Milton Gonçalves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Milton Gonçalves
Nome completo Milton Gonçalves
Nascimento 9 de dezembro de 1933 (81 anos)
Monte Santo de Minas, MG
 Brasil
Nacionalidade  brasileiro(a)
Ocupação Ator
Atividade 1958 - hoje
IMDb: (inglês)

Milton Gonçalves (Monte Santo de Minas, 9 de dezembro de 1933) é um consagrado ator brasileiro. Pai do também ator Maurício Gonçalves, casado com Oda Gonçalves desde 1966, com quem tem três filhos.

Foi o primeiro ator brasileiro a ser indicado a um Prêmio Emmy, pelo personagem Pai José na primeira versão de Sinhá Moça, e apresentou uma das categorias com a atriz Susan Sarandon.[1]

Começou a carreira em São Paulo, por acaso. Em vez de ser o motorista da família para qual sua mãe trabalhou, Milton preferiu tentar a profissão de gráfico e, um dia, depois de assistir à peça A Mão do Macaco, a convite do ator Egídio Écio, saiu maravilhado. Tratou de entrar logo para um clube de teatro amador, do qual passou para um grupo profissional. Um novo diretor carioca procurava um ator para fazer um preto velho na peça Ratos e Homens. O diretor era Augusto Boal e, o grupo, o Teatro de Arena de São Paulo. "Lá encontrei Gianfrancesco Guarnieri, Flavio Migliaccio, Oduvaldo Viana e tantos outros. Estudavam história do teatro, impostação de voz, postura, filosofia, arte e política."

Neste grupo, Milton Gonçalves sentia-se absolutamente à vontade. Afinal, estava num grupo que não se preocupava se ele era negro ou não. Milton escreveu quatro peças, uma delas montada pelo Teatro Experimental do Negro e dirigida por Dalmo Ferreira. "Ali aprendi tudo o que sei sobre teatro. Foi fundamental para a minha compreensão do mundo."

Militante do movimento negro, Milton Gonçalves chegou a tentar a carreira política, nos anos 90, ao candidatar-se a governador do estado do Rio de Janeiro, em 1994.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Pelo filme Rainha Diaba ganhou, num só ano, os quatro principais prêmios brasileiros de melhor ator - Troféu Candango, Air France, Governador do Estado e Coruja de Ouro.
  • Melhor ator no 32º Festival de Gramado - Cinema Brasileiro e Latino, pelo filme As Filhas do Vento.
  • Prêmio TECO de Teatro, pelo conjunto de trabalhos
  • Prêmio Estácio de SÁ em 1981, da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Rio de Janeiro, como destaque do ano.
  • Prêmio de melhor ator do festival de Natal, com o filme Natal da Portela.

Indicação destacável[editar | editar código-fonte]

  • Foi indicado ao Prêmio Emmy de Melhor Ator por sua atuação na novela Sinhá Moça de 1986.

Referências

  1. http://www.prncloud.com/ajax/noticiaopen_new.php?tipo=1&ID=1723942&lan=esp&parametro=&nosintesis=1&cl=
  2. Fernanda Furquim (24 de setembro de 2014). GNT estreia 'Lili, a Ex' VEJA.com Temporadas. Visitado em 29 de setembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons


Precedido por
Carlos Kroeber
por A Casa Assassinada
Troféu Candango de Melhor Ator
por A Rainha Diaba

1975
Sucedido por
Paulo José
por O Rei da Noite