Glória Pires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Glória Pires
Glória Pires em 2011.
Nome completo Gloria Maria Cláudia Pires de Morais
Nascimento 23 de agosto de 1963 (51 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade  brasileira
Ocupação Atriz
Cônjuge Fábio Júnior (1979-1983)
Orlando Morais (1987-atualidade)
Outros prêmios
Troféu APCA
Atriz de Televisão por Vale Tudo (1988)
Atriz de Televisão por O Dono do Mundo (1991)
Atriz de Televisão por Mulheres de Areia (1993)
Troféu Imprensa
Melhor Atriz de Televisão por Mulheres de Areia (1993)
Festival de Cinema de Havana
Melhor Atriz por O Quatrilho (1995)
Festival de Cinema de Viña del Mar
Melhor Atriz por O Quatrilho (1995)
Troféu APCA
Melhor Atriz de Cinema por O Quatrilho (1995)
Melhor Atriz de Cinema por É Proibido Fumar (2009)
Prêmio Contigo
Melhor Vilã por O Rei do Gado (1996)
Prêmio Contigo
Melhor Atriz de Cinema por Se Eu Fosse Você (1996)
Melhores do Ano-Domingão do Faustão
Carreira Toda
Trófeu Mário Lago (2007)
Personalidade do Ano-IstoÉ Gente
Melhor Atriz por Paraíso Tropical (2007)
Prêmio Contigo
Melhor Atriz Coadjuvante de Cinema por O Primo Basílio (2008)
Festival de Brasília
Melhor Atriz por É Proibido Fumar (2009)
Cine SESC
Melhor Atriz por É Proibido Fumar (2010)
Grande Prêmio Brasileiro de Cinema (2011)
Melhor Atriz por Lula, o Filho do Brasil (2010)
Página oficial
IMDb: (inglês)

Glória Maria Cláudia Pires de Morais (Rio de Janeiro, 23 de agosto de 1963) é uma atriz brasileira, que já recebeu vários prêmios por seus trabalhos na televisão e no cinema.[carece de fontes?]

É conhecida por papéis como Zuca em Cabocla, Maria de Fátima Acioly em Vale Tudo, Ruth e Raquel em Mulheres de Areia e Nice em Anjo Mau. É mãe das também atrizes Cléo Pires e Antônia Morais.[1] .

Foi eleita em 2013, a 28ª celebridade mais influente do Brasil, segunda a revista Forbes.[2] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha da produtora e empresária Elza Pires e do ator Antônio Carlos Pires, tem uma irmã chamada Linda Pires. Na década de 1970, namorou o filho de Chico Anysio, Anisinho (Nizo Neto). Já foi casada com o ator e cantor Fábio Jr., pai de sua filha, Cléo Pires, que também é atriz. Atualmente, é casada com o músico Orlando Morais, com quem tem três filhos, Antônia (1992), Ana (2000) e Bento (2005).

Vida profissional[editar | editar código-fonte]

Estreou na televisão com apenas cinco anos de idade, em 1968, na telenovela A Pequena Órfã, da TV Excelsior. Depois, em 1972, trabalhou ao lado do pai e do humorista Chico Anysio em Chico City, ainda na época da TV em preto e branco.

Durante a década de 1970 participou de diversos programas da linha de shows da TV Globo, como Satiricom, Faça Humor, Não Faça Guerra e Chico em Quadrinhos. Participou ainda de mais duas novelas, ambas assinadas por Janete Clair, O Semideus (1973) e Duas Vidas (1976).

Fez o seu primeiro papel marcante na história das telenovelas em Dancin' Days (1978), de Gilberto Braga, interpretando a mimada Marisa de Sousa Mattos, criada pela tia, a socialite Iolanda Pratini (Joana Fomm). Seu ótimo desempenho na trama, rendeu-lhe o papel de protagonista da novela Cabocla (1979), de Benedito Ruy Barbosa.

Participou de uma única peça de teatro, o infantil "Era Uma Vez Uma Gata" em 1979.[3]

Na década de 1980 integrou o elenco de diversas produções, entre elas: Água Viva e Louco Amor, de Gilberto Braga, As Três Marias, de Wilson Rocha, Partido Alto, de Aguinaldo Silva e Glória Perez, Direito de Amar, de Walther Negrão, e da minissérie O Tempo e o Vento, de Doc Comparato, com a colaboração de Regina Braga. Importante ressaltar que, a atriz queria tanto interpretar a personagem Ana Terra que pediu ao diretor Daniel Filho para desempenhar o papel.

