Cristina Mel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cristina Mel
Informação geral
Nome completo Maria Cristina Mel de Almeida Costa
Também conhecido(a) como Mel
Nascimento 10 de março de 1964 (50 anos)
Origem Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Gospel, Pop
Instrumento(s) Vocal
Extensão vocal Soprano
Período em atividade 1990 – presente
Outras ocupações Compositora, missionária, produtora, professora (língua inglesa)
Gravadora(s) Bom Pastor (1990 - 1996)
MK Music (1996-1998)
Line Records(1998 - 2001)
Franc Records (2001 - 2003)
Clevan Music (2003 - 2005)
Line Records (2005 - 2008)
MK Music (2008 - 2013)
Sony Music Gospel (2014 - atualmente)
Afiliação(ões) Marina de Oliveira, Fernanda Brum, Denise Cerqueira
Página oficial www.cristinamel.com.br

Maria Cristina Mel de Almeida Costa (Rio de Janeiro, 10 de março de 1964) é uma cantora brasileira de música gospel.[1] Em 24 anos de carreira, já vendeu mais de 6,5 milhões de cópias,[2] foi indicada ao Grammy Latino três vezes e é dezesseis vezes vencedora e recordista de indicações e premiações no Troféu Talento.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

A cantora é formada em letras, cursou inglês e espanhol,[2] mas teve uma adolescência conturbada, por causa de problemas familiares. Aos quinze anos tentou o suicídio.[4]

Mas foi aos dezesseis anos que a cantora se converteu ao cristianismo, se tornando evangélica. A partir daí, começou a cantar no coral da Igreja Batista de Tauá, no Rio. Passado-se um tempo, Natan Brito, o vocalista do grupo gospel Banda e Voz e Isaías Costa, do grupo Shaddai descobriram a cantora e enviaram uma fita de demonstração para uma gravadora que lançou seu primeiro LP, intitulado Tá Decidido.[4] [5] A primeira apresentação da cantora foi em Belém, no Pará.[6] Desde 1992 até 2005 lançou mais de 10 álbuns, além de ter passado por diversas gravadoras.[2]

Em 2005, completando 15 anos de carreira a cantora lançou o álbum ao vivo As Canções da Minha Vida. Trouxe participações de Soraya Moraes, Marcelo Nascimento e Kades Singers.[7] O álbum foi indicado ao Grammy Latino.[6]

No ano de 2006, ela foi a primeira cantora brasileira a ser autorizada para fazer um projeto em parceria com Os Vegetais, um projeto de destaque nos EUA.[8] No mesmo ano lança o álbum Um Novo Tempo com a produção de Wagner Carvalho é considerado um dos melhores álbuns da cantora, o disco é bem eclético e conta com uma versão impecável da própria cantora da música "Memory", tanto é que o álbum concorreu ao Grammy como "Melhor Álbum Cristão em Língua Portuguesa" e até hoje o disco é bem comercializado nas lojas.

No ano seguinte Cristina lança o "Alcanzar Tu Corazón" que conta com 11 faixas em espanhol e 2 em inglês, todas elas regravações dos maiores sucessos da cantora, com a produção de Wagner Carvalho novamente o cd chama atenção pelos arranjos bem produzidos e a interpretação de Cristina em cada canção.

Em 2008 a cantora voltou para a MK Music[9] e nos anos seguintes lançou, Ame Mesmo Assim (2009), Clube da Cristina Mel (2010) que ganhou versão em DVD no mesmo ano e Som do Amor (2011) produzido por Paulo César Baruk e Emerson Pinheiro. O álbum trouxe uma homenagem à falecida cantora Denise Cerqueira com a regravação da música "Jerusalém e Eu".[10]


Em janeiro de 2012, a Mãe da cantora faleceu, após uma cirurgia de Diverticulite.[11] E o Pai também faleceu em agosto de 2014.

No segundo semestre de 2013 a cantora lançou novo trabalho intitulado "Eu Respiro Adoração", pela gravadora MK Music.[12] , com produção de Rogério Vieira, o álbum conta com 10 faixas, e traz uma Cristina Mel em tons bem graves, a novidade não agradou muito, mas o álbum foi muito executado em todas as rádios e igrejas do país apesar de ser considerado pela crítica especializada o cd mais fraco da cantora.

