Stênio Garcia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Stênio Garcia
Nome completo Stênio Garcia Faro
Nascimento 28 de abril de 1932 (82 anos)
Mimoso do Sul, ES
 Brasil
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação ator
Atividade 1964 - hoje
Cônjuge Marilene Saade
Outros prêmios
Prêmio Molière, em As Aventuras de Peer Gynt (1971)
Página oficial
IMDb: (inglês)

Stênio Garcia Faro (Mimoso do Sul, 28 de abril de 1932) é um ator brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1958, ele se formou no Conservatório Nacional de Teatro, no Rio de Janeiro, e ganhou uma bolsa de estágio no Teatro Cacilda Becker (TCB), o que foi o marco inicial de sua carreira teatral.

Em 1960, Stênio Garcia ingressou no elenco da última fase do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), intercalando suas atuações com a atividade no Cacilda Becker. No final da década de 1960, ele já era um ator premiado em montagens inovadoras do teatro brasileiro, trabalhando com nomes como Ziembinski, Ademar Guerra, Flávio Rangel e Antunes Filho. No início dos anos de 1960, Stênio apareceu num episódio da série de TV O Vigilante Rodoviário, no papel de um vilão grileiro de terras.

Em 1972, com a mudança para o Rio de Janeiro, o ator começou a se destacar nos mais variados personagens tanto na televisão quanto no cinema, sempre atuando em produções de sucesso.

Foi casado com a atriz Cleyde Yáconis, mas enquanto a irmã da mesma, Cacilda Becker, estava em coma ele a deixou. Casou-se também com a atriz Clarice Piovesan, com quem teve duas filhas: Cássia e Gaya. Atualmente casado com a também atriz Marilene Saade.

Na sua cidade natal (Mimoso do Sul) está localizado o teatro que leva seu nome, o Teatro Stênio Garcia.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Trabalhos na televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1966 As Minas de Prata José
1967 Os Fantoches Torquato
1968 A Muralha Aimbé
O Terceiro Pecado Tomás
1969 Dez Vidas Silvério dos Reis
Os estranhos Daniel
1971 Hospital Maurício
1972 Na Idade do Lobo Chico
1973 Cavalo de Aço Brucutu
O Semideus Lorde José
1975 Gabriela Felismino
1976 Saramandaia Geraldo
1979 Carga Pesada Bino
1981 O Amor é Nosso Leonardo
Terras do Sem Fim Amarelo Joaquim
1982 Final Feliz Mestre Antônio
1983 Bandidos da Falange Lucena
1984 Corpo a Corpo Amauri Pelegrini
Padre Cícero Padre Cícero
1986 Hipertensão Chico
Selva de Pedra Pedro
1988 O Pagador de Promessas Dedé
1989 O Sexo dos Anjos padre Aurélio
Que Rei Sou Eu? Corcoran
1990 Rainha da Sucata Sérgio
Boca do Lixo Ciro
Meu Bem, Meu Mal Argemiro
1991 O Dono do Mundo Herculano Maciel
1992 De Corpo e Alma Domingos Bianchi
1993 Agosto Ramos
Olho no Olho Armando
1994 A Madona de Cedro (minissérie) padre Estêvão
Tropicaliente Samuel
1995 Decadência Tavares Branco Filho
Engraçadinha... seus amores e seus pecados Carlinhos
Explode Coração Pepe
1996 O Rei do Gado Zé do Araguaia
1998 Hilda Furacão (minissérie) Tonico Mendes
Labirinto Jonas
Torre de Babel Bruno Maia
Asas Pra que te quero (Especial de Natal)
2000 A Muralha Caraíba
2001 A Padroeira Antônio Cabral
O Clone Tio Ali
Os Maias Manuel Monforte
2002 Pastores da Noite Chalub
2003 Kubanacan Rubio Montenegro
2003 - 2007 Carga Pesada Bino
2005 Hoje é dia de Maria Asmodeu
Hoje é dia de Maria - Segunda Jornada Asmodeu
2006 O Profeta Jacó de Oliveira
2007 Duas Caras Barreto (Paulo de Queirós Barreto)
2008 Ó Paí, Ó Seu Jerônimo
2009 Caminho das Índias Dr. Castanho
2010 Malhação Prof. Ramon (participação especial)
2011 Batendo Ponto Nestor
A Vida da Gente Laudelino[1]
2012 Salve Jorge Arturo
2014 Meu Pedacinho de Chão Delegado (participação especial)

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título
1964 O vigilante contra o crime
Vereda de salvação
1967 Vigilante em missão secreta
1968 As amorosas
1969 A mulher de todos
1970 A guerra dos pelados
O pornógrafo
1973 Em compasso de espera
1975 Ana, a libertina
1976 O esquadrão da morte
1977 As três mortes de Solano
Morte e vida severina
O crime do Zé Bigorna
1978 Tudo bem
1987 Leila Diniz
1989 Kuarup
Solidão, uma linda história de amor
1990 Mais que a terra
1991 Brincando nos campos do Senhor
1997 Os matadores
1998 Hans Staden
O menino maluquinho 2 - A aventura
2000 Eu, tu, eles
O circo das qualidades humanas
2004 Redentor
2005 Casa de areia
O beijo no asfalto
2007 Ó Paí, Ó

Teatro[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 1971 As Aventuras de Peer Gynt. Estreia no Teatro Itália (São Paulo), em abril de 1971, foi levada para o Teatro Municipal de Santo André (SP) em outubro de 1971. Uma produção de Antunes Filho Produções Artísticas, sob direção de Antunes Filho, que ganhou o Prêmio Molière com tal direção. No elenco, além de Stênio Garcia estavam Ariclê Perez, Jonas Bloch, Ciro Corrêa e Castro, Ewerton de Castro, Roberto Frota, Ricardo Blat. Stênio Garcia ganhou o Prêmio Molière com tal interpretação.[2]

Referências bilbliográficas[editar | editar código-fonte]

  • SILVA, Jane Pessoa da. Ibsen no Brasil. Historiografia, Seleção de textos Críticos e Catálogo Bibliográfico. São Paulo: USP, 2007. Tese.

Referências

  1. Redação Rede Globo (2 de agosto de 2011). A Vida da Gente: Namorados, Iná e Laudelino vivem amor na 3ª idade Globo.com.
  2. SILVA, Jane Pessoa da. Ibsen no Brasil. Historiografia, Seleção de textos Críticos e Catálogo Bibliográfico. São Paulo: USP, 2007. Tese.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]