Guerra dos Sexos (2012)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Guerra dos Sexos
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 60 minutos
Criador(es) Silvio de Abreu
País de origem  Brasil
Idioma original Língua portuguesa
Produção
Diretor(es) Jorge Fernando
Elenco Irene Ravache
Bianca Bin
Tony Ramos
Glória Pires
Reynaldo Gianecchini
Mariana Ximenes
Edson Celulari
Luana Piovani
Eriberto Leão
ver mais
Tema de abertura "Guerra dos Sexos", The Originals
Tema de
encerramento
"Guerra dos Sexos", The Originals
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 1 de outubro de 2012[1] - 26 de abril de 2013
Nº de episódios 179
Cronologia
Último
Último
Cheias de Charme
Sangue Bom
Próximo
Próximo
Programas relacionados Guerra dos Sexos
(1983)

Guerra dos Sexos é uma telenovela brasileira produzida pela Rede Globo e exibida entre 1º de outubro de 2012 a 26 de abril de 2013, em 179 capítulos, substituindo Cheias de Charme e sendo substituída por Sangue Bom. É um remake da telenovela homônima escrita por Silvio de Abreu, que reescreveu essa versão, com a colaboração de Daniel Ortiz, e a direção de Ary Coslov, Ana Paula Guimarães e Marcelo Zambelli, com direção geral e núcleo de Jorge Fernando [2] , é a 81ª "novela das sete" exibida pela emissora.

Contou com Irene Ravache, Glória Pires, Reynaldo Gianecchini e Tony Ramos como protagonistas; Bianca Bin como a grande vilã da trama. Destaque para Edson Celulari, Luana Piovani, Eriberto Leão, Drica Moraes, Paulo Rocha, Guilhermina Guinle e Mariana Ximenes.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo.

A trama gira em torno da acirrada disputa entre homens e mulheres em pleno século XXI. Ambientada em São Paulo, conta a trajetória dos primos Otávio II e Charlô II. Os primos acabam sendo obrigados a dividir a fortuna dos tios, incluindo a rede de lojas Charlô's e o famoso Castelinho, edificação baseada nos castelos europeus no qual Otávio e Charlô passaram a viver.

O que os dois escondem é uma paixão que tiveram na juventude, e que após uma briga, os tornou inimigos uns dos outros. Enquanto Charlô é uma mulher divertida, determinada e colorida, Otávio é um homem durão, extremamente machista e que acredita que as mulheres nunca deviam trabalhar junto aos homens. Charlô, por sua vez, tornou-se cedo mãe adotiva de Felipe. Homem mulherengo, têm um caso escondido com Vânia, braço-direito de Charlô e sua colega de trabalho nas lojas Charlô's, na qual funcionários do mesmo sexo não podem ter envolvimento amoroso. Felipe ainda coleciona ex-mulheres, das quais é pai de Analú, uma menina rebelde e mimada que acaba se envolvendo com o honesto Nando,[3] um homem correto que trabalha como motorista particular de Otávio. Felipe ainda é pai de Juliana, uma jovem responsável e determinada como a avó, cheia de atitude, mas que porém, mantêm um caso extra-conjugal com Fábio, disputado fotógrafo casado com Manuela, uma mulher rica e elegante que sofre com seus ciúmes doentios pelo marido.

Outra trama paralela é a de Roberta Leone. Elegante, culta e moderna, Roberta torna-se viúva do milionário Victório Leone, dono da grife de roupas Positano, e com quem é mãe de Kiko, um jovem nerd e atrapalhado que sofre uma desilusão amorosa com Analú, filha de Felipe. Com a morte repentina do Vitório, Roberta assume a presidência da loja, fato que enfurece Otávio, sócio da metade das ações e que esperava dirigir a grife. Para derrubar Roberta, Otávio conta com a ajuda de Veruska, secretária de Vitório, que está disposta a passar informações secretas para ele. Roberta, porém, conta com a ajuda de Charlô, tornando a sua disputa com Otávio cada vez mais intensa. Quando viúva, Roberta Leone se apaixona por Nando, mas acaba tendo conflitos com seu filho Kiko porque este culpa Nando por sua desilusão amorosa com Analú.[4] Roberta também vive em guerra com Felipe, mas ao longo da trama ele acaba se apaixonando por ela.