Em Julho de 2014 , foi anunciada sua saída da gravadora MK Music porque a gravadora não tinha nenhum interesse em continuar com o Ministério Infantil da cantora, então Cristina desfez o contrato como um acordo aceito por ambas as partes.

Ainda em Julho de 2014 a Cristina surpreende a todos e anuncia um novo CD Infantil, agora independente chamado ''Turminha da Cristina Mel: Fazendo a Diferença '' que será lançado em Outubro de 2014.

No dia 04 de Agosto surpreende mais uma vez e assina contrato de distribuição com a Sony Music Gospel para lançar seu novo projeto infantil.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

É casada com o Dr. Prof. Isaías Costa, Médico Cirurgião Dentista, proprietário da rede de Clínicas  OdontoCosta, e ambos são pais de Isabella Mel, que já começa a despontar como cantora, bailarina e artista.

Cristina é filha da Sra. Marli (in memorian) e Sr. Elmiro (in memorian), e seus irmãos são Paulo, Eliane, Elaine, Gleice e Claudia.

Curiosidades[13] [editar | editar código-fonte]

Cristina  Mel foi a primeira cantora a ter um álbum lançado em CD. Em seu estilo, foi também a primeira a gravar simultaneamente álbuns dedicados ao público infantil.  Ela é a primeira cantora gospel a ter um site oficial que conta hoje com vários seguidores.

Cristina já vendeu mais de 6,5 milhões de álbuns. Gravou 31 CDs, 12 coletâneas exclusivas, e fez dezenas de participações em coletâneas diversas. Gravou 5 DVDs ao longo de 24 anos de Ministério (são 24 anos gravando ininterruptamente).

Cristina Mel foi a primeira artista no mundo a "por nome" nos seu fãs, sendo chamados carinhosamente por ela de "Amigos da Mel".

Em 2011, participou da apresentação do Troféu Promessas, mas cometeu uma gafe por ter confundido o nome da premiação com o extinto Troféu Talento.[14]

Extensão e Análise Vocal[15] [editar | editar código-fonte]

Tipo de Voz: Soprano

Extensão Vocal: D3-D6 (Ré 3 ao Ré 6) - 3 oitavas

Ao vivo: D3-D6 (Ré 3 ao Ré 6) - 3 oitavas

Voz Plena: D3-D6 (Ré 3 ao Ré 6) - 3 oitavas                

- Voz de Peito/ Mista: D3-B♭5                 

- Voz de Cabeça: Até o D6

Maior extensão usada: F3-D6 - 2,5 oitavas (Rei do Meu Viver)

Cristina Mel possui um nome e voz doces, mas não se trata de um soprano de timbre frágil e suave. Sim, a voz dela também abrange estas características, mas vai além disto, esbanjando uma potência e ressonância invejáveis. Enquanto alguns sopranos suavizam a voz para alcançar certas notas, ela atinge agudos explosivos sem perder seu volume e brilho vocal. De fato, Cristina é uma das cantoras evangélicas que mais detém uma técnica apurada. Se pudéssemos resumir esta cantora em três pontos, quanto ao seu poderio vocal, seriam: juventude, fôlego e técnica. A sequência mais longa feita por ela foi de 22 segundos, sendo 18 deles sustentando um Mi bemol 5 de peito, sem vibrato. Vale salientar que tudo isto foi ao vivo na canção "A Mão do Mestre", em 1997. Quanto à juventude, falarei mais pra frente, mas já devem ter notado que se trata da voz preservada que ela possui, com timbre e alcance vocal praticamente idênticos ao que eram no início da carreira. A respeito da técnica nem preciso comentar. E por falar em vibrato, o dela é impecável, cristalino e adequado a cada nota emitida, soando com um toque do canto lírico. O que explica essa sonoridade mista de canto lírico com popular presente nos vocais de Mel é o fato dela ter estudado Música Erudita nos Estados Unidos, quando jovem. Não sei bem se esta informação é verdadeira, se realmente ela estudou ou não, mas que ela apresenta traços vocais de canto lírico é perceptível, especialmente na dicção em alguns agudos mais altos.

