DeWitt Clinton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
DeWitt Clinton
Monumento a Clinton no cemitério de Green-Wood, obra de Henry Kirke Brown.

DeWitt Clinton (2 de março de 176911 de fevereiro de 1828) foi um político americano, presidente do município de Nova Iorque e governador de Nova Iorque.

Nascido na região conhecida como Little Britain, no estado de Nova Iorque, era o segundo filho de James Clinton (1733-1812) major-general durante a guerra de independência e de Mary DeWitt (1737-1795). Era sobrinho de George Clinton, primeiro governador de Nova Iorque e vice-presidente dos Estados-Unidos e primo de Simeon De Witt, geógrafo e militar do exército continental durante a guerra de independência.

Clinton estudou no que é hoje a universidade de Columbia. Começou a sua carreira como secretário do seu tio, George Clinton, governador de Nova Iorque. Pouco tempo depois tornou-se membro do partido Anti-Federalista, deputado entre 1797 e 1802. Entrou no Senado. Descontente com as condições de vida da cidade de Washington, DC, recém-construída, deixa o cargo de senador em 1803 para chefiar a cidade de Nova Iorque. Conservou este cargo durante três mandatos consecutivos, 1803-07, 1808-10 e 1811-15.

Em 1811, venceu o Federalista Nicholas Fish e o candidato do Tammany Hall Marinus Willett, e ganhou uma eleição especial para o posto de Tenente-governador de Nova Iorque - vazio pela morte do Ten.-Gov. Broome - e serviu sob o governador Daniel D. Tompkins até ao fim do seu mandato em junho de 1813.

Em 1812 Clinton concorreu a Presidente dos Estados Unidos da América pelos Federalistas e com o apoio dos anti-guerra Democratas-Republicanos. Nesta eleição presidencial de 1812 teve apoio do Partido Federalista e dos Democratas-Republicanos que eram contra a guerra com a Grã-Bretanha. É derrotado por James Madison (89 grandes eleitores contra 128).

Com a demissão do governador Tompkins, que tinha sido eleito vice-presidente dos Estados Unidos da América, vence a eleição para governador contra Peter Buell Porter - Clinton obtém 43 310 votos, Porter apenas 1479. Em 1 de julho de 1817, Clinton torna-se governador de Nova Iorque. É reeleito em 1818, vencendo o vice-presidente Tompkins: DeWitt Clinton teve 47 447 votos, Tompkins 45 900 - e fica no cargo até dezembro de 1822.

Na obra de Clinton, pode-se citar a melhoria do sistema educativo público de Nova Iorque, a promoção da navegação a vapor, mudanças nas leis que dizem respeito à criminalidade e o tratamento dos devedores. Apoiou igualmente o projeto do canal de Erie convencendo os parlamentares do estado a aprovar 7 milhões de dólares para a sua construção. Aquando da sua inauguração, em 1825, Clinton percorreu todo o canal, de Buffalo jusqu'à a cidade de Nova Iorque. Deitou simbolicamente duas toneladas de água do lago Erie no oceano Atlântico, num cerimonial do "casamento das águas", para celebrar a primeira ligação aquática entre oeste e leste americanos. Esta acção para o bem público e o desenvolvimento dos Estados Unidos da América foi colocado em questão quando, uma dúzia de anos depois, o canal foi sendo menos usado com a chegada do transporte ferroviário.

Casou duas vezes, e teve dez filhos da primeira esposa. Clinton morreu aos 59 anos. Está enterrado no cemitério de Green-Wood, no borough de Brooklyn em Nova Iorque.

Nomeados em sua honra[editar | editar código-fonte]