Nieta é a irmã batalhadora e ambiciosa de Roberta. Diferente da irmã, é pobre e mora em uma vila humilde no bairro da Mooca. Nieta sempre se cobra por ter se casado com o pobre Dino, um homem honesto que trabalha como acionista nas lojas de Vitório. Nieta e Dino são pais de Carolina, uma jovem que finge ser meiga e doce, mas que na realidade é um demônio em busca de poder e riqueza, almejando se casar com um homem rico e bem-sucedido e para isso, ela escolhe Fábio, resolvendo destruir seu casamento com Manuela. Enquanto isso, Carolina namora Ulisses, homem briguento, porém de bom coração, que trabalha nas lojas Charlô's como embarcador e sempre é manipulado por Carolina, que para ele é um anjo. Carolina, porem, é apaixonada por Zenon, irmão mais novo de Ulisses, que almeja ser lutador de MMA. Posteriormente, Carolina se envolve com Felipe e se torna a principal rival de Vânia, já que assumiu seu posto nas lojas Charlô's Ainda na trama, existe Nenê, irmão malandro de Nieta e Roberta, que assim como a irmã, ambiciona crescer na vida e se tornar uma personalidade de sucesso. Nenê já tentou várias profissões, sempre sem sucesso, vive de pequenos golpes e bicos. Ao longo da trama, envolve-se com Veruska e juntos vão em busca da fortuna de Vitório.

Nando é o motorista de Otávio, é confidente, aliado e muito amigo do patrão, apesar de não ter o mesmo caráter e ser um pouco ingênuo. Mora na casa do amigo Ulisses, e após uma confusão, acaba se envolvendo com Analú, filha de Felipe. Nando, porém é cegamente apaixonado pela irmã de Analú, a centrada Juliana. Ao longo do tempo, o simplório motorista acaba se relacionando com Roberta Leone, que abre as portas para uma bem-sucedida carreira de modelo para Nando, que mesmo envolvido com a empresária, continua pensando no seu grande amor, Juliana.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Glória Pires interpretou a protagonista Roberta.
Reynaldo Gianecchini interpretou o protagonista Nando.
Tony Ramos interpretou o protagonista Otávio.
Edson Celulari interpretou Felipe.
Bianca Bin interpretou a vilã Carolina.
Eriberto Leão interpretou o lutador Ulisses.
Mariana Ximenes interpretou Juliana.
Actor Personagem Interpretado (a) na versão original por
Irene Ravache Charlotte de Alcântara Pereira Barreto (Charlô II/Cumbuqueta)/ Altamiranda[5] Fernanda Montenegro
Glória Pires Roberta Carneiro Leone[6] [7] [8] Glória Menezes
Tony Ramos Otávio de Alcântara Rodrigues e Silva/ Dominguinhos[5] [9] (Otávio II/Bimbinho) Paulo Autran
Reynaldo Gianecchini Nando Cardoso[6] Mário Gomes
Bianca Bin Carolina Carneiro[10] [11] Lucélia Santos
Edson Celulari Felipe de Alcântara Pereira Barreto[12] [13] Tarcísio Meira
Mariana Ximenes Juliana de Alcântara Pereira Barreto[14] Maitê Proença
Luana Piovani Vânia Trabucco de Moraes[13] Maria Zilda Bethlem
Eriberto Leão Ulisses da Silva[15] José Mayer
Drica Moraes Antonieta "Nieta" Carneiro[8] [16] Yara Amaral
Fernando Eiras Dinorá "Dino" Carneiro[8] [17] Ary Fontoura
Marilu Bueno Olívia[18] Marilu Bueno
Mayana Moura Veruska Maldonado[19] Sônia Clara
Daniel Boaventura Irineu Carneiro / Nenê Stallone[20] Hélio Souto
Paulo Rocha Fábio Marino[21] Herson Capri
Guilhermina Guinle Manuela Vasconcellos Marino[22] Ada Chaseliov
Raquel Bertami Ana Luísa "Analú" de Alcântara Pereira Barreto[23] Ângela Figueiredo
Mariana Armellini Afrodite "Frô" da Silva Cristina Pereira
Johnny Massaro Carlos Henrique "Kiko" dos Santos Leone[24] Diogo Vilela
Thiago Rodrigues Zenon da Silva[25] Edson Celulari
Débora Olivieri Semíramis da Silva Leina Krespi
Thalita Lippi Lucilene Ramos[26] Helena Ramos
Antônia Morais Isadora Novaes / Vicky Miller[27] Terezinha Sodré
Jesus Luz Ronaldo Brandão[28] Paulo César Grande
Jesuela Moro Maria Cecília "Cissa" Vasconcellos Marino[29] Tatiana Issa
Hilda Rebello Dona Pepa (Tia do estacionamento) Berta Loran
Maria Carol Dalete Ana Maria Magalhães
Ronnie Marruda Baltazar Wilson Grey
Marcelo Barros Montanha Duncrezio Fernando José
Thaís Portinho Divina Beth Waimberg

