Aesir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Representação de 1882 da guerra Æsir - Venir

Aesir ou Ases,[1] segundo a mitologia nórdica, é um clã de deuses que residem em Ásgarðr (Asgard),[2] ou seja, a Terra dos Æsir (As = Aesir. Gard = Terra ).

Suas contrapartes e uma vez inimigos, com os quais guerrearam, são os Vanir.[2] Os Vanir são deidades mais da natureza e fertilidade. Enquanto os Æsir são mais guerreiros que seus rivais.[2] Quando as duas raças guerrearam, Æsir e Vanir, fizeram as pazes, as deidades Vanir entregaram Njörðr (Niord), Freyr e Freyja para os Æsir.[3]

Os Æsir formam o panteão principal dos deuses na mitologia nórdica. Incluem muitas das figuras principais, tais como Odin, Frigga, Thor, Balder e Týr.[4] Existem outros clãs de deuses nórdicos, sendo segundo principal o clã dos Vanir, também mencionado na mitologia nórdica. Além destes clãs também há o clã das Nornas, o clã dos Jotnar e o clã dos "Dragões".

O deus Njörðr e seus filhos, Frey e Freyja são os deuses mais importantes dos Vanir, e acabaram se reunindo aos Æsir como reféns após a Guerra dos Deuses, que envolveu ambos os clãs.

Os 'áss' da palavra aparentemente é derivada do proto-indo-europeu *ansu-'respiração, deus' relacionado ao sânscrito asura e ao avestan ahura, com o mesmo significado; apesar de que a palavra em sânscrito asura veio a significar demônio. O cognato em inglês arcaico de 'áss' é os, que significa 'deus, divindade' (como no sobrenome atual Osgood). A palavra 'áss' ainda pode significar 'feixe' ou 'correio' na língua nórdica arcaica, mas não há nenhuma demonstração da conexão etmológica entre as duas palavras. Schefferus, um proto-etonologista do Século XVII, afirmou que o Æsir se referencia aos imperadores da Ásia, isto é, uma liderança pseudo-feudal (de hereditariedade xamanista), que saíra das estepes asiáticas para a Europa em tempos ancestrais. Nenhum outro estudioso nos séculos seguintes encontrou qualquer evidência para suportar esta afirmação.

Os Æsir eram agraciados com a juventude eterna enquanto comessem as maçãs de Iðunn, embora ainda pudessem ser assassinados. Além disso, quase todos estavam predestinados a morrerem durante o Ragnarok.[5]

Somente quatro das deidades Aesir são comuns as outras tribos germânicas fora da Escandinávia: Óðinn (Odin) como Wotan, Þórr (Thor) como Donar, Tyr como Tiw ou Tiwaz, e Frigga como Freia.

'Áss' é o singular de Aesir.[3] O feminino de 'Áss' é chamado 'Asynja' (plural 'Asynjor'). Note que aqui separamos em uma outra página as Asynjor.

Aesir vs Vanir[editar | editar código-fonte]

A interação entre os Aesir e os Vanir é um aspecto interessante da mitologia nórdica. Enquanto outras culturas desenvolveram famílias antigas e novas dos deuses, como os Titãs contra os Olímpicos da Grécia antiga, o Æsir e o Vanir se portavam de forma mais contemporânea. Os dois clãs de deuses lutavam batalhas, realizavam tratados e trocavam reféns (Frey e Freya são mencionados como reféns). Uma especulação comum interpreta as interações ocorrendo entre os Æsir e os Vanir como reflexo dos tipos de interação que ocorriam entre os vários clãs dos nórdicos naquele tempo. De acordo com outra teoria, o clã Vanir (cujos deuses são mais relacionados principalmente com a fertilidade e de comportamento mais calmo) pode ter se originado primeiramente na mitologia[6] . Mais tarde, os deuses da guerra, representados pelos Æsir, surgiram nas lendas através da guerra mítica que, possivelmente, poderia espelhar um conflito religioso ocorrido naquele tempo. Desta forma, a Guerra dos Deuses pode ser um paralelo ao histórico conflito entre os romanos e os sabinos. O estudioso Mircea Eliade especula que ambos os conflitos são, na verdade, versões diferentes de um mito indo-Europeu mais antigo sobre um conflito que integrou as divindades do céu e da ordem contra as divindades da terra e da fertilidade, sem nenhum antecedente histórico estrito.

Lista de Aesir e Vanir[editar | editar código-fonte]

Norse Gods.JPG
  • Sjöfn
  • Balder -- deus da inocência e da beleza
  • Bragi -- o bardo
  • Forsetes -- deus da justiça
  • Freya (refém dos Vanir) -- deusa do amor e do sexo
  • Frey (refém dos Vanir) -- deus da fertilidade e do amor
  • Frigga -- deusa principal
  • Heimdall -- guardião da ponte do arco-íris
  • Hoder -- deus cego da escuridão e do inverno
  • Hoenir -- o deus indeciso
  • Iðunn -- deusa da juventude, fertilidade e da morte
  • Loki -- o embusteiro
  • Nana -- esposa de Balder
  • Njord (refém dos Vanir) -- deus dos mares
  • Odin (também conhecido como Wotan) -- deus principal, da guerra e da sabedoria
  • Sif -- deusa de cabelos dourados e esposa de Thor
  • Thor (também conhecido como Donar) -- deus do trovão e da batalha
  • Tyr -- deus da guerra, com somente uma mão
  • Ull -- o caçador, rastreador e arqueiro
  • Vali -- o vingador
  • -- irmão de Odin, que deu aos homens o dom da palavra
  • Vidar -- deus do silêncio, discrição e da vingança
  • Vili -- irmão de Odin, que deu aos homens o sentimento e o pensamento

Referências

  1. Vários autores. Mitologia- Mitos e Lendas de todo o Mundo. [S.l.]: Caracter, 2011. 232-249 pp.
  2. a b c Aesir cybersamurai.net
  3. a b Aesir timelessmyths.com
  4. Aesir godslaidbare.com
  5. Ragnarok timelessmyths.com
  6. Vanir cybersamurai.net
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia nórdica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.