Zorra Total

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Zorra Total
Zorra Total (PT/BR)
Logotipo do programa
Informação geral
Formato Sitcom
Gênero Humor
Duração 55/60/70 min.
País de origem  Brasil

Inadequado para menores de 14 anos i DEJUS (Brasil)

Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Maurício Sherman/ Eduardo Miranda / Vicente Burguer
Elenco Rodrigo Sant' Anna
Thalita Carauta
Fabiana Karla
Katiuscia Canoro
Nelson Freitas
Tema de abertura Instrumental
Tema de
encerramento
Instrumental
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV) (desde 08 de março de 2014)
Transmissão original 25 de março de 1999 - presente
N.º de episódios Mais de 600
Cronologia
Programas relacionados Os Caras de Pau

A Praça é Nossa (SBT)

Zorra Total é um programa de televisão humorístico brasileiro produzido e exibido pela Rede Globo desde 25 de março de 1999. [1] Foi por 15 anos dirigido por Maurício Sherman, tendo agora como diretor de núcleo Mauricio Farias e supervisor de texto Marcius Melhem, que prometem uma reformulação geral nos quadros e formato do programa, com a intenção de elevar os números de audiência e qualidade de conteúdo. Zorra Total é transmitido semanalmente aos sábados à noite. O programa, que dura cerca de uma hora, é composto por várias esquetes humorísticas e paródias realizadas por vários personagens. O elenco é composto por Rodrigo Sant' Anna, Thalita Carauta, Fabiana Karla, Katiuscia Canoro e Nelson Freitas nos papéis principais.

Zorra Total foi considerado em 2006 como o programa de televisão humorístico brasileiro com o maior público, atrás apenas da série televisão A Grande Família. [2]

História[editar | editar código-fonte]

Embora hoje seja uma tradicional atração das noites de sábado, sua estreia deu-se em março de 1999 nas noites de quinta-feira, das 22:00 as 23:10. Permaneceu neste horário até maio do mesmo ano, quando foi substituído pelo jornalístico Linha Direta.

Após várias mudanças e ajustes no elenco e no horário, assumiu finalmente as noites de sábado, onde se tornou um campeão de audiência. No início os quadros eram protagonizados por grandes estrelas do humor da Rede Globo, como Claudia Jimenez, Andréa Beltrão, Denise Fraga, Pedro Cardoso, Chico Anysio e até mesmo Renato Aragão (Didi Mocó), na época afastado das telas.

A disparidade entre os tipos de humor produzido foi sendo reduzida com a entrada de Maurício Sherman, que assumiu a direção e popularizou a atração, retirando quadros considerados "elitistas". Assim, Denise Fraga e Andréa Beltrão tiveram seus quadros transferidos para o Fantástico (respectivamente o "Retrato Falado" e a "Garota TPM"), Pedro Cardoso teve a exibição de seus quadros suspensos e o programa estreou novas atrações e antigos personagens, como o porteiro "Severino", interpretado por Paulo Silvino; ou o nervoso "Saraiva", desta vez a cargo de Francisco Milani. A Escolinha do Professor Raimundo, comandada por Chico Anysio, também chegou a fazer parte dos quadros apresentados no programa.

Em 2003, o programa ganhou as feições de um edifício, uma espécie de "homenagem" do diretor Maurício Shermann ao memorável programa Balança Mas Não Cai. [3] Curiosamente, o projeto de remake do programa foi rejeitado pela direção da emissora.

Os dez anos de exibição do programa foram comemorados em 2009 com a produção de um especial com os melhores momentos do humorístico, posteriormente lançado em um DVD com três horas de duração. [4] [5]

Em 2011 houve a estreia do quadro Metrô Zorra Brasil onde Valéria (Rodrigo Sant' Anna) e Janete (Thalita Carauta) são as protagonistas, sendo que a abertura do programa foi mudada.

Em julho de 2013 estreou o quadro Zorra City, uma cidade fictícia onde acontece o encontro de vários personagens do programa. [6]

Porém, a mudança desagradou a muitos telespectadores e não ajudou a reverter o desgaste na fórmula do programa, que já não possui mais tantos fãs como antigos humorísticos da Globo, como Toma Lá Dá Cá, Sai de Baixo, A Diarista e Os Normais, por exemplo.