Elenco de apoio[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Rodrigo Serrano Funcionário da Charlô´s
Felippe Luhan Funcionário da Charlô´s
Francisco Fortes Funcionário da Charlô´s
Fábio Guará Funcionário da Charlô´s
Felipe Hiatt Funcionário da Charlô´s
Camila Costa Funcionária da Charlô´s
Marcelo Ferreira Funcionário da Charlô´s
Antônio Entriel Funcionário da Charlô´s
Rafael Zolly Funcionário da Charlô´s
Elieu de Abreu Funcionário da Charlô´s
Paulo Rezende Funcionário da Charlô´s
Rogério Alecrim Funcionário da Charlô´s
Giovanni Capella Funcionário da Charlô´s
João Gabriel Funcionário da Charlô´s
Anderson Prateado Funcionário da Charlô´s
Renata Ghelli Mirela

Participações Especiais[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Maitê Proença Madonna
Emiliano Queiroz Tabelião
Alessandra Maestrini Alessandra do Lago
Carlos Alberto Ricceli Vitório Leone
Claudia Ohana Rihanna
Giulia Gam Gisele
Jorge Fernando Wanderley
Letícia Sabatella Angelina
Julia Lemmertz Blanche Paes Leme
Malvino Salvador Rodrigo Ramirez
Regiane Alves Jennifer
Xuxa Meneghel Terezinha Romano
Rosamaria Murtinho Mirelle Darrieux
Fiuk Daniel
Germano Pereira Demônio Ruivo
Márcio Machado Raposo
Renata Celidônio Iracema
Ricardo Blat Moysés
Márcio Vito Agenor
Paulo Reis Giocondo Salgado
Junior Prata Doutor Clementino
Ricardo Duque Celso
Luísa Thiré Gertrudes Souza
Grace Gianoukas Ludmila Petrovka
Ricardo Pavão Diretor Positano Sport
Helena Fernandes Natália
Isio Ghelman Ary
João Bourbonnais Adelino
Ellen Rocche Marivalda

Produção[editar | editar código-fonte]

Segundo Sílvio de Abreu, não se trata de um exato remake, e sim de uma versão baseada na original de 1983.

