Daniel Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Daniel Filho
Nome completo João Carlos Daniel
Nascimento 30 de setembro de 1937 (76 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação ator, diretor, produtor e cineasta
IMDb: (inglês)

João Carlos Daniel (Rio de Janeiro, 30 de setembro de 1937), mais conhecido como Daniel Filho, é um ator, cineasta, diretor de televisão, produtor de cinema e de TV brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho único do ator e cantor catalão Joan Daniel Ferrer e da atriz argentina María Irma López (conhecida como Mary Daniel), é de família circense. Nasceu e cresceu no meio artístico e teve contato com grandes nomes do espetáculo brasileiro desde tenra idade. Como ator, chamou a atenção no início de sua carreira contracenando com Jece Valadão em dois dos mais conhecidos filmes brasileiros da década de 60: Os Cafajestes (1962) e Boca de Ouro (1963).

Trabalhou anos na Rede Globo como ator e diretor. Quando Boni foi para a Globo, Daniel Filho foi contratado como diretor de A Rainha Louca, de Gloria Magadan. Dirigia simultaneamente duas novelas, uma com o nome trocado, para não parecer que o cast da Globo era fraco. Foi ele quem levou para a Globo, Janete Clair. Daniel dirigiu simultaneamente Rosa Rebelde e A cabana do Pai Thomás. Fez Irmãos Coragem, dirigiu O primeiro baile, e inúmeras outras como: “Pecado Capital”, “O Astro”, “Dancing Days”. Foi ele também quem criou as “Séries brasileiras”, como: Malu Mulher, Plantão de Polícia, Carga Pesada, Confissões de Adolescente, A Justiceira, Mulher. Todas séries de imenso sucesso, sem contar: “Grandes Sertões Veredas” que ele dirigiu ao lado de Walter Avancini Daniel também é o criador de A Grande Família.

Entre seus projetos recentes de cinema merecem destaque os filmes A Partilha, Se Eu Fosse Você e Se Eu Fosse Você 2, maior bilheteria do Cinema de Retomada e Chico Xavier. Para a televisão criou recentemente as séries As Cariocas e As Brasileiras.

Foi casado com Dorinha Duval, com quem tem uma filha, a também atriz Carla Daniel; com Betty Faria, com quem teve João de Faria Daniel e com Marcia Couto. Em 2009 casou-se com a cantora Olivia Byington, com quem vive e trabalha atualmente.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Como dublador
Como ator


Como diretor
Como supervisor artístico

Televisão[editar | editar código-fonte]

Como ator
Como diretor
Como produtor
Como supervisor de direção

Referências

  1. Patrícia Kogut (01 de setembro de 2014). Daniel Filho grava participação em 'A grande família' O Globo. Página visitada em 01 de setembro de 2014.
  2. Keila Jimenez (8 de junho de 2010). Sônia Braga e Daniel Filho voltam à Globo AdNews. Página visitada em 8 de junho de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Daniel Filho
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.