Crêpe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Crêpe

O crepe, () palavra que vem do francês crêpe, derivada do latim crispus, que significa crespo, [1] é um tipo de panqueca feito a base de farinha de trigo, leite e ovos. A massa é preparada de forma que possa formar uma camada delgada no fundo duma frigideira apenas pincelada com manteiga ou outra gordura. O crepe é geralmente comido depois de enriquecido com algum recheio, que pode ser doce ou salgado. [2]

Os restaurantes que servem crepes são normalmente chamados de creperias, ou Casa de Crepes.

História dos crepes[editar | editar código-fonte]

Os crêpes são originários da Bretanha, depois do trigo-mourisco ter sido introduzido naquela região no século XII, e eram primeiro chamadas “galettes”, que significa “bolos achatados”. Os crêpes de farinha branca só apareceram no início do século XX, quando a farinha de trigo se tornou acessível, assim como o açúcar; estes crêpes são tão finos como as galettes de trigo-mourisco, mas são mais macios, por serem confecionados com ovos, leite e manteiga. Na Bretanha, os crêpes e as galettes são tradicionalmente servidas com sidra. [1]

Na França, o dia 2 de fevereiro é também chamado “dia dos crêpes” ou “Fête de la Chandeleur” ou ainda “Fête de la Lumière” e, para além de se fazerem e servirem crêpes em abundância, também se faz uma manobra de previsão do futuro: a pessoa que está a fazê-los deve segurar uma moeda com a mão com que escreve, ao mesmo tempo que segura a frigideira com a outra mão para virar o crêpe e, se conseguir que o crêpe caia dentro da frigideira, isso significa boa fortuna para a família durante o resto do ano.

Os crêpes noutros países[editar | editar código-fonte]

Para além de se terem tornado populares em praticamente todo o mundo, iguarias iguais ou semelhantes aos crêpes franceses existem em vários países. Na Espanha, faz parte da culinária da Galiza, onde tem o nome de filloa ou freixó, e das Astúrias, onde tem os nomes de fiyueles, freixuelos ou freisuelos.; na Itália, são chamadas “crespelle”; na Hungria, “palacsintas”; em Israel, “blintzes”; na Escandinávia, “plattars”, na Rússia, “blini” e na Grécia, “kreps”. [1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Crêpe
Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.