General Salgado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de General Salgado
Bandeira de General Salgado
Brasão de General Salgado
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 15 de setembro de 1949 (65 anos)
Fundação 5 de dezembro de 1928 (85 anos)
Gentílico salgadense
Prefeito(a) Mauro Gilberto Fantini (PTB)
(2009–2012)
Localização
Localização de General Salgado
Localização de General Salgado em São Paulo
General Salgado está localizado em: Brasil
General Salgado
Localização de General Salgado no Brasil
20° 38' 52" S 50° 21' 39" O20° 38' 52" S 50° 21' 39" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião São José do Rio Preto IBGE/2008[1]
Microrregião Auriflama IBGE/2008[1]
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 493,3 km² [2]
População 10 669 hab. Censo IBGE/2010[2]
Densidade 21,63 hab./km²
Altitude 418 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,762 alto PNUD/2000[3]
PIB R$ 152 543 mil IBGE/2009[4]
PIB per capita R$ 13 951,23 IBGE/2009[4]
Página oficial

General Salgado é um município brasileiro do Estado de São Paulo. A cidade tem uma população de 10.669 habitantes (IBGE/2010)[2] . General Salgado pertence à Microrregião de Auriflama.

História[editar | editar código-fonte]

A povoação surgiu por volta de 1920. O Patrimônio da Matriz de Nossa Senhora das Dores se originou em terras doadas do fazendeiro Coronel Antonino José de Carvalho, o Tonico Barão. O primeiro nome da povoação foi Palmira, uma homenagem à filha do fundador da povoação, Tonico Barão.

O patrimônio e distrito policial de Sebastianópolis foi elevado à condição de distrito de paz, com a denominação de "Sebastianópolis", com sede na povoação de Palmira, em 5 de dezembro de 1928, pela lei estadual nº 2.301.

O distrito de paz passou a se chamar General Salgado, em 7 de janeiro de 1937, pela lei estadual nº 2.843, assim dito:

"A Assembleia Legislativa do Estado decreta e eu promulgo a lei seguinte:

Artigo 1º: Denominar-se a General Salgado, no município e comarca de Monte Aprazível, o Distrito de Paz de Sebastianópolis, tendo como sede a povoação de Palmira, que também adotará aquela designação."

O Distrito de paz foi elevado à condição de município pelo Decreto-Lei estadual nº 14.334, de 30 de novembro de 1944, e à condição de comarca em 30 de dezembro de 1953, pela Lei estadual nº 2.456.

Em 1953, o Distrito de Vila Áurea é desmembrado de General Salgado para a criação do município de Auriflama.

Em 1991, o distrito de São João de Iracema é elevado à categoria de município, sendo desmembrado de General Salgado.

O município homenageia, em seu nome, ao General Júlio Marcondes Salgado, Comandante da Polícia Militar do Estado de São Paulo, morto na Revolução de 1932.

Padroeira do município: Nossa Senhora das Dores Data de comemoração: 15 de setembro, data que em homenagem a santa, comemora-se o aniversário do município.

Prefeitos e Vice-Prefeitos[editar | editar código-fonte]

Foram nomeados como prefeitos:

  • João Batista Veroneze, em 1º dw janeiro de 1945. No final do mandato assumiu Cândido Arroio.
  • Em 30 de Abril de 1947, assumiu Plínio Ribeiro do Val, até 31 de Dezembro de 1947.

A primeira eleição para prefeito ocorreu no dia 9 de Novembro de 1947, para a 1ª Legislatura (1948 a 1951) do município de General Salgado, eleito o primeiro prefeito João do Carmo Lisboa.

Naquela época não havia o cargo de Vice Prefeito. Quando o prefeito se ausentava era substituído pelo Presidente da Câmara. A eleição para a 2ª Legislatura (1952 a 1955) ocorreu no dia 3 de outubro de 1951. Em 3 de outubro de 1955, ocorreu eleições para a 3ª Legislatura (1956 a 1959), sendo eleito para o cargo de Prefeito Nadir Garcia, Vice Prefeito Arcidio Castilho.

Na 4ª Legislatura (1960 a 1963) foram eleitos Arcidio Castilho para o cargo de Prefeito, e Reinaldo Antônio Soligo, para o cargo de vice-prefeito.

Na 5ªLegislatura foram eleitos: Prefeito Francisco Assis Cervantes, Vice Prefeito Lilacio Pereira.

Em 15 de novembro de 1968, foi eleito a 6ª Legislatura (1969 a 31 de janeiro de 1973) Prefeito Arcidio Castilho, Vice Prefeito João Marques.

No dia 15 de Novembro de 1972, foi realizada a eleição para a 7ª Legislatura, eleitos: Prefeito Francisco Assis Cervantes, Vice Prefeito Senhor Orestes Fantini.

Foi instalada a 8ª Legislatura (1977/1982) no dia 1º de Fevereiro de 1977: Prefeito Norival Cabrera Rodero, Vice Prefeito Anisio Braz Constantino.

Em 15 de Novembro de 1982 foram realizadas eleições para prefeito, vice e vereadores, e em 1 de fevereiro de 1983 foi isntalada a 9ª Legistura (1 de fevereiro de 1983 a 31 de dezembro de 1988): Prefeito Francisco Assis Cervantes; Vice Orestes Fantini.

