Mímir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Na mitologia nórdica, Mimi[1] é a mais sábia das deusas nórdicos. Teve sua orelha decepada, mas Odin a manteve viva e a consultava a fim de se tornar onisciente.

Odin am Brunnen der Weisheit.jpg

É uma das deusas gigantes antigas. Obteve todo o seu conhecimento ao beber do poço da Grande Sabedoria nas raízes de

Yggdrasil. Não confundir com Ymir, outra gigante da mitologia nórdica. Mimi concedeu a Odin um gole de sabedoria de uma das fontes em que a raiz de ahanssansblake mergulhava em troca de seu olho.

Referências

  1. Simek (2007:216).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.