Genival Lacerda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Genival Lacerda
Informação geral
Nascimento 15 de abril de 1931 (83 anos)
Origem Campina Grande, PB
País Brasil Brasil
Gênero(s) Forró, baião, xaxado
Ocupação(ões) Cantor e compositor
Instrumento(s) Vocal, sanfona
Período em atividade 1950 - presente
Página oficial Página no IMDB

Genival Lacerda (Campina Grande, 5 de abril de 1931) é um cantor e compositor brasileiro de forró. Seus principais sucessos foram Severina Xique Xique, De quem é esse jegue? e Radinho de Pilha. Sua carreira começou na Região Nordeste e ao longo dela gravou 70 discos.

Morando em Campina Grande, Paraíba, ainda cumpre sua agenda de shows e recentemente fez uma participação no filme Foliar Brasil, sem data para estrear nos cinemas.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Na década de 50 foi morar em Pernambuco e em 1955 decide gravar seu primeiro disco de 78 rotações, obtendo sucesso com a faixa Coco de 56. Em 1964, incentivado por Jackson do Pandeiro, seu concunhado, foi para o Rio de Janeiro, onde trabalhou em casas de forró e chegou a gravar um LP. Contudo, o sucesso só chegou mesmo em 1975, com a música Severina Xique-Xique, cujo verso «ele tá de olho é na butique dela» se tornou o mais popular do compositor. Graças a essa composição de sua autoria e João Gonçalves ele vendeu cerca de 800 mil cópias.

Em 1976, lança o disco Vamos Mariquinha, que contém as faixas É Aí que Você se Engana, Forró da Gente, Sanfoneiro Alagoano, Eu Preciso Namorar e A Mulher da Cocada.[2]

Em abril de 2010, a cantora Ivete Sangalo (que se preparava para um show no Madison Square Garden, de Nova York, no fim do mesmo ano), gravou em dueto com o cantor campinense a música «O Chevette da Menina».[3] A música, cuja personagem central se chama Ivete, narra, num tom jocoso e de duplo sentido, a história de uma moça que supostamente empresta seu Chevette a um conhecido e o recebe todo machucado. O refrão diz:

«Coitadinha da Ivete / Facilitou, estragaram seu Chevette / Mas coitadinha da Ivete / Em menos de uma semana estragaram seu Chevette.»[4]

Ainda no decorrer de 2010, outro que também prestou homenagem ao cantor paraibano (desta vez de forma lúdica) foi o apresentador Rodrigo Faro, no seu programa Melhor do Brasil, na Record.[5]

Cquote1.svg Sabe com quem gravei semana passada? Com alguém que eu amo e admiro. Ele é genial!

Quando balança aquela pancinha dele, sai de baixo. Só vai dar 'nóis' no São João.

Cquote2.svg
Ivete Sangalo, no seu blog.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • (2012) Canta Luiz Gonzaga (CD)
  • (2010) 60 Anos de Forró com muita alegria (CD)
  • (2007) Se Não Fosse O Forró - Xique Xique Music (CD)
  • (2007) Maristela - MD Music (CD)
  • (2007) Ao Vivo No Parque Do Povo Em Campina Grande (CD)
  • (2000) Genival Lacerda ao vivo (CD)
  • (1998) Tributo a Jackson do Pandeiro - RGE (CD)
  • (1997) O Photografo - RGE • CD
  • (1996) O brinquedo da menina - RGE (CD)
  • (1995) Forró Dance by Genival Lacerda - Pardadoxx Music (LP/K7/CD)
  • (1992) O Rambo Do Sertão - Continental (LP)
  • (1991) Aqui só tem forró - Continental (LP)
  • (1990) Negócio da China, com aquilo! - Continental (LP)
  • (1989) Ripa Na Chulipa - Continental (LP)
  • (1988) Galeguim do zoi azu - Continental (LP)
  • (1987) A fubica dela - RCA (LP)
  • (1986) Hot-Dog Baiano - RCA Camden (LP)
  • (1985) Caldinho de mocotó - RCA (LP)
  • (1984) Troque as pilhas, só não mate o véio - Copacabana (LP)
  • (1983) Presente De Nordestino - Copacabana (LP)
  • (1982) Genival Lacerda - Copacabana (LP)
  • (1981) Me Dê O Gravador - Copacabana (LP)
  • (1980) O rei da munganga {compilação} - Sinter - (LP)
  • (1980) As Riquezas Do Brasil - Copacabana (LP)
  • (1979) Genival Lacerda - Chantecler (LP)
  • (1979) Não Despreze Seu Coroa - Copacabana (LP)
  • (1978) Cabeça Chata - Som (LP)
  • (1977) O homem que tinha três pontinhos - Copacabana (LP)
  • (1976) Vamos Mariquinha - Copacabana (LP)
  • (1976) Genival Lacerda {compilação} - Polyfar (LP)
  • (1975) Aqui tem catimberê (LP)
  • (1974) Ralador de Coco (O Bom) - Tropicana/CBS (LP)
  • (1973) Tomaram Meu Amor - {78 rpm compilação} - Rosemblit (LP)
  • (1972) Mungangueiro pra daná nº2 - Fontana (LP)
  • (1971) Mungangueiro Aloprado - Fontana (LP)
  • (1970) O “Senador” Do Rojão – Mungangueiro Pra Daná - Fontana (LP)
  • (1970) Genival Lacerda e Lúcio Mauro – As trapalhadas de Cazuza e Seu Barbalho – Música! Alegria! Humorismo! - Fontana (LP)
  • (1969) Eu Sou Assim - Chantecler (LP)
  • (1968) O Senador Do Rojão - Chantecler (LP)
  • (1966) Este é O Cobra Do Norte - Polydor (LP)
  • (1965) Meu Nordeste - Audience / Tropicana (LP)
  • (1964) O Rei Da Munganga - Continental (LP)
  • (1963) Cajueiro abalou/Tomaram o meu amor - Mocambo (78)
  • (1962) Noé, Noé/Coco de roda - Mocambo (78)
  • (1962) Vasante da maré/Coco da cajarana - Mocambo (78)
  • (1962) Salve Cosme e Damião/Rei do cangaço - Mocambo (78)
  • (1962) Mariá/O delegado deu ordem - Mocambo (78)
  • (1962) Forró de Zé Lagoa/Maria de Belém - Mocambo (78)
  • (1961) Rojão nacional/Eu vou pra Lua - Mocambo (78 + Copacto Duplo)
  • (1957) Dança do bombo/Balança o coco - Mocambo (78)
  • (1956) Coco de 56/Dance o xaxado - Mocambo (78)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema
Ano Título Personagem
2009 O Rei da Munganga Ele mesmo (documentário)
1990 Beijo 2348/72 Cantor de forró
1985 Made in Brazil Cantor de forró
1979 Vamos Cantar Disco Baby Cantor de forró

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Genival Lacerda
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.