Daugavpils

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Daugavpils
Coat of arms of Daugavpils.svg Bandera Daugavpils.png
Brasão Bandeira
Região Latgale
População 115.265 habitantes
Censo 31 de março de 2000
Área 73 km²
Densidade 1.578,97 hab/km²
População estimada
em 1 de janeiro de 2006
109.482 habitantes
Mapa
Latvia-Daugavpils city.png

Daugavpils (russo Даугавпилс; lituano Daugpilis, alemão Dünaburg, polaco Dyneburg) é uma cidade independente da Letónia localizada na região de Latgale. É a segunda maior cidade da Letónia.

Vista de Daugavpils em 1912







Localização[editar | editar código-fonte]

Daugavpils está situada aproximadamente 230 km a sudeste de Riga, às margens do rio Daugava (Duína Ocidental).

A cidade tem uma posição geográfica favorável a 33 km da fronteira com a Bielorrússia, 25 km da fronteira com a Lituânia e 120 km da fronteira com a Rússia.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Composição da população:

O Letão tem sido a língua oficial nas escolas e órgãos do governo deste 1991, isto tem causado tensão com a maioria de língua russa que tem exigido que o russo seja restaurado como língua oficial ao lado do letão. Os grande número de residentes russos que chegaram a Letônia após a anexação de 1940 pelos soviéticos não são considerados cidadãos automaticamente, estes residentes e seus descendentes devem se submeter a testes de cidadania.

História[editar | editar código-fonte]

A história de Daugavpils começou em 1275 quando um castelo de pedra, Dinaburg, foi construído pela Ordem Livoniana. Durante toda a história de Daugavpils a cidade fez parte de diferentes impérios e seu nome foi mudado diversas vezes: Dinaburg entre o século XIII e o século XVI sob a Livônia, Borisoglebsk entre 1656 e 1667 e Dvinsk entre 1893 e 1920 sob o Império Russo e, finalmente, Daugavpils a partir de 1920, após a Letónia ter declarado sua independência em 1918.

Daugavpils tem diversos nomes históricos em várias línguas (que ainda hoje são usados):

Foi o local da batalha de Daugavpils de 1919 a 1920.

Durante a guerra Fria abrigou a base aérea de Lociki, 12 km a nordeste da cidade.

Moradores Notáveis[editar | editar código-fonte]

Uma das pessoas mais famosas nascidas Daugavpils é o pintor expressionista abstrato Mark Rothko.

No início do século XX, Daugavpils abrigou simultaneamente dois proeminentes rabinos: Meir Simcha de Dvinsk e Yosef Rozen (o Rogachover Gaon).

Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Letónia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.



Divisão administrativa da Letônia (1968–2009) Bandeira da Letônia

Cidades independentes

Daugavpils | Jelgava | Jūrmala | Liepāja | Rēzekne | Rīga | Ventspils

Distritos

Aizkraukle | Alūksne | Balvi | Bauska | Cēsis | Daugavpils | Dobele | Gulbene | Jēkabpils | Jelgava | Krāslava | Kuldīga | Liepāja | Limbaži | Ludza | Madona | Ogre | Preili | Rēzekne | Rīga | Saldus | Talsi | Tukums | Valka | Valmiera | Ventspils