalismo na parte sul do estádio, onde os torcedores do Toronto FC estavam sentados.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Plantel Atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 24 de junho de 2013.[2]

Legenda
  • Capitão: Capitão


Goleiros
Jogador
28 Estados Unidos Matt Lampson
30 Estados Unidos Andy Gruenebaum
40 Estados Unidos Daniel Withrow
Defensores
Jogador Pos.
2 Estados Unidos Tyson Wahl Z
3 Estados Unidos Josh Williams Z
4 Brasil Gláuber Z
14 Costa Rica Waylon Francis Z
16 Estados Unidos Eric Gehrig Z
21 Estados Unidos Chad Barson Z
22 Canadá Drew Beckie Z
24 Uruguai Agustín Viana Z
31 Estados Unidos Kyle Hyland Z
Meio-campistas
Jogador Pos.
6 Camarões Tony Tchani M
7 Venezuela Bernardo Añor M
8 Argentina Matías Sánchez M
12 Estados Unidos Eddie Gaven M
13 Estados Unidos Ethan Finlay M
20 Estados Unidos Wil Trapp M
23 Trinidad e Tobago Kevan George M
32 Estados Unidos Shawn Sloan M
Atacantes
Jogador
9 Estados Unidos Justin Meram
11 Gana Dominic Oduro
17 Estados Unidos Ben Speas
18 Estados Unidos Aaron Schoenfeld
25 Costa Rica Jairo Arrieta
26 Estados Unidos Ryan Finley
33 Argentina Federico Higuaín
Comissão técnica
Nome Pos.
Estados Unidos Gregg Berhalter T

Principais jogadores[editar | editar código-fonte]

Técnicos[editar | editar código-fonte]

Nacionalidade Nome Anos
 Finlândia Timo Liekoski 1996
 Estados Unidos Tom Fitzgerald 1996–2001
 Estados Unidos Greg Andrulis 2001–2005
 Polónia Robert Warzycha 2005 (interino)
 Alemanha Sigi Schmid 2006–2008
 Polónia Robert Warzycha 2009–

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

  • 1º uniforme: Camisa amarela, calção e meias amarelas;
  • 2º uniforme: Camisa branca, calção e meias pretas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

  • Azul com detalhes brancos.
  • Branco com detalhes pretos.
  • Preto com detalhes brancos.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2008
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2006
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo

Estádios[editar | editar código-fonte]

Média de público[editar | editar código-fonte]

temporada regular/playoffs

  • 1996: 18,950
  • 1997: 15,043
  • 1998: 12,275
  • 1999: 17,696
  • 2000: 15,451
  • 2001: 17,551
  • 2002: 17,429
  • 2003: 16,250/não se classificou para os playoffs
  • 2004: 16,872/15,224
  • 2005: 12,916/não se classificou para os playoffs
  • 2006: 13,294/não se classificou para os playoffs
  • 2007: 15,230/não se classificou para os playoffs
  • 2008: 14,622/12,911
  • 2009: 14,447/10,109
  • Média de todas as temporadas: 16,344
  • Maior público em uma partida da liga: 53,844 em 7 de abril de 2000 no Mile High Stadium.

[1]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O Columbus Crew foi a primeira equipe da MLS a ter estádio próprio para a prática de futebol: o Columbus Crew Stadium[3]
  • O mascote do time é um gato chamado Crew Cat,[4] um grande sucesso entre as crianças, com seu prórpio fã-clube [5] e é definido pelos fãs como "America’s Hardest Working Mascot" ("O mascote que mais trabalha duro na América", em inglês).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de Estados UnidosSoccer icon Este artigo sobre clubes de futebol estadunidenses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.