Ao contrário do que muitos pensam, a maioria dos agudos de Cristina não é em voz de peito. Não se surpreendam, mas é em voz mista. Até notas mais simples, como um Mi 5. Obviamente que muitas destas notas também são emitidas por ela na voz de peito, mas, em sua maioria, o são na voz mista. Não, isto não é um aspecto negativo, nem se trata de "voz falsa", já que voz mista é voz de cabeça com voz de peito. Esse mix de voz é o uso correto a se fazer para uma cantora que explora tanto suas notas altas, como ela faz. Talvez também seja por isso que sua saúde vocal é tão boa, somado aos cuidados e exercícios que ela faz. Como dito em sua antiga comunidade oficial do Orkut, Mel costuma dormir bem, não abusar de bebidas geladas, dentre outros cuidados que parecem besteira, mas que, muitas vezes, fazem toda diferença, se levado em conta o quão longa pode ser a carreira de um cantor.

Neste caso, a voz mista dela é um mérito, afinal, seu domínio de transição é implacável e sua técnica, das melhores. Caso contrário, não estaria com a voz tão conservada depois de praticamente 24 anos de uso como cantora. Ainda mais com uma utilização tão intensa, pois os agudos sempre acompanham-na (raro ver um disco que não tenha pelo menos um Fá 5 ou Fá sustenido 5 de peito ou misto).

Em toda sua carreira (ao menos no extenso conteúdo discográfico e videográfico que analisei), Cristina Mel utilizou 3 oitavas, pelo que fora demonstrado. Todo este alcance em sua voz plena. Me arrisco a dizer que ela possui/possuía notas mais altas e, talvez, mais baixas. Só não as demonstrou (ou não há registros) ou eu ainda não tomei conhecimento de tal material. Um fato é que, seus graves melhoraram com o decorrer do tempo, algo normal. De tal forma, é provável que hoje atinja notas mais baixas que na sua juventude. Vale destacar que foi ainda no seu primeiro disco, o LP "Tá Decidido", que ela demonstrou um Ré 3, nota mais grave de sua extensão, na canção "Filho Pródigo". Certo que  a qualidade do grave não é expressiva, mas é normal, em se tratando de um soprano, ainda mais um soprano jovial, como ela era na época, com cerca de 26 anos. O que quero dizer é que no último álbum, na faixa "Deus Luta Por Você" ela emitiu novamente esta nota, só que com uma consistência bem melhor, indicando que, provavelmente, vá mais baixo. Ouvi alguns comentários acerca de sua classificação vocal, alegando que fosse um meio-soprano. Não vejo o mínimo fundamento em tais afirmações. Mesmo nos dias atuais, não a classificaria assim. Ainda que sua voz falada soe bem mais pesada que a cantada, o que acho um fato curioso.  A voz de cabeça "pura" de Cristina Mel, embora não muito explorada por ela em seus extremos ou na chamada região "sobreaguda", é limpa, clara, de fácil projeção e volume e intensidade de um soprano com voz doce e frágil. Apesar disto, Cristina demonstrou em notas mais recentes uma voz de cabeça mais pesada, como na performance de "Foi Pra Me Salvar" e em um "Aquecimento Vocal" ou algo do tipo. Não sei se tal peso foi proposital ou se é consequência da idade, tendo em vista que a exploração de seus agudos mais leves e altos em voz de cabeça, que citei anteriormente, ocorrera na sua juventude.

É perceptível que, provavelmente, sua extensão vocal nessa região "sobreaguda" seja maior, porém, o mais alto demonstrado por ela e que, para mim, já é bastante significativo, foi um Ré Soprano em "Rei do Meu Viver". A nota soa bem emitida e sustentada, com impostação lírica (com uma potência considerável e suficiente pra se destacar) e com uma leveza cristalina, muito agradável de se ouvir.  Outra curiosidade concernente aos vocais de Mel são suas notas exclamadas. Não são exclamações comuns. São executadas perceptivelmente em sua voz mista, chegando a notas do fim da 5ª oitava e começo da 6ª com uma potência e plenitude notáveis. Podem conferir em seu vídeo de extensão vocal, demonstrado ao término desta análise, que alguns de seus Si 5, Dó 6 e até Dó sustenido 6 são agudos em voz mista e "beltados". Sim, são notas incríveis e poderiam até ser validadas como "cantadas", mas não o fiz para evitar falatórios chatos e polêmicas, embora saiba do potencial que este soprano tem e possa afirmar que Cristina Mel atinge um Dó sustenido 6 misto, algo que não é fácil. Por falar em belting, fica evidente que Cristina Mel domina esta técnica e a utiliza em muitas de suas notas. Não é alarde, nem exagero quando menciono que ela é uma das mais qualificadas cantoras, em termos de técnica, do meio gospel (do secular também) brasileiro.