A próxima eleição ocorreu no dia 15 de novembro de 1988. No dia 1º de Janeiro de 1989 foi instalada a 10º Legislatura (1989/1922): Prefeito Norival Cabrera Rodero; Vice Dovidio Scaldelai.

No dia 1º de janeiro de 1993, foi instalada a 11ª Legislatura (1993/1996): Prefeito Adelino Bido; Vice-Prefeito: Senhor Iaucir Carlos Marques.

No dia 1º de janeiro de 1997, foi instalada a 12ª Legislatura (1997/2000). Prefeito: Mauro Gilberto Fantini; Vice-Prefeito: Ivo de Souza Guimarães.

No dia 1º de Janeiro de 2001 foi instalada a 13ª Legislatura de General Salgado (2001/2004), Prefeito Iaucir Carlos Marques: Vice-Prefeito José Augusto de Carvalho Neto.

No dia 1º de Janeiro de 2005 foi instalada a 14ª Legislatura de General Salgado (2005/2008), Prefeito: Mauro Gilberto Fantini; Vice-Prefeito: Agostinho Dionisio Martins.

No dia 1º de Janeiro de 2009 foi instalada a 15ª Legislatura de General Salgado (2009/2012), atual Legislatura (11 de janeiro de 2010: Prefeito: Mauro Gilberto Fantini; Vice-Prefeito: Agostinho Dionisio Martins.

No dia 1º de Janeiro de 2013 foi instalada a 16ª Legislatura de General Salgado (2013/2016), Prefeito: Leandro Rogério de Oliveira; Vice-Prefeito: Paulo César de Almeida.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 20º38'54" sul e a uma longitude 50º21'38" oeste, possui uma área de 493,276 km², dos quais 2,159 km² estão em zona urbana, estando a uma altitude de 418 metros.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010[2]

População Total: 10.669

  • Urbana: 9.084
  • Rural: 1.585
  • Homens: 5.352[5]
  • Mulheres: 5.317

Densidade demográfica (hab./km²): 21,63

Dados do Censo - 2000

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 21,20

Expectativa de vida (anos): 68,60

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,94

Taxa de Alfabetização: 86,25%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,762

  • IDH-M Renda: 0,704
  • IDH-M Longevidade: 0,727
  • IDH-M Educação: 0,855

(Fonte: IPEADATA)

Paleontologia[editar | editar código-fonte]

Foram encontrados em General Salgado fósseis de réptil de tipo crocodilianos, encontrados por um jovem aluno, que procurou seu professor, o qual foi investigar sobre o assunto. Hoje em dia, novos afloramentos vêm surgindo no município, os fósseis estão em bom estado de conservação, o que mais vem chamando a atenção dos pesquisadores é a grande quantidade de fósseis encontrados.

Pouca coisa é divulgada, pois o assunto foi por muito tempo ignorado pela população e pelas autoridades municipais. Desde a descoberta dos fósseis, o professor Tadeu Arruda, esteve a frente das pesquisas, hoje conta com o apoio de pesquisadores das universidades de São Paulo (USP) e Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) além do museu de Monte Alto, onde amostras de fósseis salgadenses compõem o material paleontológico do museu.

O fóssil encontrado em General Salgado foi nomeado Baurusuchus salgadoensis. O estudo de fósseis encontrados apresenta uma diferença entre os crocodilianos em geral, eles não se arrastavam, mas sim se levantavam através de patas pouco mais alongadas e articuladas para o fim de melhor locomoção. Além dos crocodilianos, também foram encontrados fósseis ou fragmentos de serpentes pré-históricas.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

O município de General Salgado está localizado na parte noroeste do estado de São Paulo, adjacente a rodovia Feliciano Sales Cunha na altura do km 545. Considerado município de pequeno porte, tem baixa taxa populacional e economia baseada na agricultura, pecuária e indústria.

Encontra-se instalada em General Salgado a indústria de produção de álcool etílico Generalco onde trás uma importante fonte de renda para a população da cidade. Outra consequência da indústria na cidade de General Salgado é a cultura da cana de açúcar que está presente em grande parte das propriedades rurais da cidade. Também se instalaram na cidade de General Salgado o Grupo Pasto Forte, fabricante, importador e exportador de nutrição animal, e a indústria PEC (Pisos Ecologicamente Corretos), além de várias pequenas indústrias do ramo de confecção.

O comércio local, apesar de gerar uma quantidade razoável de empregos, não tem grandes projeções tendo em vista a localização de grandes mercados (São José do Rio Preto, Araçatuba e Jales) próximos à cidade.

Tendo em vista a característica do comércio e indústria não há campo para as pessoas que qualificam suas habilidades, cursando uma faculdade ou cursos especializantes.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Destacam-se o Carnaval e as Festas de Rodeio. O Carnaval de General Salgado chama a atenção das demais cidades vizinhas e tem a características de reunir as pessoas em blocos de carnavais. Os principais blocos da cidade são: Toloko, Tô-Que-Tô, PB e Babilake.A principal atração do carnaval, é o Carnaval na Avenida, onde se concentra, cerca de 10 mil pessoas por noite, e recebe visitantes de varias regiões, e, também de outros estados, sendo considerado um dos melhores carnavais ao ar livre do estado.[carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. a b c d Censo Populacional 2010 - IBGE IBGE.gov.br. Página visitada em 30 de agosto de 2011.
  3. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  4. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 21 dez. 2011.
  5. SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo IBGE. Página visitada em 30 de agosto de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Página da prefeitura