Outra contribuição importante na TV foi em Vale Tudo, que é considerada por muitos como a melhor novela das 21h do país, por mostrar o Brasil de forma tão realista. Na trama, destacou-se como a terrível vilã Maria de Fátima e levou o título também da filha mais ingrata da televisão.[3]

Na década de 1990 acumulou participações em: Mico Preto, de Marcílio Moraes, Leonor Bassères e Euclydes Marinho, O Dono do Mundo, de Gilberto Braga,[4] O Rei do Gado, de Benedito Ruy Barbosa, Anjo Mau, remake de Maria Adelaide Amaral, Suave Veneno, de Aguinaldo Silva, e na minissérie Memorial de Maria Moura, de Jorge Furtado e Carlos Gerbase; durante as gravações da última a atriz chegou a fraturar o cóccix.

Memorável a atuação da atriz como às gêmeas Ruth e Raquel, de Mulheres de Areia (1993),[5] que lhe rendeu o prêmio Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) como melhor atriz do ano de 1993, além do Troféu Imprensa de melhor atriz de 1993. Apesar do apelo sexual das personagens, a atriz negou todos os convites da edição brasileira da revista Playboy para posar nua.

Após três anos afastada das novelas, voltou à televisão em 2002, em Desejos de Mulher, de Euclydes Marinho, retomando parcerias antigas como a atriz Regina Duarte e o diretor Dênis Carvalho,[6] [7] [8] com quem trabalhara em Vale Tudo.

Em 2005 protagonizou Belíssima, de Silvio de Abreu, e em 2007 esteve mais uma vez numa trama do autor Gilberto Braga, Paraíso Tropical.[9] Nesse mesmo ano, recebeu o Prêmio Mário Lago, na homenagem dos Melhores do Ano, do programa Domingão do Faustão, da Rede Globo de Televisão.

Em toda sua carreira atuou somente em uma peça, no teatro, um espetáculo infantil. No cinema, estreou em 1981, no filme Índia, a Filha do Sol, de Fábio Barreto. Participou também de Memórias do Cárcere (1984), de Nelson Pereira dos Santos, Bésame Mucho (1987), de Francisco Ramalho Jr., e Jorge, um Brasileiro (1988), de Paulo Thiago.

Em 1995 atuou em O Quatrilho, de Fábio Barreto. Por seu desempenho, recebeu três prêmios: dos Festivais de Havana e de Viña del Mar e da APCA. Em 1999 fez uma participação no filme Pequeno Dicionário Amoroso, de Sandra Werneck. Dois anos depois, integrou o elenco de A Partilha, de Daniel Filho. Em 2006, mostrou seu lado cômico ao atuar ao lado de Tony Ramos na comédia romântica Se Eu Fosse Você, também de Daniel Filho, um dos maiores sucessos de bilheteria do cinema brasileiro dos últimos anos.

A partir de 2008 decidiu dedicar-se ainda mais à família e junto com Antônia, Ana e Bento, além do marido, o músico Orlando Morais, foi morar em Paris. Também em 2008 filmou a continuação de Se Eu Fosse Você (Se Eu Fosse Você 2), e atuou no longa É Proibido Fumar, de Anna Muylaert. No inicio de 2009 atuou nas filmagens do longa metragem sobre a vida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em 2011 voltou às novelas em Insensato Coração, de Gilberto Braga e Ricardo Linhares como a antagonista Norma Pimentel.[10] [11] [12] [13] [14] [15] [16]

Em 2012 foi uma das protagonistas da série As Brasileiras de Daniel Filho. No segundo semestre participou do remake Guerra dos Sexos, de Sílvio de Abreu, como Roberta Leone (interpretada por Glória Menezes na versão original).[17]

