Jesús Navas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jesús Navas
Navas.jpg
Informações pessoais
Nome completo Jesús Navas González
Data de nasc. 21 de novembro de 1985 (29 anos)
Local de nasc. Los Palacios, Flag of Spain.svg Espanha
Altura 1,70 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Manchester City
Número 15
Posição Meia direita e ponta direita
Clubes de juventude
1998–2000
2000–2003
Espanha Los Palacios
Espanha Sevilla
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2003–2004
2003–2013
2013–
Espanha Sevilla B
Espanha Sevilla
Inglaterra Manchester City
0033 0000(3)
0395 000(34)
00023 0000(4)
Seleção nacional3
2004–2005
2009–
Flag of Spain.svg Espanha Sub-21
Flag of Spain.svg Espanha
00005 0000(0)
00032 0000(3)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 5 de outubro de 2013.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 15 de outubro de 2013.

Jesús Navas González (Los Palacios, 21 de novembro de 1985) é um futebolista espanhol que atua como meia direita ou ponta direita. Atualmente, joga pelo Manchester City.

Um ala direito que pode jogar no lado esquerdo na ocasião, seus principais trunfos são o seu rápido drible e o cruzamento e uma capacidade de executar a defesa adversária.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido em Los Palacios y Villafranca, Província de Sevilla, Navas entrou no sistema de jovens do Sevilla com 15 anos de idade. Em 2003-04, ele fez sua estréia na primeira equipe quando jogou 12 minutos em uma derrota de 1-0 para o RCD Espanyol em 23 de novembro de 2003, e entrou como substituto mais quatro partidas antes de o campeonato acabar, nenhuma completa. Na temporada seguinte, Navas foi definitivamente promovido à equipe principal, marcando duas vezes em 22 jogos e, em 4 de maio de 2005, seu vínculo com o clube foi prorrogado até 2010, como também fez sua estréia na Seleção Espanhola Sub-21.

Em 2005-06, Navas mais uma vez foi um elemento crucial com os andaluzes e ganhou sua primeira Copa da UEFA. Ele apareceu em todas as 12 partidas, incluindo a final contra o Middlesbrough. Em agosto de 2006, um acordo foi feito para a transferência de Navas para o Chelsea, mas o jogador recusou, citando uma possível saudade da família. No campeonato, Navas foi consistentemente listados nos melhores jogadores e entrou no 'Top 50' da revista Don Balón.

Nas próximas três temporadas, continuou a ser fundamental para seu clube, sendo sempre o líder de assistência, marcando nove gols.

Em 2009-10, Navas esteve sempre presente, aparecendo em mais de 50 jogos oficiais, e liderar a liga em passes decisivos (incluindo dois na última rodada contra o UD Almería e Mallorca. No dia 19 de maio de 2010, ele fechou a súmula, por 2-0, na final da Copa da Espanha, contra o Atlético Madrid.

Na temporada 2010-11, o jogador foi muito prejudicado por lesões, aparecendo em menos da metade dos jogos para o Sevilla. Em 13 de março de 2011, ele marcou em uma rara aparição em um empate em casa por 1-1 contra o eventual campeão Barcelona, o seu único gol na temporada.

Ao fim da temporada 2012-13, foi vendido ao Manchester City por aproximadamente 25 milhões de euros.[1]

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Com o seu sucesso no Sevilla ele foi convocado por Luis Aragonés para fazer parte da equipe nacional. Inicialmente, com problemas de ansiedade, foi barrado. Com a ajuda de psicólogos, superou esse obstáculo e fez sua estreia em 14 de novembro de 2009, enfrentando o seu companheiro de Sevilla Diego Perotti, em um amistoso contra a Seleção Argentina. A Espanha venceu por 2-1.

No dia 20 de maio de 2010, foi convocado para Copa do Mundo FIFA da África do Sul e em 3 de junho marca seu primeiro gol na Seleção contra a Coréia do Sul, que dá a vitória em um jogo de preparação para a Copa, terminado em 1-0. Já na competição, na final do dia 11 de julho contra a Seleção Holandesa, iniciou a jogada do gol de Andrés Iniesta, que serviu o time espanhol para ser coroado Campeão do Mundo.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Espanha Sevilla
Inglaterra Manchester City
Espanha Seleção Espanhola

Referências