Assim como Paulo César Grande estreava nas novelas na primeira versão, Jesus Luz também estreia como ator, após superar nos testes jovens nomes como Guilherme Winter, Guilherme Duarte e Fábio Bianchini, mas acabou ganhando o personagem.[28] [30]

Marilu Bueno está fazendo a mesma personagem da versão original de 1983.[18]

Alguns personagens foram vividos por atores com o mesmo nome nas duas versões: Roberta Leone, de Glória Menezes em 1983, foi de Glória Pires na nova versão. Vitório Leone, por sua vez, foi vivido por Carlos Zara no original e Carlos Alberto Riccelli na versão atual.

Para a personagem Vânia Trabucco, antes da escolha de Luana Piovani, foram cotadas mais quatro atrizes: Cláudia Raia (que foi escalada para Salve Jorge), Alinne Moraes (que recusou devido aos preparativos da peça Dorotéia, que protagonizou), Gabriela Duarte e Grazi Massafera (que saiu da trama devido à proximidade do nascimento de sua filha Sofia). A escolha de Luana Piovani marca a volta da atriz às novelas após 13 anos de sua última trama, Suave Veneno (1999).[31]

Cláudia Raia foi cotada para fazer essa personagem também, já que foi esposa de Edson Celulari (intérprete de Felipe), repetindo o papel interpretado por um casal de verdade na 1ª versão, com Glória Menezes e Tarcísio Meira nos respectivos papeis.[32]

Márcio Garcia foi escalado para viver Fábio Marino, porém, recusou o papel, que coube ao ator português Paulo Rocha, que anteriormente esteve em Fina Estampa.[33]

Abertura[editar | editar código-fonte]