Em 2013 Glória Pires tornou-se “garota propaganda” do Governo do Estado de Goiás, apresentando os comerciais da campanha de publicidade institucional do governo estadual goiano intitulada “Goiás Melhor Pra Você” [18] . A propaganda institucional começou a ser veiculada no momento em que se intensificavam sérias críticas ao governador Marconi Perillo (sobretudo aquelas associadas a acusações de envolvimento de Perillo com Carlinhos Cachoeira e a outras acusações de corrupção e abuso de poder), bem como no momento em que se intensificava a luta pela diminuição do preço das passagens de ônibus e pela melhoria das condições do transporte coletivo na capital goiana. Os comerciais apresentados por Glória Pires foram alvo de várias críticas nas redes sociais, incluindo paródias que ridicularizavam o conteúdo das propagandas, amplamente divulgadas. Mais críticas surgiram quando o governo estadual divulgou o cachê de Glória Pires, R$ 730 mil, após a solicitação da jornalista e blogueira Fabiana Pulcinelli, que fez a solicitação junto à Agência de Comunicação (Agecom) apelando para a Lei de acesso à informação.[19]

Em 2013 foi homenageada pelo Festival de Cinema de Gramado com o Troféu Oscarito.[20] Em 2014, é anunciada no elenco de Babilônia, no papel de Beatriz, uma milionária "devoradora de homens". [21] [22] [23] [24] [25] Ainda em 2014, faz uma participação no último episódio de A Grande Família, interpretando Nenê.[26] [27] [28] [29]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Papel
1968 A Pequena Órfã Glorinha
1972 Caso Especial Angela
Selva de Pedra Fatinha
1973 Chico City Filha do Dr. Aristóbulo
O Semideus Ione
1976 Duas Vidas Letícia
1978 Dancin' Days Marisa de Sousa Matos
1979 Cabocla Zulmira de Oliveira (Zuca)
1980 As Três Marias Maria José (Jô)
Água Viva Sandra Fragonard
1983 Louco Amor Cláudia
1984 Partido Alto Celina
1985 O Tempo e o Vento Ana Terra
1987 Direito de Amar Rosália Alves Medeiros
1988 Vale Tudo Maria de Fátima Acioly
1990 Mico Preto Sarita
1991 O Dono do Mundo Stella Maciel Barreto
1993 Mulheres de Areia Ruth Araújo Assunção / Raquel Araújo Assunção
1994 Memorial de Maria Moura Maria Moura
1996 O Rei do Gado Raffaela Berdinazzi
1997 Anjo Mau Nice Noronha
1999 Suave Veneno Maria Inês / Lavínia de Alencar Cerqueira
2002 Desejos de Mulher Júlia Moreno [30]
2005 Belíssima Júlia Assunção
2007 Paraíso Tropical Lúcia Vilela Cavalcanti
2011 Insensato Coração Norma Pimentel Amaral
2012 As Brasileiras (episódio: A Mamãe da Barra) Ângela Cristina
Guerra dos Sexos Roberta Carneiro Leone
2014 A Grande Família Nenê

Cinema[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Festival Papel/Trabalho Categoria Resultado
1978 Troféu APCA Dancin' Days - Marisa De Souza Mattos Atriz revelação Venceu
1981 Troféu Imprensa As Três Marias - Maria José Revelação do ano Venceu
1988 Troféu APCA Vale Tudo - Maria de Fátima Alcioli Roitmam Melhor atriz Indicado
1991 Troféu APCA O Dono do Mundo - Stella Maciel Barreto Melhor atriz Indicado
1993 Troféu APCA Mulheres de Areia - Ruth/Raquel Araújo Melhor atriz Venceu[44]
1993 Troféu Imprensa Mulheres de Areia - Ruth/Raquel Araújo Melhor Atriz Venceu[45]
1995 Festival de Cinema de Havana O Quatrilho - Pierina Melhor atriz Indicado
1995 Festival de Cinema de Viña del Mar O Quatrilho - Pierina Melhor Atriz Indicado
1995 Troféu APCA O Quatrilho - Pierina Melhor atriz Indicado
1996 Prêmio Contigo O Rei do Gado - Rafaela/Marieta Melhor vilã Indicado
2007 Se Eu Fosse Você - Cláudio/Helena Melhor atriz Venceu
2007 Melhores do Ano - Domingão do Faustão Conjunto da obra Trófeu Mário Lago Venceu
2007 Personalidade do Ano - IstoÉ Gente Paraíso Tropical - Lúcia Vilela Televisão Venceu[46]
2008 Prêmio Contigo O Primo Basílio - Juliana Melhor atriz coadjuvante Indicado
2009 Festival de Brasília É Proibido Fumar - Baby Melhor atriz Indicado
2009 Troféu APCA É Proibido Fumar - Baby Melhor atriz Indicado
2010 Cine SESC É Proibido Fumar - Baby Melhor Atriz Indicado
2011 Grande Prêmio Brasileiro de Cinema 2011 Lula, o Filho do Brasil - Dona Lindu Melhor Atriz Venceu
2011 Prêmio Extra de TV Insensato Coração - Norma Pimentel Melhor atriz Indicado[47]
2011 Troféu APCA Insensato Coração - Norma Pimentel Melhor atriz de televisão Venceu[48]