Para a grade de 2014, o programa pretende estrear um novo quadro: ''Ônibus na Marginal Parada'',que se passará num ônibus lotado e preso no trânsito, onde nunca sairão devido ao congestionamento. Lá, a motorista Soninha e o cobrador Cleosvaldo se divertirão com as diferentes histórias dos passageiros.

Em 2013 e 2014, entraram novos atores no programa, por meio do ''Ônibus na Marginal Parada'' e ''Zorra City'' Tadeu Mello que migrou de ''Aventuras do Didi'', por causa do seu fim , para o ''Zorra Total'', além de atores estreantes na TV.

Em junho de 2014, Maurício Sherman deixa o comando do programa que passa a ser de Maurício Farias que irá fazer grandes mudanças no humorístico. [7]

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

Iara Jamra interpreta a ninfomaníaca Senhora.
Fabiana Karla interpreta a diarista Lucicreide.
Nelson Freitas interpreta o nordestino Carretel.

Caike Luna

Ator Personagem
Rodrigo Sant' Anna Valéria Vasquez 'A Bonita'
Soninha Sapatão
Pop
Thalita Carauta Janete
Nomealda
Fininho
Katiuscia Canoro Umbelinda
Beiradinha
Iara Jamra Querubina
Luís Salém Xangô
Alexandre Sherman Argentino
André Silveira Cleosvaldo
Mariana Santos Mônica
Helga Nemeczyk Ana Giselle de Albuquerque Figueiroa
Karina Dohme Marilu de Almeida Nobrega
Mariana Hein Márcia
Renato Rabello Ary, o Zumbi
Fabiana Karla Lucicreide
Nelson Freitas Carretel
Tadeu Mello Solteirão
Rodrigo Fagundes Patrick
Isabelle Marques Brit Sprit
Michel Santa Rosa Brad
Fabiana Schunk Miriam
Joel Vieira Nelly
Filipe Pontes Plim Plínio
Cristiana Pompeo Socorro
várias atrizes patroa da Lucicleide
vários atores patrão da Lucicleide
ninguém Rose
atriz desconhecida Márcia
atriz desconhecida Fernanda

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas[editar | editar código-fonte]

O programa é alvo de críticas desde a sua estreia em 1999. [8] Com um humor considerado chulo e popularesco, a maioria dos quadros do programa retrata estereótipos polêmicos acerca da raça e orientação sexual ou religiosa dos personagens, com um estilo considerado particularmente apelativo e ofensivo pelos críticos. [2] [9] [10]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Memória Globo - Zorra Total. Memória Globo. Página visitada em 18 de setembro de 2012‎.
  2. a b "Após escândalo, "Zorra Total" vira 2º humorístico mais visto do país". UOL. Folha Online (09 de outubro de 2006). Página visitada em 14 de julho de 2010‎.
  3. "Humorístico "Zorra Total" apresenta novos quadros". UOL. Folha Online (09 de abril de 2003). Página visitada em 14 de julho de 2010‎.
  4. "Especial de 10 anos de Zorra Total é lançado em DVD". Globo.com. O Globo (12 de fevereiro de 2012). Página visitada em 14 de julho de 2010‎.
  5. "Maurício Sherman finaliza especial de 10 anos do 'Zorra total'". Terra. Jornal do Brasil (15 de maio de 2009). Página visitada em 14 de julho de 2010‎.
  6. Daniel Gomes (12 de julho de 2013). “Zorra Total” ganha novo quadro. diHITT. Screen TV. Página visitada em 20 de julho de 2013‎.
  7. Patrícia Kogut (30 de junho de 2014). 'Zorra total' será reformulado na Globo. O Globo. Página visitada em 07 de julho de 2014.
  8. Mônica Soares (27 de março de 1999). "Embrulho de humor muito mal amarrado". Jornal do Brasil. Página visitada em 14 de julho de 2010‎.
  9. 'Zorra Total' completa 10 anos no ar com motivos de sobra para sorrir. Gterra (19 de julho de 2009). Página visitada em 20 de julho de 2013‎.
  10. Sindicato exige que a Rede Globo retire do ar o quadro da Valéria do Zorra Total
  11. a b Conheça os indicados e vencedores do Prêmio Contigo! de TV 2009. BOL Notícias (15 de mario de 2009).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]