Javi García

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Javi García
Javi García
Informações pessoais
Nome completo Francisco Javier García Fernández
Data de nasc. 8 de Fevereiro de 1987 (27 anos)
Local de nasc. Mula, Múrcia,  Espanha
Nacionalidade  Espanha
Altura 1,86 m
Destro
Apelido " El Tanque ", " El Toro "
Informações profissionais
Clube atual Rússia Zenit Petersburgo
Número 21
Posição Volante
Clubes de juventude
19962004 Espanha Real Madrid
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20042007
20042009
20072008
20092012
20122014
2014
Espanha Real Madrid Castilla
Espanha Real Madrid
Espanha Osasuna (emp.)
Portugal Benfica
Inglaterra Manchester City
Rússia Zenit Petersburgo
00086 000(10)
00024 0000(0)
00025 0000(2)
00122 000(13)
00076 0000(2)
00003 0000(1)
Seleção nacional3
20032005
20052006
2007
20082009
2012
Flag of Spain.svg Espanha Sub-17
Flag of Spain.svg Espanha Sub-19
Flag of Spain.svg Espanha Sub-20
Flag of Spain.svg Espanha Sub-21
Flag of Spain.svg Espanha
00021 0000(4)
00009 0000(2)
00005 0000(1)
00009 0000(0)
00002 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 31 de agosto de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 15 de fevereiro de 2014.

Francisco Javier 'Javi' García Fernández, (Mula, Múrcia, 8 de Fevereiro de 1987) é um futebolista espanhol que atua como médio-defensivo. Atualmente, joga pelo Zenit St. Petersburgo. É primo do futebolista de Luis García.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Produto da academia de futebol do Real Madrid, Javi Garcia estreou-se na equipa principal num jogo frente ao Levante UD com uma goleada por 5-0 a 28 de Novembro de 2004. Na época seguinte viria a representar a Equipa B do Real.

No verão de 2006, García venceu com a seleção sub-19 de Espanha o Campeonato Europeu, impressionando inclusive a equipa principal do Real Madrid e o seu treinador, Fabio Capello.

Sport Lisboa e Benfica[editar | editar código-fonte]

Na época 2009/2010, Javi García assinou contrato com o Benfica, mudando-se assim para a capital portuguesa numa transferência que custou 7,5 milhões de euros aos cofres do clube da Luz. Os seus direitos desportivos e económicos fazem agora parte do Benfica, que possui uma cláusula de rescisão no valor de 30 milhões de euros num vínculo que o mantém ligado ao clube encarnado durante 5 épocas desportivas.[2] No Benfica, Javi García terá a oportunidade de alinhar com o seu antigo companheiro do Real Madrid, Javier Saviola, que foi também adquirido em 2009/2010 pelo clube lisboeta.

É neste período que García afirma que não deu um passo atrás na carreira, já que representava um grande clube mas que ainda assim, iria representar outro grande clube europeu que lhe ia oferecer ainda mais oportunidades. Após o Torneio de Amesterdão, ganho pelo Benfica, o técnico encarnado, Jorge Jesus, afirmou estar impressionado com a capacidade física e cultura táctica de Javi García por ter apenas 22 anos e ser um excelente jogador. [carece de fontes?]

Javi García iniciou-se da melhor forma no clube, tendo vindo a ser titular em todas as partidas e mostrando-se ser uma peça fundamental no esquema táctico de Jorge Jesus, apontando o seu primeiro golo logo à 3ª jornada da liga, na goleada de 8-1 imposta ao Vitória de Setúbal. Foi também elogiado por Vicente del Bosque que já começa a ponderar a sua convocatória para o principal escalão da selecção espanhola, tendo declarado que pretende ir pessoalmente observar o jogador ao Estádio da Luz. A sua primeira temporada na Luz é muito positiva tendo sido um dos vários pilares da equipa. As suas boas exibições não passaram despercebidas e conseguiu despertar no interesse de vários tubarões da Europa, mais especificamente de Itália e Inglaterra.[carece de fontes?]

A segunda época ao serviço dos encarnados não correu bem no colectivo, mas Javi García manteve o seu bom nível exibicional, o que continuou a despertar o interesse de vários colossos europeus. Apesar de todo esse interesse, Javi, um dos "meninos bonitos" da Luz, continuava a dizer que se sentia muito bem no Benfica, dizendo inclusive que nunca tinha sentido tanto uma camisola como a do Benfica.

É para muitos considerado o melhor médio defensivo a atuar no campeonato Português o que fez com que despertasse cobiça de muitos colossos europeus, tais como Milan ou Manchester United ... a sua capacidade defensiva e também atacante fazem dele um médio defensivo moderno e faz com seja decisivo em muitos jogos importantes. Foi internacional pela Espanha num encontro amigável contra a Servia, mostrando aqui todo o seu valor ao ser internacional pela melhor seleção do momento, seleção que mais tarde se viria a sagrar pela segunda vez consecutiva campeã da Europa.

Cquote1.svg Quero tornar-me no Capitão do Benfica..[3] Cquote2.svg
Javi, sobre o Benfica
Cquote1.svg É no Benfica que estou a viver a melhor fase da minha vida e quero ficar muitos anos aqui.[3] Cquote2.svg
Javi, sobre o Benfica

Não foi apenas por declarações como estas que Javi García conseguiu conquistar o coração dos benfiquistas, foi também graças ao sacrifício e empenho que demonstra dentro de campo que conseguiu alcançar esse feito.

No dia 14 de Setembro de 2011, Javi García atingiu o jogo 100 pelo Benfica num jogo contra o Manchester United no Estádio da Luz em Lisboa que terminou empatado (1-1). Após o encontro, Javi García disse que teria sido bonito ter ganho naquele que foi o seu jogo centenário, mas disse ter ficado muito feliz pela exibição da equipa.

No dia 9 de março, Javi García renovou contrato com o clube, prolongando-o até 2017.

Manchester City[editar | editar código-fonte]

A 31 de Agosto de 2012, Javi Garcia assinou pelo Manchester City, num negócio que rendeu ao Benfica 20 milhões de euros. Estreou contra no dia 15 de setembro de 2012, terminando a partida em 2-2

Zenit Petersburgo[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de agosto de 2014, acertou com o Zenit Petersburgo por £13 milhões.

Seleção Espanhola[editar | editar código-fonte]

Javi García fez a sua primeira internacionalização pela Seleção A espanhola num particular de preparação para o Euro 2012 contra a Sérvia. Javi entrou ao minuto 68, curiosamente no mesmo minuto que entrara também em campo o seu colega sérvio do Benfica, Nemanja Matić. A Roja, ganhou o jogo por 2-0.


Títulos[editar | editar código-fonte]

Javi Garcia festejando com o plantel do Real Madrid a conquista da Supertaça de Espanha.
Espanha Seleção Espanhola


Espanha Real Madrid B
  • Campeonato da Segunda Divisão (1): 2004/05


Espanha Real Madrid


Portugal Benfica


Inglaterra Manchester City

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]