Referências

  1. Perfil Caras. Perfil:Antonia Morais. Página visitada em 14 de março de 2014.
  2. Forbes. Forbes apresenta as celebridades mais influentes do Brasil Revista Exame. Página visitada em 12de janeiro de 2014.
  3. a b Caderno 2. Cinema Reconcilia Glória Pires com a Profissão (em português) Estadão. Página visitada em novembro de 2012.
  4. GERALDO BESSA (19 de maio de 2011). Há 20 anos, a ousada 'O Dono do Mundo' estreava na Globo Terra Networks. Página visitada em 21 de dezembro de 2011.
  5. 'Mulheres de Areia' reestreia nesta 2ª; veja como estão os atores (em português) Teledramaturgia (12 de setembro de 2011). Página visitada em 15 de outubro de 2011.
  6. Regina Duarte e Glória Pires estrelam novela das 7 (em português) Estadão (10 de janeiro de 2002). Página visitada em 1 de janeiro de 2012.
  7. Globo começa a gravar "Desejos de Mulher", nova novela das sete (em português) Ilustrada. Folha Online (19 de dezembro de 2001). Página visitada em 2 de janeiro de 2012.
  8. Alexandre Herchcovitch participa da novela "Desejos de Mulher" (em português) Ilustrada. Folha Online (24 de junho de 2002). Página visitada em 1 de janeiro de 2012.
  9. Capanema, Andrezza; Torrezan, Jéssika (4 de junho de 2007). "Paraíso Tropical" recupera ibope com Glória Pires e Tony Ramos (em português) Folha Online. Página visitada em julho de 2010.
  10. Patrícia Kogut (6 de junho de 2011). Em 'Insensato coração', Norma reencontrará Léo no cemitério. Detalhes O Globo. Globo.com. Página visitada em 15 de dezembro de 2011.
  11. Lettiere, Giovanni (3 de setembro de 2010). Glória Pires será enfermeira em Insensato Coração (em português) R7. Página visitada em 27 de dezembro de 2010.
  12. Redação Novelas Brasileiras (11 de outubro de 2010). Glória Pires, uma das protagonistas de "Insensato Coração", começa a gravar (em português) Novelas Brasileiras. Página visitada em 27 de dezembro de 2010.
  13. Redação Rede Globo (17 de novembro de 2010). Insensato Coração: Glória Pires e Dennis Carvalho dão 'oi' inusitado (em português) Globo.com. Página visitada em 27 de dezembro de 2010.
  14. Redação Contigo! (7 de dezembro de 2010). Glória Pires e Hugo Carvana contracenam juntos em Insensato Coração (em português) Contigo!. Abril.com. Página visitada em 27 de dezembro de 2010.
  15. Redação Rede Globo (22 de dezembro de 2010). Conheça Norma, vivida por Glória Pires (em português) Globo.com. Página visitada em 23 de dezembro de 2010.
  16. Redação Rede Globo (2010). Insensato Coração - Personagens (em português) Direção Geral de Comercialização. Globo.com. Página visitada em 3 de janeiro de 2011.
  17. http://f5.folha.uol.com.br/colunistas/zapping/1266288-gloria-pires-da-tchau-a-elegante-roberta-de-guerra-dos-sexos.shtml
  18. http://www.goiasmelhorpravoce.go.gov.br/
  19. http://www.opopular.com.br/blogs/fabiana-pulcineli/blog-da-fabiana-pulcineli-1.526/governo-estadual-informa-cach%C3%AA-de-gl%C3%B3ria-pires-para-campanha-publicit%C3%A1ria-1.343302
  20. Márcio Luiz (9 de agosto de 2013). 'Muita emoção', diz Glória Pires ao ser homenageada em Gramado G1. Página visitada em 11 de agosto de 2013.
  21. Ana Cora Lima (21 de agosto de 2014). "Vilã e pegadora", revela Glória Pires sobre personagem em "Babilônia" UOL Televisão. Página visitada em 28 de agosto de 2014.
  22. Louise Soares (24 de agosto de 2014). Glória Pires se prepara para ser a 'próxima Cora' F5 - televisão. Página visitada em 15 de setembro de 2014.