No que diz respeito aos agudos cristalinos deste belo soprano, como já falei, são, em sua maioria, mistos. Contudo, durante sua carreira, ela já chegou a Sol 5 de peito puro também, pelo que recordo. O fato desta mixagem nos agudos extremos ocorre por dois motivos principais: o primeiro, Mel possui uma voz extremamente leve. Vozes assim geralmente tendem a transitar para voz de cabeça ou mista, quando projetam seus agudos; é algo da fisiologia vocal. A segunda possível causa se deve ao fato de Cristina mixar por opção, tendo em vista que a aplicação do belting com a mixagem da voz conferem a ela um volume mais amplo, uma potência  e maior peso no agudo, para equilibrar com seu timbre melódico. Há ainda a possibilidade de serem as duas coisas a razão pro uso intenso de voz mista por parte dela. Ainda sobre os agudos, como já citei, Cristina Mel é uma cantora que os usa intensamente. Não só no quesito altura, mas também na sustentação e frequência. Cada álbum é repleto de acrobacias vocais, notas altas sustentadas por mais de 10 segundos. Enfim, essa mulher mostra seu poder vocal mesmo. E o melhor de tudo, ela não se encaixa na categoria oversinging (cantores que exageram nas firulas, agudos, melismas). Ao menos, não vejo assim, pois o que ela tem de abundância de notas altas nas faixas, também tem de composições ricas em conteúdo, interpretação marcante e voz que transmite emoção. Enfim, seus hinos impactam os ouvintes e há esta dosagem e equilíbrio musical. Fora que ela encaixa suas notas nos momentos certos, não passa a canção inteira "gritando". E o que falar de sua musicalidade? Flui de forma rica. Quem não conhece a discografia de Mel nem imagina que ela já passeou, em diversas faixas, por ritmos e estilos bem improváveis, como forró, dance (ao estilo discoteca), pagode, rock, bossa nova, dentre outros. Tornando às notas altas dela, nem os diversos álbuns infantis que ela lançou estão isentos delas. Destaco uma faixa que tenho por surpreendente, que é "Os Livros da Bíblia". Nela, podemos ver Mel emitindo notas incríveis, mesmo que numa canção voltado ao público infantil. São diversos Sol 5 e explosivos Lá 5 no fade out da canção (quando o volume da faixa vai diminuindo até acabar). Estes Lá 5 são uma das maiores "monstruosidades vocais" que já vi Mel fazer, pois são vários seguidos, de forma ininterrupta. Recentemente, Cristina demonstrou que seus agudos estão intactos ao emitir um Si bemol 5 misto numa apresentação interpretando "Tempo de Vencer", de Jamily. Fora ele, em 2011 ela alcançou, também em voz mista, outra nota de destaque, um Lá 5 na faixa "Leva-me Ao Teu Coração". Muitas são as faixas nas quais ela atinge agudos notáveis e realiza acrobacias vocais, mas destacarei apenas mais duas: O Poder do Sangue, canção na qual ela inicia com um belo Si bemol 5 misto (sua nota mais alta em voz mista demonstrada em estúdio); e a outra faixa é Propósito de Glória, que conta com uma das referidas "exclamações mistas" e, ao final da música, uma  nota acrobática, culminando num Sol 5 bastante potente e brilhante, que declina 2 oitavas a um firme Sol 3. Obviamente, mesmo mediante tantas qualidades, é preciso ressaltar alguns aspectos negativos que ela, como qualquer cantor e ser humano, possui. Um deles é a nasalidade de sua voz que, para alguns soa "miada" e "chata", gerando comparações com Ana Paula Valadão, Sandy, dentre outras (tais frases eu já li em comentários de vídeos, bem como vi pessoas dizendo). Eu discordo disto. Mas quanto à nasalidade, é fato, mas não vejo como nada exorbitante, ao menos quando se torna excessiva, como no agudo mais alto da performance de "A Mão do Mestre" no DVD de 15 anos de carreira que ela gravou, em 2005; por exemplo. A dicção dela, em certas notas extremas, também é comprometida pela sua impostação. "Caráter" é um bom exemplo disso (basta verificar a partir dos 2:06). Claro que dá pra entender o que ela fala, mas para quem não conhece bem a canção, "à primeira ouvida", soam estranhas as palavras. Outro exemplo é o trecho dos 3:20 em diante da canção "Lembra" (óbvio que estou falando de antes da música mudar de idioma). Enfim, isto não é um problema constante de Mel, mas apenas quis demonstrar alguns fatores negativos. Claro que, se comparados aos positivos, eles são irrelevantes.

