Edson Celulari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde Junho de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde abril de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Edson Celulari
Edson Celulari em maio de 2012
Nome completo Edson Francisco Celulari
Nascimento 20 de março de 1958 (56 anos)
Bauru, SP
Nacionalidade Brasil brasileira
Ocupação ator
Cônjuge Cláudia Raia (1993-2010)
IMDb: (inglês) (português)

Edson Francisco Celulari (Bauru, 20 de março de 1958) é um ator brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Oriundo do Grupo Porão 7 de teatro amador da cidade de São Carlos, aos dezesseis anos, mudou-se para São Paulo, para estudar na EAD (Escola de Arte Dramática da USP).

Considerado um dos homens mais bonitos da televisão brasileira, sua carreira televisiva se inicou em 1978, com uma participação na novela Salário Mínimo, na extinta Rede Tupi. Ainda nessa emissora, no ano seguinte, atuaria em Gaivotas.

Em 1980, transferiu-se para a Rede Globo, onde fez sua estréia na novela Marina. Depois, participou da primeira versão de Ciranda de Pedra e, em 1982, viveu seu primeiro grande papel na TV, o Carlos de O Homem Proibido.

Em 1984, despontou de bastante destaque como Tomás de Amor com Amor se Paga.

Um dos atores preferidos de Sílvio de Abreu, esteve no elenco de pelo menos seis novelas assinadas pelo autor, entre elas, Guerra dos Sexos, em 1983, Cambalacho, em 1986, e Sassaricando em 1987.

Em 1988, transfere-se para a Bandeirantes a fim de protagonizar a minissérie Chapadão do Bugre.

Em 1989, foi o protagonista de Que Rei Sou Eu? ao lado da atriz Giulia Gam. No ano seguinte, transferiu-se para o SBT e atuou no fracasso de audiência Brasileiros e Brasileiras.

Em 1992, de volta a Globo, protagonizou ao lado de sua esposa, Cláudia Raia, a novela Deus nos Acuda.

Em 1993, voltou a fazer par romântico com Giulia Gam ao protagonizar Fera Ferida.

Em 1995, fez o protagonista Mariel da minissérie Decadência e, no mesmo ano, encarnou o empresário Júlio, mocinho da novela Explode Coração, que disputa o coração da jovem cigana Dara com o destemido cigano Igor.

Em 1998, após dois anos afastado da TV, protagonizou a minissérie Dona Flor e Seus Dois Maridos. Depois, co-protagonizou a novela Torre de Babel, em que chegou a contracenar com sua esposa, Cláudia Raia, a grande vilã da história.

Em 1999, viveu Solano, o protagonista da novela Vila Madalena. Posteriormente, em 2000, viria a protagonizar a minissérie Aquarela do Brasil.

Em 2002, voltou as novelas como o artista Jean de Sabor da Paixão e, em 2004, deu vida a Ciccillo Matarazzo na minissérie Um Só Coração.

Em 2005, vive o empresário Glauco de América, que acaba por se envolver com a melhor amiga da filha.

Em 2008, voltou ao posto de protagonizar ao dar vida ao piloto de avião Guilherme, de Beleza Pura.

Em 26 de julho de 2010, Cláudia e Edson anunciam o fim do casamento de forma amigavel.

Em 2012 participou do remake de Guerra dos Sexos, na qual já havia participado na versão original. Porém, desta vez interpreta o atrapalhado Felipe, originalmente vivido por Tarcísio Meira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Telenovelas
Ano Título Papel Notas
1978 Salário Mínimo
1979 Gaivotas Mário
1980 Marina Ivan
1980 Plumas & Paetês Kurlan
1981 Ciranda de Pedra Sérgio
1982 O Homem Proibido Carlos
1983 Louco Amor Marcelo Paiva Participação Especial
1983 Guerra dos Sexos Zenon da Silva
1984 Amor com Amor se Paga Tomás Correia
1985 Um Sonho a Mais Joaquim
1986 Cambalacho Thiago Souza e Silva
1987 Sassaricando Guel (Jorge Miguel Gutierrez de Pádua)
1989 Que Rei Sou Eu? Jean Pierre Protagonista
1990 Brasileiras e Brasileiros Totó Protagonista
1992 Deus nos Acuda Ricardo Bismark
1993 Fera Ferida Raimundo Flamel / Feliciano Mota da Costa Júnior Protagonista
1995 Explode Coração Júlio Cezar Falcão Protagonista
1998 Torre de Babel Henrique Leme Toledo
1999 Vila Madalena Solano Xavier Protagonista
2001 As Filhas da Mãe Edmilson Rocha
2002 Sabor da Paixão Jean Valjean
2003 Celebridade Como ele mesmo Participação Especial
2005 América Glauco Simões Lopes Prado
2006 Páginas da Vida Sílvio Duarte
2008 Beleza Pura Guilherme Medeiros Protagonista
2010 Araguaia Fernando Rangel Participação Especial
2012 Guerra dos Sexos Felipe de Alcântara Pereira Barreto
Minisséries
Ano Título Papel Notas
1988 Chapadão do Bugre José de Arimatéia Protagonista
1995 Decadência Mariel Batista Protagonista
1998 Dona Flor e Seus Dois Maridos Vadinho Protagonista
2000 Aquarela do Brasil Capitão Hélio Aguiar Protagonista
2004 Um Só Coração Ciccillo Matarazzo
Seriados
Ano Título Papel Notas
1991 Mundo da Lua São Jorge episódio "Viagem à Lua"
1995 Você Decide episódio "Não Se Pode Ter Tudo"
1996 Sai de Baixo Marcão Araújo episódio "Fora Daqui"
1996 A Comédia da Vida Privada episódio "Drama"
1997 A Justiceira Jamil episódio "Mesmo que Seja Eu"
1999 Sai de Baixo Alex Antibes episódio "Dona Magda e Seus Dois Maridos"
1999 Você Decide episódio "Juízo Final"
2001 A Grande Família Carlos episódio "Papai Está Com a Cachorra"
2001 Os Normais Edu episódio "Implicância é Normal"
2002 Sai de Baixo Leo episódio "My Fair Mula"
2002 Os Normais Paulo Arthur episódio "Desconfianças Normais"
2003 Os Normais Claudião episódio "O Grande Segredo de Rui"
2002 Brava Gente César episódio "O Enterro da Cafetina"
2004 Sítio do Picapau Amarelo Dom Pixote Participação Especial
2010 S.O.S. Emergência Gustavo episódio: "Cuidado, sexo frágil"
2012 As Brasileiras Jair Dantas episódio: "A Inocente de Brasília"
Programas
Ano Título Papel Notas
2009 Zorra Total Como ele mesmo Participação Especial
2009 Chico e Amigos Lourival Especial Fim de Ano

Cinema[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cinemateca Brasileira, Asa Branca : Um Sonho Brasileiro [em linha]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Edson Celulari
Precedido por
José Dumont
por O Homem que Virou Suco
Troféu Candango de Melhor Ator
por Asa Branca - Um Sonho Brasileiro

1981
Sucedido por
Wilson Grey
por O Segredo da Múmia


Ícone de esboço Este artigo sobre um ator ou atriz de cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.