  23. Fernando Oliveira (22 de julho de 2014). Gloria Pires será mulher infiel e assassina de amantes em próxima novela das nove R7. Mundo da TV. Página visitada em 28 de agosto de 2014.
  24. Florença Mazza (26 de março de 2014). Glória Pires será devoradora de homens em novela das 21h O Globo. Página visitada em 28 de agosto de 2014.
  25. Patrícia Kogut (31 de janeiro de 2014). Gloria Pires está cotada para novela de Gilberto Braga O Globo. Página visitada em 28 de agosto de 2014.
  26. Sheila Lima (27 de agosto de 2014). Tony Ramos e Glória Pires repetem casal e revivem Lineu e Nenê UOL. Notícias da TV. Página visitada em 28 de agosto de 2014.
  27. Gshow (26 de agosto de 2014). Tony Ramos e Gloria Pires gravam último episódio de A Grande Família Por Trás das Câmeras - A Grande Família. Página visitada em 28 de agosto de 2014.
  28. UOL SP (26 de agosto de 2014). Glória Pires e Luana Piovani surgem como personagens de "A Grande Família" UOL Televisão. Página visitada em 28 de agosto de 2014.
  29. Maria Fortuna (01 de setembro de 2014). Glória Pires vai participar do último capítulo de 'A Grande Família' O Globo. Página visitada em 01 de setembro de 2014.
  30. Veja quem é quem na novela das sete "Desejos de Mulher" (em português) Ilustrada. Folha Online (18 de janeiro de 2002). Página visitada em 1 de janeiro de 2012.
  31. Cinemateca Brasileira Índia, a Filha do Sol [em linha]
  32. Cinemateca Brasileira Memórias do Cárcere [em linha]
  33. Cinemateca Brasileira, A Partilha [em linha]
  34. http://blog.imagemfilmes.com.br/2013/08/flores-raras-com-gloria-pires-e-miranda-otto-estreia-hoje-veja-onde-assistir/
  35. http://www.imagemfilmes.com.br/imagemfilmes/principal/filme.aspx?filme=103955&titulo=flores-raras
  36. http://oglobo.globo.com/cultura/aprovado-nos-festivais-estrangeiros-flores-raras-prepara-agora-sua-estrategia-para-chegar-ao-oscar-9749772
  37. Créditos de Nise da Silveira - Senhora das Imagens no IMDb. Página visitada em 10 de junho de 2013.
  38. Créditos de Nise da Silveira - Senhora das Imagens no IMDb. Página visitada em 11 de junho de 2013.
  39. G1 (13 de dezembro de 2011). Trabalho em filme sobre Nise da Silveira "é um sonho", diz Glória Pires. Página visitada em 11 de junho de 2013.
  40. EGO (28 de outubro de 2011). Glória Pires viver[a médica psiquiatra Nise da Silveira no cinema. Página visitada em 11 de junho de 2013.
  41. Edu Fernandes (09 de dezembro de 2011). Glória Pires protagoniza cinebiografia de Nise da Silveira, psiquiatra brasileira reconhecida ao redor do mundo. Página visitada em 11 de junho de 2013.
  42. TV Zero. Nise da Silveira - A Senhora das Imagens. Página visitada em 11 de junho de 2013.
  43. Mayra Dugaich (29 de fevereiro de 2012). Glória Pires vive Nise da Silveira no Cinema Ofuxico. Página visitada em 11 de junho de 2013.
  44. APCA. Vencedores do prêmio APCA de 1993.
  45. UOL. Vencedores do Troféu Imprensa de 1993: melhor atriz.
  46. Honor, Rosangela (17 de dezembro de 2007). Glória Pires, um gênio na TV (em português) Revista Isto É Gente Online. Página visitada em julho de 2010.
  47. Redação Extra Online (29 de novembro de 2011). Prêmio Extra de TV: Andrea Beltrão é a melhor atriz (em português) Extra Online. Página visitada em 29 de novembro de 2011.
  48. Associação Paulista dos Críticos de Artes (13 de dezembro de 2011). Os melhores da APCA em 2011 (em PDF) (em português) APCA. Página visitada em 13 de dezembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Glória Pires