Como na versão original a abertura foi e é ao som dos The Originals com a música "Guerra dos Sexos". A ordem dos créditos dos nomes dos atores foi também um pouco parecida primeiramente com Glória Pires, Edson Celulari, Mariana Ximenes, Reynaldo Gianecchini e Bianca Bin sendo seguido por atores com personagens secundários. Outro fato considerado incomum é que os protagonistas Irene Ravache e Tony Ramos estão creditados na seção de "como" seguido pelo nome do personagem. Outro fato importante é que recriaram a cena antológica da 1ª versão da trama. O casal protagonista revive a cena antológica da versão da novela de 1983, imortalizada por Paulo Autran e Fernanda Montenegro, que brigam e atiram comida um no outro durante uma briga no café da manhã. Depois disso, o foco da câmera muda para os animais que estão na sala e dividem a abertura com os protagonistas, mostrando que os conflitos entre os sexos em busca por superioridade não é privilégio dos humanos: ela também acontece entre cachorros, gatos, ratos e aves.[34]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Aparentemente a classe C e D rejeitaram a novela e seus personagens cômicos. Após várias pesquisas foi comprovado que os telespectadores queriam um tema mais romântico e melodramático para fisgar o público. Em função disso, o triângulo amoroso entre Nando (Reynaldo Gianecchini), Roberta (Glória Pires) e Juliana (Mariana Ximenes) acabou ganhando mais espaço na trama, enquanto o núcleo principal entre a disputa cômica dos primos Charlô (Irene Ravache) e Otávio (Tony Ramos) ficou apagada da trama.[35] [36]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Seu capítulo de estreia marcou 28 pontos com picos de 30 e share de 49%.[37] No dia 31 de dezembro, a trama marcou seu recorde negativo: 15 pontos. Esse baixo número é justificado pelo fato de ser o último dia do ano. Seu recorde de audiência é de 31 pontos, que foram alcançados em 23 de abril de 2013. Nesse dia foi revelado o mistério do Bigode Preto, mistério esse que se fez presente desde o início da trama.[38] O último capítulo marcou média de 28 pontos, mesmo índice da sua estréia.[39] A média geral da novela foi de 23 pontos, sendo uma das menores audiências do horário [40]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Sílvio de Abreu prestou homenagem a João Emanuel Carneiro, autor de Avenida Brasil, pelo sucesso estrondoso da trama das 21h. A reverência se deu no capítulo 105, em 30 de janeiro de 2013, em uma cena em que Otávio (Tony Ramos), interessado em investigar os passos de Zenon (Thiago Rodrigues), telefona para um amigo chamado João Emanuel, pedindo uma indicação de um detetive e reage animado ao ouvir o nome do investigador, Leleco (personagem de Marcos Caruso em "Avenida").[41]
  • Durante os últimos capítulos de Cheias de Charme, antecessora de Guerra dos Sexos, a personagem Chayene (Cláudia Abreu), quando anda pelo Projac encontra Sílvio de Abreu e Jorge Fernando e os pede um papel em Guerra dos Sexos. Eles então respondem que Chayene participaria de sua próxima novela.
  • Os nomes de certos personagens sofreram alterações nesta versão: A personagem Leda virou Isadora; Nenê Gomalina virou Nenê Stallone; Verusca Brandão virou Veruska Maldonado; Carlotinha Bimbati virou Terezinha Romano e Ismael virou Baltazar.
  • Os destinos de alguns personagens também sofreram alterações no final da trama:
    • Na primeira versão, Nando terminou ao lado de Roberta Leone, enquanto Juliana viajava em um cruzeiro com Vânia. Na nova versão, Nando e Juliana terminaram juntos, enquanto Roberta terminou ao lado de Felipe.
    • Em 1983, Ulisses casou-se com Lucilene, e Vânia viajou no cruzeiro mencionado com Juliana. Em 2012, Ulisses terminou ao lado de Vânia e Lucilene reencontra um antigo namorado (vivido por Fiuk).
    • Na primeira versão, Analú fica na ilha deserta com Kiko enquanto Zenon fica com Olívia. Na nova versão, Analu e Zenon ficam juntos na ilha e Kiko se casa com Frô. Olívia passa a namorar o ator Rodrigo Lombardi.
    • Felipe, na novela original, se casa com Carolina, enquanto esta se regenera, por interferência da Censura Federal na época. Na nova versão, Felipe fica com Roberta, enquanto Carolina sai da cadeia, mas aparenta continuar mau-caráter.
    • Nenê e Veruska acabaram presos na primeira versão. Na de 2012, Nenê volta a ser cantor enquanto Veruska foge para a Itália.
    • Em 1983, a vilã Manoela muda seu caráter (mais uma vez em influência da Censura Federal) e se reconcilia com Fábio. Em 2012, Manoela termina enlouquecida em um hospício.
  • Cinco atrizes que fizeram par romântico com Edson Celulari em outras novelas fizeram participação especial como ex-mulheres de Felipe, em referência aos referidos casais: Maitê Proença (que fez par em Sassaricando e Vila Madalena), Cláudia Ohana (em Amor Com Amor Se Paga), Giulia Gam (em Que Rei Sou Eu?, Dona Flor e Seus Dois Maridos e Fera Ferida), Regiane Alves (em Beleza Pura) e Letícia Sabatella (em Torre de Babel).
  • Após 15 anos afastado das novelas, Carlos Alberto Ricceli voltou para uma participação especial no primeiro capítulo, como Vitório, marido de Roberta Leone. O ator foi convidado justamente para fazer par com Glória Pires, com quem havia contracenado em Vale Tudo, em que fizeram sucesso como o casal de vilões César e Maria de Fátima. Fotos do casal na época foram reaproveitadas para decorar os porta-retratos da casa de Roberta na novela.
  • Os cantores Xuxa e Fiuk fizeram participações especiais no último capítulo. Mas, ao invés de interpretarem eles mesmos, como é de costume, encarnaram personagens da novela. Fiuk aparece nas lojas Charlô's como Daniel, ex-namorado de Lucilene que reata seu relacionamento com a secretária. Já Xuxa, foi a fofoqueira Terezinha Romano, a funcionária da Charlô's com quem a divertida Frô vivia se comunicando e trocando fofocas pelo telefone. A personagem foi citada a novela inteira, mas só apareceu no último capítulo para assumir o lugar da amiga na lanchonete da loja.
  • Mariana Ximenes, intérprete da personagem Juliana, também fez uma "participação especial" no último capítulo como ela mesma, dando as caras no estúdio do fotógrafo Fábio, que na novela era apaixonado pela personagem de Mariana. Ao ver a atriz, ele a confunde com Juliana, e depois se encanta por ela, dando a entender que os dois ficaram juntos no final.
  • Numa cena, Charlô aparece lendo um livro sobre a biografia de Reynaldo Gianecchini, "Giane - Vida Arte e Luta", comentando com Dominguinhos as semelhanças entre o personagem Nando (de Reynaldo) e o ator.
  • Nando, em outra cena, se vê assistindo a novela Da Cor do Pecado (em reprise na época no Vale a Pena Ver de Novo) e dizendo como gostaria de ser bonitão como o protagonista (vivido pelo próprio Gianecchini, que interpretou os gêmeos Paco Lambertini e Apolo Sardinha).
  • Dominguinhos diz a Charlô que pode se passar por Otávio para que ela ganhe a aposta e que para isso terá a ajuda de seu amigo Paulo Rocha, o ator português que interpreta Fábio, que o ajudará a falar com o sotaque do Brasil.
  • A fábrica de Roberta Leone teve seu nome alterado: em 1983 chama-se Ravello Sport, em 2012, passa a se chamar Positano.

