Saga dos Inglingos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde março de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ilustração da Saga dos Inglingos
por Gerhard Munthe

A Saga dos Inglingos (em nórdico antigo: Ynglinga saga) é uma saga lendária, escrita em nórdico antigo pelo escritor islandês Snorri Sturluson por volta de 1225.

A Saga dos Inglingos é a primeira parte da obra de Snorri sobre os antigos reis nórdicos, a chamada Heimskringla. Ela narra a mais antiga parte da história da Casa dos Inglingos (Escilfingos de Beowulf). Em 1844 foi traduzida e publicada em inglês pela primeira vez.

A saga descreve a chegada dos deuses nórdicos à Escandinávia e como o deus Frey fundou a dinastia inglinga dos suecos em Uppsala. Então a saga segue a linha dos reis suecos até Ingjald, cujos descendentes após se afixaram na Noruega e tornaram-se ancestrais do rei norueguês Haroldo Cabelo Belo.

Para escrever essa saga, Snorri baseou-se na obra anterior Ynglingatal, é atribuída ao skald (poeta) norueguês do século IX Thjodolf de Hvinir, e que aparece também na Historia Norwegiæ.

Ver também[editar | editar código-fonte]