Epitonium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaEpitonium
Uma concha de Epitonium scalare, mostrando as costelas, uma característica marcante do gênero.

Uma concha de Epitonium scalare, mostrando as costelas, uma característica marcante do gênero.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Gastropoda
(sem classif.) (clado) Caenogastropoda
(sem classif.) (clado) Hypsogastropoda
Superfamília: Epitonioidea
Família: Epitoniidae
Género: Epitonium
Röding, 1798
Espécies
Ver texto

Epitonium é um gênero de pequenos gastrópodes marinhos predadores, sendo o gênero típico da família Epitoniidae.[1]

Este gênero tem sido subdividido em alguns poucos subgêneros por alguns autores, mas estes subgêneros foram baseados apenas em características morfológicas das conchas e podem não refletir a verdadeira relação entre as espécies ou sua filogenia.

Descrição da concha[editar | editar código-fonte]

As conchas de Epitonium são altamente espiraladas e, na maioria das espécies do gênero, possuem coloração totalmente branca. Algumas poucas espécies apresentam coloração marrom em graus variados, ou possuem uma estria marrom na espira. As conchas tipicamente têm estruturas verticais bem finas, como lâminas, chamadas de costelas.

Habitat[editar | editar código-fonte]

Estes moluscos normalmente vivem na areia próximos a anêmonas ou corais.

Biologia[editar | editar código-fonte]

Estes epitoniídeos se alimentam através da inserção de sua probóscide e arrancando pequenos pedaços de tecido das anêmonas. Algumas espécies se alimentam de apenas uma espécie de anêmona.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Espécies consideradas válidas para este gênero, de acordo com a base de dados do "Sistema Integrado de Informações Taxonômicas" (ITIS [2] , da sigla em inglês) são:

Nota: Alguns malacologistas recentemente colocaram muitas das espécies abaixo em outros gêneros, que haviam sido anteriormente considerados como subgêneros de Epitonium. No entanto, estes subgêneros foram baseados em características morfológicas, não em análise molecular.

Referências

  1. Powell, A. W. B. New Zealand Mollusca, William Collins Publishers Ltd, Auckland, Nova Zelândia, 1979. ISBN 0-00-216906-1
  2. Turgeon, D. D. et al. (1998) Common and scientific names of aquatic invertebrates from the United States and Canada: Mollusks, 2nd ed. In: ITIS Standard Report Page: Epitonium. Página visitada em 23 de junho de 2010.