Fernando Morientes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fernando Morientes
Fernando Morientes
Morientes no Liverpool
Informações pessoais
Nome completo Fernando Morientes Sánchez
Data de nasc. 5 de abril de 1976 (38 anos)
Local de nasc. Cáceres, Flag of Spain (1945 - 1977).svg Espanha
Altura 1,86 m
Apelido Moro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição atacante
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19931995
19951997
19972005
20032004
20052006
20062009
20092010
Espanha Albacete
Espanha Real Zaragoza
Espanha Real Madrid
Mónaco Monaco (emp.)
Inglaterra Liverpool
Espanha Valencia
França Olympique de Marseille
022 00000(5)
066 0000(28)
182 0000(72)
028 0000(10)
041 00000(8)
066 0000(19)
012 00000(1)
Seleção nacional3
1995
19951998
1996
19982007
Flag of Spain.svg Espanha sub-20
Flag of Spain.svg Espanha sub-21
Flag of Spain.svg Espanha sub-23
Flag of Spain.svg Espanha
005 00000(1)
016 00000(4)
002 00000(0)
047 0000(27)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 18 de Maio de 2010.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 24 de março de 2007.

Fernando Morientes Sánchez (Cáceres, 5 de abril de 1976) é um ex-futebolista espanhol que atuava como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo Albacete, em 1993, destacou-se jogando pelo Real Madrid, onde ficou oito anos. Seu maior momento foi na final da Liga dos Campeões da UEFA de 1999/2000, onde marcou um dos gols na vitória por 3 x 0 na final espanhola contra o Valencia. Apesar de apreciado pela torcida, muitas vezes era relegado à condição de coadjuvante de seu companheiro Raúl e de outros atacantes de mais renome.

A falta de espaço fez com que o Real, a partir de 2003, passasse a emprestá-lo seguidamente. Na temporada 2003/04, Morientes esteve no Monaco. No time do principado, demonstrou boa fase, sendo decisivo nas quartas-de-final da Liga dos Campeões da época, quando eliminou o Real Madrid. O Monaco terminaria vice-campeão e Morientes logo voltou aos blancos, mas continuou sem espaço e voltou a ser emprestado, desta vez ao Liverpool. Morientes foi mais um dos membros da "colônia espanhola" do time inglês, que contava também com Xabi Alonso, Luis García e o técnico Rafael Benítez. Os Reds foram surpreendemente campeões da Liga dos Campeões, mas Morientes não pôde fazer parte do elenco vencedor, uma vez que chegara a jogar pelo Real as partidas iniciais do torneio.

O empréstimo com o Liverpool encerrou-se em 2006 e Morientes voltou à Espanha, comprado pelo Valencia, onde, depois de um começo muito bom, acabou caindo de produção e se lesionando, o que acabou o tirando do time titular. Embora ainda tenha mostrado que seria o principal atacanta da equipe, não foi tão aproveitado e, em 2009, foi contratado pelo Olympique de Marseille.

A temporada 2009-10 pelo Olympique foi vencedora. Campeão do Campeonato Francês e da Copa da Liga Francesa, Morientes apenas participou de 12 jogos pela liga, marcando 1 gol, devido à eficiência e regularidade dos atacantes titulares, Brandão e Niang. Pela Liga dos Campeões, chegou a enfrentar seu tão amado clube, Real Madrid, duas vezes, não obtendo destaque.

Ao fim da temporada, em julho de 2010, rescindiu seu contrato com o clube marselhano.[1]

No dia 31 de agosto de 2010, anunciou sua aposentadoria do futebol profissional. Tinha propostas do Sporting Lisboa e de clubes do México, Catar e Emirados Árabes, mas decidiu encerrar a carreira aos 34 anos de idade.[2]

Seleção espanhola[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Espanhola, passou por 4 categorias diferentes: sub-20, sub-21, sub-23 e a principal. Na seleção sub-23, disputou as Olimpíadas de 1996, em Atlanta. Mas foi na seleção principal que conseguiu mais destaque, foram 3 competições oficiais: Copa do Mundo de 1998, Copa do Mundo de 2002 e a Eurocopa 2004. Na Copa de 2002, ele foi um dos goleadores da Furia, com 3 gols; poderiam ter sido mais, se dois gols seus válidos nas quartas-de-final contra a anfitriã Coreia do Sul não tivessem sido incorretamente anulados pela controversa arbitragem daquela partida, em que a Espanha terminou eliminada nos pênaltis.

No total, foram 47 jogos e 27 gols. Encerrou a carreira na seleção em 2007, devido à falta de espaço no time, que já havia lhe custado um lugar na Copa do Mundo de 2006.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Real Madrid
Liverpool
Valencia
Olympique de Marseille

Referências

  1. Morientes a résilié son contrat (em francês) (01/07/2010). Página visitada em 1 de julho de 2010.
  2. Aos 34 anos, espanhol Fernando Morientes anuncia aposentadoria (em português) (31/08/2010). Página visitada em 31 de agosto de 2010.
Bandeira de EspanhaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas espanhóis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.