Grão Pará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Grão Pará
Bandeira de Grão Pará
Brasão de Grão Pará
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 21 de junho de 1958 (55 anos)
Gentílico grão-paraense
Prefeito(a) Amilton Ascari (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização de Grão Pará
Localização de Grão Pará em Santa Catarina
Grão Pará está localizado em: Brasil
Grão Pará
Localização de Grão Pará no Brasil
28° 11' 06" S 49° 12' 54" O28° 11' 06" S 49° 12' 54" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Sul Catarinense IBGE/2008 [1]
Microrregião Tubarão IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Urubici, Rio Fortuna, Braço do Norte, Orleans
Distância até a capital 189 km
Características geográficas
Área 328,097 km² [2]
População 6 223 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 18,97 hab./km²
Altitude 110 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,826 muito alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 103 392,986 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 16 542,88 IBGE/2008[5]
Página oficial

Grão Pará[nota 1] é um município brasileiro do Estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 28º11'06" sul e a uma longitude 49º12'53" oeste, estando a uma altitude de 110 metros. Sua população estimada em 2004 era de 6.167 habitantes.


História[editar | editar código-fonte]

O município originou-se da Colônia Grão Pará, constituída em terras da Princesa Isabel, filha de D. Pedro II.

A sede do município de Grão Pará foi instalada em 8 de julho de 1882, quando a Empresa de Terras e Colonização de Grão Pará, dirigida pelo Visconde de Taunay e pelo Conde d’Eu, começou a distribuir lotes de terras para imigrantes alemães, italianos e poloneses.

O nome foi uma homenagem dos proprietários da empresa ao filho do Conde d’Eu, Dom Pedro de Alcântara de Orléans e Bragança, príncipe do Grão-Pará.

Antes da colonização viviam na região índios botocudos. As terras foram parte do presente de casamento que a princesa Isabel e o Conde d’Eu receberam do imperador Dom Pedro II.

Visita imperial[editar | editar código-fonte]

O Conde d’Eu visitou Grão Pará em 27 de dezembro de 1884, evento imediatamente subsequente à inauguração da Estrada de Ferro Donna Thereza Christina. Foi recebido na ocasião pelo diretor da Empresa de Terras e Colonização, Charles Mitchell Smith Leslie[6] .

Notas

  1. Nota ortográfica: Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa, este topônimo deveria ser grafado como Grão-pará.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. Jucely Lottin, Colônia Imperial de Grão-Pará. 120 anos. Florianópolis : Elbert, 2002. Página 265.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.