Hati

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Representação ilustrada de Hati.

Na mitologia nórdica, Hati (em nórdico antigo: "Odioso"[1] ) é um lobo que, de acordo com o Gylfaginning, persegue a lua pelo céu noturno (assim como o lobo Sköll persegue o sol durante o dia) até a hora do Ragnarök, quando ambos engolirão esses corpos celestes. Depois disso, Fenrir se libertará de suas amarras e matará Odin. Os eclipses lunares ocorrem quando Hati está perto de atingir seu objetivo.

O sobrenome de Hati é Hródvitnisson, como visto no Grímnismál e no Gylfaginning, o que indica que ele é filho de Fenrir, cujo nome alternativo é Hródvitnir (“Lobo Famoso”). A mãe de Hati é a giganta Angrboda (mencionada no Völuspá e no Gylfaginning) que habita a leste de Midgard na floresta de Járnvid. Snorri Sturluson registra que essa giganta e bruxa é responsável por muitos filhos (gigantes), em forma de lobos, incluindo um de nome Mánagarm ("Caçador da Lua"), o qual engolirá a lua e é, portanto, identificado com Hati. A partir dessa passagem pode-se presumir também que Sköll é irmão de Hati.

As crianças nórdicas batiam potes e faziam muito barulho para tentar assustá-lo e evitar que ele devorasse a lua. As faíscas geradas pela batida dos potes podiam atravessar os céus. As pessoas da Terra que as vissem pensariam que as faíscas eram estrelas cadentes.

Diz-se que na hora do Ragnarok, Hati vai finalmente conseguir capturar a lua e parti-la entre seus dentes.

Em Ragnarok Online, Hatii é um dos MVP's.

Hati também é um dos Pallasites na série Saint Seiya Omega.

Referências

  1. Byock, Jesse. (Trans.) The Prose Edda, page 164. (2006) Penguin Classics ISBN 0-14-044755-5

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia nórdica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.