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado
2013 Prêmio Contigo! de TV[42] Melhor Novela Silvio de Abreu Indicado
Atriz de Novela Gloria Pires Indicado
Irene Ravache Indicado
Mariana Ximenes Indicado
Ator de Novela Edson Celulari Indicado
Reynaldo Gianecchini Indicado
Tony Ramos Indicado
Atriz Coadjuvante Bianca Bin Indicado
Drica Moraes Indicado
Luana Piovani Indicado
Ator Coadjuvante Daniel Boaventura Indicado
Eriberto Leão Indicado
Fernando Eiras Indicado
Atriz Infantil Jesuela Moro Indicado
Revelação da TV Raquel Bertani Indicado
Autor de Novela Silvio de Abreu Indicado
Diretor de Novela Jorge Fernando Indicado
Troféu Santa Clara[43] Pior Novela Silvio de Abreu Indicado
Pior Ator Jesus Luz Venceu
Pior Atriz Antônia Morais Indicado
Meus Prêmios Nick Melhor Ator Reynaldo Gianecchini Indicado

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

Guerra do Sexos Nacional
Trilha sonora (compilação) de
vários interprétes
Lançamento novembro de 2012
Duração 62:04
Idioma(s) Português
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de trilhas sonoras de
Guerra dos Sexos
Último
Último
Guerra dos Sexos Instrumental
(2013)
Próximo
Próximo
  1. "Simplesmente Aconteceu (Ao Vivo)" - Ana Carolina (tema de Vânia e Felipe)
  2. "Comigo é Assim" - Elis Regina (tema de Nieta)
  3. "Viva" - A Cor do Som (tema de Nando)
  4. "Perigosa" - Zé Ricardo (tema de Carolina)
  5. "Aquela Velha Canção" - Marisa Monte (tema de Roberta e depois tema de Isadora)
  6. "São Paulo, São Paulo (New York, New York)" - Daniel Boaventura (tema de Nenê e tema de locução São Paulo)
  7. "Rapaz" - Rita Lee (tema de Analú)
  8. "Guerra dos Sexos" - The Originals & Augusto (tema de abertura)
  9. "Me Beija Agora" - Banda Calypso (tema de Frô)
  10. "Vem Que Tem" - Eduardo Dussek & Elza Soares (tema geral)
  11. "Esse Cara" - Ângela Maria (tema de Manoela)
  12. "Chuva de Novembro" - Projota (tema de Ronaldo)
  13. "Anjo" - Deborah Blando (tema de Juliana e Nando)
  14. "Nada Demais" - Ricky Vallen (tema de Carolina)
  15. "Mulheres" - Milton Guedes (tema de Felipe)
  16. "Nosso Amor" - Célia (tema de Juliana e Fábio)
  17. "Ela" - Jorge Guilherme (tema de Ulisses)
  18. "Te Amo" - Wanderléa (tema de Lucilene e Ulisses)

