Eliane Giardini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde Junho de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Eliane Giardini
Nome completo Eliane Teresinha Giardini
Nascimento 20 de outubro de 1952 (61 anos)
Sorocaba, São Paulo
Nacionalidade  brasileira
Ocupação atriz
IMDb: (inglês) (português)

Eliane Teresinha Giardini (Sorocaba, 20 de outubro de 1952) é uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira aos dezessete anos de idade. Descendente de portugueses e italianos, estudou na Escola de Teatro da Universidade de São Paulo.

Entre os anos de 1973 e 1997 foi casada com o também ator Paulo Betti, com quem teve duas filhas: Juliana e Mariana. Durante a maternidade, abdicou temporariamente da carreira de atriz, retomando somente na década de 1980.

No teatro, conseguiu vários prêmios de melhor atriz e também cultivou um espaço no cinema, apesar de participações bem esporádicas.

Estreou na Rede Globo em 1990, na minissérie Desejo. Em 1993 alcançou grande sucesso ao viver Dona Patroa na telenovela Renascer. O papel lhe rendeu diversas críticas positivas e seu nome foi citado como uma das mulheres mais belas do país.[carece de fontes?] No ano de 1995 mostrou sua faceta cômica na telenovela Explode Coração, como a cigana Lola. Em 1997 interpretou Santinha em A Indomada, uma das personagens mais marcantes da trama. Neste mesmo ano, recebeu o prêmio de melhor atriz no Festival de Cinema de Gramado, pelo filme O Amor Está no Ar.

Nesse período, separou-se de Paulo Betti, depois de vinte e cinco anos de casados.

Em 1999, viveu Janete em Andando nas Nuvens, uma sensual professora de dança. Em 2001, deu vida a Nazira em O Clone, personagem que lhe rendeu o prêmio de melhor atriz pela Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Em 2003 fez uma das protagonistas da minissérie A Casa das Sete Mulheres, a determinada Dona Caetana, ícone nacional da história do Brasil. Em 2005 encarnou a Viúva Neuta de América. Sua personagem era muito importante na trama e teve muita popularidade perante os telespectadores. Seu par com Dinho, personagem de Murilo Rosa, muitas vezes ofuscou os protagonistas e ambos foram eleitos como melhor casal da teledramaturgia daquele ano.[carece de fontes?]

Em 2006 interpretou a beata de dupla personalidade, Eva Padilha/Esmeralda, de Cobras & Lagartos. Em 2007 fez o papel de Pérola, uma das protagonistas de Eterna Magia, e, em 2009, a indiana Indira em Caminho das Índias. Em 2010, viveu a protagonista Hélia Pimenta em Tempos Modernos, uma mulher de temperamento difícil que é apaixonada por Leal, personagem vivido por Antônio Fagundes. A história de amor de ambos é tema central da telenovela. Em 2011, interpretou a crítica de teatro Sandra Heibert em Lara com Z.

Em 2012, interpretou uma das protagonistas de Avenida Brasil, a personagem cômica Muricy Araújo. Em 2013, mais uma vez estrela o horário nobre, novamente interpretando uma das personagens principais da telenovela, desta vez a enfermeira Ordália em Amor à Vida, mãe do protagonista Bruno, interpretado por Malvino Salvador e responsável pelo desenrolar da trama.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Telenovela Papel
1982 Ninho da Serpente Lídia
Campeão Cristina (Cris)
1984 Caso Verdade
Vida Roubada Hilda
Meus Filhos, Minha Vida Isabel
1985 Uma Esperança no Ar Débora
1987 Helena Joana
1990 Desejo Lucinda
1991 Felicidade Isaura
1992 Você Decide, Verdades e Mentiras
1993 Renascer Yolanda (Dona Patroa)
1994 Incidente em Antares Eleutéria Branco
1995 Engraçadinha... Seus Amores e Seus Pecados Maria Aparecida
Irmãos Coragem Estela
A Comédia da Vida Privada Helena
Explode Coração Lola Sbano
1996 Você Decide ep. "O Segredo"
1997 A Indomada Santa Maria de Sousa Pedreira (Santinha)
1998 Hilda Furacão Berta Müller
Torre de Babel Wandona
Você Decide ep. "Aconteceu no Natal"
1999 Mulher Anita
O Belo e as Feras Ludmila
Andando nas Nuvens Janete
2000 Você Decide ep. "Glorinha Vai às Compras"
Brava Gente Leonor
Zorra Total
2001 Os Maias Condessa de Gouvarinho
Os Normais Marta
Sai de Baixo Eva
Mundo VIP Ela Mesma
O Clone Nazira Rachid
2003 A Casa das Sete Mulheres Dona Caetana
2004 Um Só Coração Tarsila do Amaral
2005 América Viúva Neuta
2006 JK Tarsila do Amaral
Cobras e Lagartos Eva Padilha / Esmeralda
2007 Eterna Magia Pérola O'Brian Sullivan
2008 Capitu Dona Glória Santiago
2009 Caminho das Índias Indira Ananda
2010 Tempos Modernos Hélia Pimenta
Afinal, o Que Querem as Mulheres? Profª Noemi
2011 Lara com Z Sandra Heibert
2012 Avenida Brasil Muricy Araújo
2013 Amor à Vida Ordália Aparecida dos Santos Araújo

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Filmes Personagem
1971 O Salário da Morte Joaninha [2]
1997 O Amor Está no Ar
2001 Uma Vida em Segredo
2002 Histórias do Olhar
2003 Chatô, o Rei do Brasil
2004 Olga [3]

No teatro[editar | editar código-fonte]

Peças
Os Ilkes
O Processo
Cerimônia por um Negro Assassinado
A Vida É Sonho
Na Carreira do Divino
O Amigo da Onça
A Aurora da Minha Vida
Com a Pulga Atrás da Orelha
A Fera na Selva
Perversidade Sexual em Chicago
Querida Mamãe
A Dama do Cerrado
Por um Novo Incêndio Romântico
Memória da Água
Tarsila
O Mundo dos Esquecidos

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedida por:
Christiane Torloni
por Um Anjo Caiu do Céu
Troféu APCA de Melhor Atriz de Televisão
por O Clone

2003
Sucedida por:
Nívea Maria
por A Casa das Sete Mulheres