Ricardo Blat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ricardo Blat
Ricardo Blat em novembro de 2010.
Nascimento 16 de novembro de 1950 (63 anos)
Nacionalidade Brasil brasileira
Ocupação ator

Ricardo Barbosa Blat (Ferraz de Vasconcelos, [1] 16 de novembro de 1950) é um ator brasileiro.

Blat iniciou sua vida teatral no TEM (Teatro Experimental Mogiano) na década de 1960 e, com o próprio TEM, em 1970, recebeu o prêmio de melhor ator coadjuvante com a peça “Sem Eu”, de Benê Rodrigues no VIII FETAESP, juntamente com Clarice Jorge (Melhor Atriz), Joaquim Rodrigues Neto (melhor sonoplastia) e Benê Rodrigues (melhor texto).

Ricardo Blat é irmão do autor Rogério Blat e primo do também ator Caio Blat.

Trabalhos Na TV[editar | editar código-fonte]

Na Filmografia[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Premiações[editar | editar código-fonte]

1990 - Rio de Janeiro RJ - Prêmio Shell - melhor ator em Uma Estória de Borboletas, direção Gilberto Gawronski.

1995 - Rio de Janeiro RJ - Prêmio Mambembe e Coca-Cola - melhor ator em O Patinho Feio, adaptação de Rogério Blat ao conto de Hans Christian Andersen, direção Gilberto Gawronski.

1996 - Rio de Janeiro RJ - Prêmio Mambembe - melhor ator em Na Solidão dos Campos de Algodão, de Bernard Marie Koltès, direção Gilberto Gawronski.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_teatro/index.cfm?fuseaction=personalidades_biografia&cd_verbete=836
  2. SILVA, Jane Pessoa da. Ibsen no Brasil. Historiografia, Seleção de textos Críticos e Catálogo Bibliográfico. São Paulo: USP, 2007. Tese.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]