Instrumental[editar | editar código-fonte]

Guerra dos Sexos Instrumental
Trilha sonora Instrumental de Mú Carvalho
Lançamento janeiro de 2013
Gênero(s) Instrumental
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de trilhas sonoras de
Guerra dos Sexos
Último
Último
Guerra dos Sexos Nacional
(2012)
Guerra dos Sexos Internacional
(2013)
Próximo
Próximo
  • Capa com logotipo da novela sobre fundo cor de pele
  1. "Hello, Mr. Duke!"
  2. "Elegant Walk"
  3. "Teu Perfume na Carta"
  4. "Ação Groove Bisous"
  5. "Tristremolo"
  6. "Tropa dos Loucos"
  7. "The Troop Rides Again"
  8. "Bulletproof"
  9. "Moo's Love Theme"
  10. "Tema Perua"
  11. "Mancínica 3"
  12. "Funk Clave Action Moo"
  13. "High Nervous 2"
  14. "Susp G Minor"
  15. "High Nervous 3"
  16. "Susp Bisous 1"
  17. "Triste Beijo"
  18. "Bisous Salé 1"
  19. "Elegant Walk"
  20. "GTR Pan"
  21. "Bisous Salé 2"
  22. "Hello, Mr. Duke!"
  23. "Susp Bisous 2"
  24. "Melancholic Mood"
  25. "The Final Battle"
  26. "Tristenso Moo"
  27. "Elegant Walk"
  28. "Suspfreud"

Internacional[editar | editar código-fonte]

Guerra dos Sexos Internacional
Trilha sonora (compilação) de
vários intérpretes
Lançamento março de 2013
Gênero(s) Country, instrumental, pop, rock
Duração 50:23
Idioma(s) Castelhano, Inglês
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de trilhas sonoras de
Guerra dos Sexos
Último
Último
Guerra dos Sexos Instrumental
(2013)
Próximo
Próximo
  1. Shadow Days - John Mayer (tema de Juliana e Nando)
  2. Glitter And Gold - Rebecca Ferguson (tema de locução:São Paulo)
  3. Bewitched - Ronaldo Canto E Mello (tema de Roberta)
  4. Calling - Dan Torres (tema geral)
  5. Contigo En La Distancia - Caetano Veloso (tema de Charlô e Otávio)
  6. Fake Station - Fleeting Circus (tema de Ulisses)
  7. Feel Love Now - Jesus Luz - Part. Esp.: Miss Palmer (tema das festas)
  8. I Loved You - Daniel Boaventura - Part. Esp.: Paula Fernandes (tema de Roberta e Nando)
  9. In Your Eyes - Deborah Blando & Antonio Eudi (tema de Isadora)
  10. Live Life - João Pinheiro (tema de locução:São Paulo)
  11. Vip Vop - Leo Gandelman Instrumental (tema geral)
  12. You’re The Top - Alessandra Maestrini (tema de locução:lojas charlô's)
  13. Cuarenta Grados - Lan Lan (tema de Vânia e Ulisses)
  14. Show Me - Lauryn Vyce (tema geral)
  15. All The Boys - Divalola (tema geral)