O tempo parece ter feito bem à voz de Mel. Digo isto porque, mesmo com tanto tempo de carreira, sua juventude e saúde vocal são invejáveis. Seu timbre, logicamente, está mais encorpado, mas não difere muito do que era no seu primeiro disco, em 1990. Com relação ao seu alcance vocal, ele também aparenta ter se mantido, especialmente quando vemos o Si bemol 5 misto que citei há pouco, o qual não é moleza, ainda mais pra uma mulher com 50 anos de idade,  sendo 24 deles de carreira solo. E também porque em "Rei do Meu Viver" e outras canções mais antigas dela a leveza de sua voz não combinava com o canto lírico, por falta de maior potência. Mas já numa faixa que gravou num período bem posterior, e também nas interpretações demonstradas anteriormente aqui, quando citadas as notas dela em voz de cabeça, sua voz se porta melhor no canto erudito. Apesar de mais escura, soa com a colocação e ressonância adequadas, como visto em  "Veículo Esportivo".

Resumindo, ela é uma das maiores referências que podemos ter quando a cuidados com o aparelho fonador, técnica vocal e "monstruosidade musical". Cristina Mel, a levita de voz intacta e agudos doces e cristalinos. Que Deus assim a preserve por mais uns 50 anos!

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Vendas
1990 Tá Decidido 100,000[16]
1992 Pra Sempre 500,000[16]
1993 Mil Horizontes 100,000[16]
1994 Refúgio de Amor 650,000[16]
1995 Mel 450,000[16]
1996 Gratidão 200,000[16]
1997 Dê Carinho 500,000[16]
1998 Presente de Deus 150,000[16]
1998 Um Toque de amor 700,000[16]
1999 Tem Coisas que a Gente não Esquece 200,000[16]
2000 Sempre Te Amei 150,000[16]
2001 Tudo por Você 500,000[16]
2002 Você é um Vencedor 250,000[16]
2003 Eternamente 300,000[16]
2005 Recomeçar 200,000[16]
2005 As Canções da Minha Vida: 15 Anos Ao Vivo 250,000
2007 Um Novo Tempo 150,000
2009 Ame Mesmo Assim 60,000
2011 Som do Amor 45,000
2013 Eu Respiro Adoração 33,000
Álbuns certificados pela ABPD
[17]
  • 1998 - Um Toque de Amor - 100 mil cópias (Disco de Ouro)
  • 2005 - As Canções da Minha Vida - 15 anos Ao Vivo - 50 mil cópias (Disco de Ouro)
  • 2006 - Cristina Mel e os Vegetais (Disco de ouro)
  • 2006 - DVD Cristina Mel e os Vegetais (Disco de ouro)
  • 2007 - Um Novo Tempo - 50 mil cópias (Disco de Ouro)
  • 2009 - Ame Mesmo Assim (Disco de Ouro)
  • 2009 - Som Gospel (Disco de Ouro)
  • 2010 - Clube da Cristina Mel (Disco de Ouro)
  • 2010 - DVD Clube da Cristina Mel (Disco de Ouro)

Álbuns para o público infantil[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde fevereiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ano Título Vendas
1999 Amiguinhos do Coração 50,000[16]
2000 Conto com Você 50,000[16]
2001 Mania de ser Feliz 50,000[16]
2002 4 Kids 100,000[16]
2003 Por um Mundo melhor 100,000[16]
2005 Tempo de ser Criança 250,000[16]
2006 Cristina Mel e os Vegetais 200,000[16]
2009 Turminha da Cristina Mel 40,000[16]
2010 Clube da Cristina Mel 60,000[16]
2012 Clube da Cristina Mel 2 30,000[16]
2014 Turminha da Cristina Mel: Fazendo a Diferença 24,000

Álbuns Internacionais:

Ano de Lançamento Título Gravadora
1997 De Cariño MK Publicitá
2002 Levanta-te Jerusalém (com Paul Wilbur) Hosanna!
2007 Alcanzar Tu Corazón Line Records

Outros Álbuns e Coletâneas:

Ano de Lançamento Título Gravadora
1996 EP - Prá Valer (com Marina de Oliveira) MK Publicitá
1998 Momentos Bompastor
1998 Com Muito Amor Bompastor
1998 Que Eu Possa Sempre Te Louvar Bompastor
2000 Minha História Bompastor
2002 Seleção de Ouro Line Records
2004 Seleção de Ouro - Volume 2 Line Records
2009 Som Gospel MK Music

DVD:

Ano de Lançamento Título Gravadora
2006 Tempo de Ser Criança Clevan Music
2006 Os Vegetais em: Um Conto de Páscoa Paramount Pictures
2006 Cristina Mel e Os Vegetais Ao Vivo Line Records
2005 As Canções da Minha Vida: 15 Anos Ao Vivo Line Records
2010 Dê Carinho Ao Vivo (Re-edit) MK Music
2010 Clube da Cristina Mel MK Music

VHS:

Ano de Lançamento Título Gravadora
1997 Dê Carinho MK Publicitá
2003 Conto com Você Line Records

Premiações[editar | editar código-fonte]

Troféu Talento[6] [editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Indicado
1996 Melhor Intérprete Feminino Cristina Mel
1997 Melhor Cantora Cristina Mel
1997 Melhor Intérprete Feminino Cristina Mel
1998 Melhor Intérprete Feminino Cristina Mel
1999 Melhor Intérprete Feminino Cristina Mel
1999 De Bem Com a Vida Cristina Mel
2000 Melhor Intérprete Feminino Cristina Mel
2000 Clipe do Ano "Pula Corda"
2001 Melhor CD Infantil WWW.Conto com você
2002 Melhor CD Infantil Mania de Ser Feliz
2003 Melhor CD Infantil 4 Kids
2004 Melhor Regravação "Autor da Minha Fé"
2004 Melhor Coletânea Seleção de Ouro 2
2006 Melhor Intérprete Feminino Cristina Mel
2006 Melhor Versão "Aleluia"
2007 Melhor CD Infantil Cristina Mel e os Vegetais

Grammy Latino[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria IndICADO
2001 Melhor álbum cristão em língua portuguesa Tudo por Você
2001 Melhor álbum cristão em língua portuguesa Mania de Ser Feliz
2005 Melhor álbum cristão em língua portuguesa As Canções da Minha Vida
2007 Melhor álbum cristão em língua portuguesa Um Novo Tempo
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Cristina Mel

Referências

  1. Dicionário Cravo Albun da Música Popular Brasleira. Cristina Mel. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  2. a b c Roberto Azevedo (20 de maio de 2009). CD Ame mesmo assim (Cristina Mel) -Análise Super Gospel. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  3. Troféu Talento. Confira os indicados e os vencedores do Troféu Talento 2003 Universo Musical. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  4. a b MK Music. Biografia de Cristina Mel Gospel Grace. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  5. Submarino. CD Tá Decidido. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  6. a b c Cadê Cristo. Cristina Mel. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  7. Luiz Fernando Martins (10 de novembro de 2005). CD As Canções da minha vida (Cristina Mel) - Análise Super Gospel. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  8. Line Records (25 de agosto de 2006). Cristina Mel lança trabalho infantil em parceria com Os Vegetais Super Gospel. Visitado em 8 de janeiro de 2012.
  9. MK Music (9 de setembro de 2008). Cristina Mel assina contrato e volta para a gravadora MK Music Super Gospel. Visitado em 8 de janeiro de 2012.
  10. Rafael Ramos (13 de abril de 2011). CD Som do Amor (Cristina Mel) - Análise Super Gospel. Visitado em 7 de janeiro de 2012.
  11. Gospel Minas. Morre no Rio a mãe da cantora Cristina Mel. Visitado em 8 de janeiro de 2012.
  12. Grupo MK de Comunicação. Cristina Mel fala sobre seu novo cd pela MK Music MK Music. Visitado em 8 de janeiro de 2012.
  13. Cristina Mel - www.cristinamel.com.br/
  14. Rafael Ramos (5 de dezembro de 2011). Confira os premiados da noite que marcou a história da música gospel nacional - Troféu Promessas Super Gospel. Visitado em 8 de janeiro de 2012.
  15. Análise e Extensão Vocal - Joatan Gomes -
  16. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y Predefinição:Citar web url=http://www.gospelchannelbrasil.com.br/2012/11/os-cds-gospel-mais-vendidos-do-brasil.html
  17. Associação Brasileira de Produtores de Disco. ABPD. Visitado em 8 de janeiro de 2012.