Elysium Planitia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Elysium Planitia
Elysium Vulkanos.jpg

Os vulcões da região Elysium Planitia. De cima para baixo: Hecates Tholus, Elysium Mons, Albor Tholus.
Planeta Marte
Tipo planície vulcânica
Coordenadas 2° N, 155° E
Diâmetro 3 000 km
Quadrângulo Elysium

A Elysium Planitia é a segunda região vulcânica mais extensa de Marte, após Tharsis Montes. Essa área está repleta de vulcões de norte a sul, Hecates Tholus, Elysium Mons e Albor Tholus.

Em 2005 uma foto da Elysium Planitia tirada pela sonda Mars Express mostrou o que pode ser água congelada coberta por gelo. O volume do gelo é estimado de 800 a 900 km de tamanho e 45 metros de profundidade, similar em tamanho e profundidade ao Mar do Norte.[1] Supõe se que o gelo seja vestígio de inundações e fluxos de lava de fissuras da Cerberus Fossae ocorridas há 2-10 milhões de anos. A superfície da área está fragmentada em placas, como gelo quebrado flutuando em um lago. Datações da cratera mostram que as placas são mais de 1 milhão de anos mais velhas que o material do abismo em si, mostrando que a área se solidificou devagar demais para que o material seja lava.[2]

Vulcões e trincheiras (fossae) em Elysium Planitia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Young, Kelly (25 de fevereiro, 2005). 'Pack ice' suggests frozen sea on Mars New Scientist. Página visitada em 2007-30-01.
  2. John B. Murray et al.. (17 março 2007). "Evidence ... for a frozen sea close to Mars' equator". Nature 434: 352-355.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]