Notas

Referências

  1. Flávio Ricco (27 de maio de 2012). Remake de "Guerra dos Sexos" estreia em outubro (em português). UOL. Página visitada em setembro de 2012.
  2. Guerra dos Sexos - Créditos. Página visitada em 06 de janeiro de 2014.
  3. Louise, Aline (30/10/2012). Guerra dos Sexos: Roberta se declara a Nando. Conta Mais!. Página visitada em 25/11/2012.
  4. Novela Guerra dos Sexos: Analú faz fofoca e conta para Kiko que Roberta está caidinha por Nando. ABN (15/11/2012). Página visitada em 25/11/2012.
  5. a b Tony Ramos e Irene Ravache contam detalhes sobre cena. Televisão Uol. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  6. a b Triângulo Amoroso ganhará mais destaque. Na Telinha UOL. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  7. Glória Pires muda o visual para novela. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  8. a b c O trio ternura de Guerra dos Sexos. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  9. Tony Ramos é o cara em Guerra dos Sexos. Televisão Uol. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  10. Bianca Bin vive sua primeira vilã. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  11. Bianca Bin diz que se inspira em Carminha para viver vilã. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  12. Edson Celulari revivem parceria. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  13. a b Edson Celulari e Luana Piovani terão romance escondido. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  14. Final: Sem Juliana, Fábio conhece Mariana Ximenes. Rede Globo. Página visitada em 26 de abril de 2013.
  15. Eriberto Leão encara malhação e treino de lutas para viver Ulisses. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  16. 'Fazer um novela me afirma novamente como atriz' diz Drica Moraes. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  17. 'Niguem é mais feliz que um ator' declara Fernando Eiras. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  18. a b Marilu Bueno encara rotina de exercício para repetir sucesso como Olívia. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  19. Mayana Moura estreia como uma vilã. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  20. Daniel Boaventura fica sarado para dar vida ao personagem trambiqueiro Nenê. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  21. Paulo Rocha fala sobre Fábio. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  22. Guilhermina Guinle admite se inspirar em amigas para compor a ciumenta Manoella. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  23. Raquel Bertani estreia como atriz. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  24. Johnny Massaro será filho de Glória Pires em novela. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  25. Thiago Rodrigues fala sobre Zenon. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  26. Thalita Lippi se destaca no elenco de Guerra dos Sexos. Diversão Terra. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  27. Antonia Moraes estreia como atriz em Guerra dos Sexos. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  28. a b Jesus Luz estreia como ator em Guerra dos Sexos. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  29. Jesuela Moro é escalada para Guerra dos Sexos. Rede Globo. Página visitada em 27 de janeiro de 2013.
  30. Escalação de Jesus Luz incomoda galãs da Globo.
  31. Luana Piovani substitui Aline Moraes,Grazi Massafera e Cláudia Raia em novela.
  32. Cláudia Raia está fora de Guerra dos Sexos.
  33. Paulo Rocha substitui Márcio Garcia em novela.
  34. Abertura de Guerra dos Sexos recria cena da 1 versão.
  35. Novelas da Globo ganharam mais interarividade.
  36. Classe C rejeita Guerra dos Sexos.
  37. http://kogut.oglobo.globo.com/noticias-da-tv/audiencia/noticia/2012/10/audiencia-guerra-dos-sexos-estreia-com-media-de-27-pontos-468063.html
  38. http://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/audiencias-na-reta-final-guerra-dos-sexos-marca-recorde/2013/04/24-169526.html
  39. http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2013/04/26/ultimo-capitulo-de-guerra-dos-sexos-alcancanao-passa-dos-30-pontos-no-ibope.htm
  40. http://natv.ig.com.br/index.php/2013/04/27/guerra-dos-sexos-novela-termina-com-menor-audiencia-da-historia-em-seu-horario-e-mostra-que-o-exagero-nem-sempre-e-o-caminho/
  41. Autor homenageia Avenida Brasil.
  42. UOL (13 de maio de 2013). "Avenida Brasil" é a grande vencedora do Prêmio Contigo!. Notícias. UOL. Página visitada em 13 de maio de 2013.
  43. IG (11 de agosto de 2013). Os piores da TV em 2013. Notícias. IG. Página visitada em 11 de agosto de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.