Lúcio Mauro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lúcio Mauro
Nascimento 14 de março de 1927 (87 anos)
Nacionalidade Brasil brasileira
Ocupação Ator
Cônjuge Arlete Salles (1958-1970)
Ray Luiza (1974-hoje)

Lúcio Mauro, nome artístico de Lúcio de Barros Barbalho, (Belém do Pará, 14 de março de 1927) é um ator brasileiro. Atua principalmente como ator de comédias.

É irmão do político paraense e empresário radialista Laércio Wilson Barbalho, sendo assim tio paterno do político Jader Barbalho. Entre 1958 e 1970, Lúcio foi casado com a atriz Arlete Salles com quem teve dois filhos: Alexandre Barbalho (ator) e Gilberto Salles (Cineasta). O ator é casado há 39 anos com Ray Luiza Barbalho, com quem tem 3 filhos; Luciane Maria, o ator Lúcio Mauro Filho e Luanna.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira artística no Recife na companhia de teatro de Mário Salaberry e, com seu falecimento em acidente, participou da companhia de teatro de Barreto Júnior e depois entrou para o elenco da Rádio Clube de Pernambuco e depois da TV Rádio Clube. Aí fez seu primeiro programa de humor, contracenando com José Santa Cruz.

Nessa época, casou-se com Arlete Salles. Com ela, mudou-se para o Rio de Janeiro, indo trabalhar na TV Rio. Depois, foi para a TV Tupi e dali para a TV Globo.

Lúcio Mauro é conhecido principalmente por suas atuações em quadros de programas humorísticos de televisão, especialmente, nos programas de Chico Anísio, os quais lhe deram seus dois personagens mais emblemáticos: Aldemar Vigário e Da Júlia. O primeiro era um aluno bajulador na Escolinha do Professor Raimundo, que gostava de inventar histórias a respeito do passado do professor com o intuito de agradá-lo, mas que geralmente o colocava em situações constrangedoras. O segundo personagem, que fazia parte de sketch do Chico Anysio Show e depois de outros programas, era o assistente que buscava orientar o ator Alberto Roberto (personagem de Chico), que, embora fosse considerado excepcional, era ignorante e arrogante. Outro personagem de sucesso veio em Balança Mas Não Cai; Fernandinho era um homem rico e sofisticado, cuja esposa, a ignorante Ofélia (Sônia Mamede), embora por quem fosse completamente apaixonado, causava-lhe grande constrangimento devido às suas gafes perante convidados ilustres. O quadro seria regravado nos anos 2000 para o Zorra Total, com Cláudia Rodrigues interpretando Ofélia.

Na televisão[editar | editar código-fonte]

No cinema[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.