Ferraz de Vasconcelos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ferraz de Vasconcelos
"Terra da Uva"
Centro de Convenções de Ferraz de Vasconcelos

Centro de Convenções de Ferraz de Vasconcelos
Bandeira desconhecida
Brasão de Ferraz de Vasconcelos
Bandeira desconhecida Brasão
[[1]]
Aniversário 14 de outubro
Fundação 14 de outubro de 1953
Gentílico ferrazense
Lema Labor Omnia Vincit
"Trabalho vence tudo"
Prefeito(a) Acir 'Filló' dos Santos (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ferraz de Vasconcelos
Localização de Ferraz de Vasconcelos em São Paulo
Ferraz de Vasconcelos está localizado em: Brasil
Ferraz de Vasconcelos
Localização de Ferraz de Vasconcelos no Brasil
23° 32' 27" S 46° 22' 08" O23° 32' 27" S 46° 22' 08" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Metropolitana de São Paulo IBGE/2008[1]
Microrregião Mogi das Cruzes IBGE/2008[1]
Região metropolitana São Paulo
Municípios limítrofes Poá, Suzano (leste), São Paulo (oeste), Ribeirão Pires (sul), Mauá (sudoeste) e Itaquaquecetuba (norte)
Distância até a capital 27 km
Características geográficas
Área 29,566 km² [2]
População 180 326 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 6 099,1 hab./km²
Altitude 759 m
Clima subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,772 alto PNUD/2010[4]
PIB R$ 1 381 022 mil IBGE/2009[5]
PIB per capita R$ 8 705,26 IBGE/2009[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.ferrazdevasconcelos.sp.gov.br/
Câmara www.camaraferraz.sp.gov.br/

Ferraz de Vasconcelos é um município brasileiro do estado de São Paulo, localizado na região metropolitana da capital paulista e microrregião de Mogi das Cruzes. Pertence à Região do Alto Tietê. A população em 2013 segundo o Censo demográfico era de 180.326 habitantes e a área de 29,566 km², o que resulta numa densidade demográfica de 5.692,55 hab/km². Ferraz foi o primeiro município do Brasil que produziu à Uva Itália.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

Prefeitura de Ferraz, batizada como Palácio da Uva Itália.

O nome de Ferraz de Vasconcelos, vem de uma homenagem ao engenheiro José Ferraz de Vasconcelos no ano de 1944.

Polo de produção de Uva Itália no Brasil, o município é pioneira no cultivo da fruta. As primeiras mudas no Brasil chegaram pelas mãos de imigrantes italianos que se fixavam no local. Com a vinda de japoneses, a agricultura atualmente é a principal fonte econômica. Hoje, a prefeitura e prédios públicos da cidade são batizados de Palácio da Uva Itália.

Ferraz é um município fundado pelos Italianos Helmuth Hermann Hans Louis Baxmann e Henry Kaesemodel. Foi construido sobre um terreno cheio de ondulações, a maior parte dos moradores se concentra no Centro e seus arredores. Porem uma parte da população mora em regiões mais afastadas.

Por causa da baixa atividade econômica, grande parte da população desloca-se diariamente em transporte de grande capacidade (trens da CPTM) para trabalhar em outros municípios do Alto Tietê, e principalmente no município de São Paulo.[6]

Nas últimas décadas Ferraz de Vasconcelos acompanhou o desenvolvimento das outras cidades do estado e conseguiu avanços sociais, especialmente quanto à longevidade.[7] Na região, Ferraz de Vasconcelos é o município que tem o quinto maior PIB regional, R$ 1,6 bilhão.

História[editar | editar código-fonte]

O início e origem do nome[editar | editar código-fonte]

José Ferraz de Vasconcelos.

A história da fundação da cidade da Ferraz de Vasconcelos não é muito diferente de outros municípios paulistas, que obtiveram o seu inicio com imigrantes.

O nome, é homenagem ao engenheiro da Estrada de Ferro Central do Brasil, antigo nome da atual CPTM. José Ferraz de Vasconcelos, mineiro, nascido em 1880. O engenheiro projetou a estação de trem da então Vila Romanópolis, motivo pelo qual foi homenageado. Naquele tempo era comum batizar estações com o nome do engenheiro que a projetou.

Após o término das obras da estação, começou-se a discussão para definir o nome que deveria ser dado à mesma. A princípio, o nome ia ser dado ao município de Romanópolis, mas decidiram colocar o nome de Ferraz de Vasconcelos, em homenagem póstuma ao engenheiro, que morreu na região vítima de um estilhaço na revolução de 1924.

Os primeiros povoadores[editar | editar código-fonte]

O Castelinho, construído pelo Alemão Arthur Zenker.

Os primeiros habitantes do município, foram atraídos pelas condições favoráveis de fertilidade do solo e pelo clima. Voltam-se, inicialmente, para o cultivo de frutas.

Alguns membros da família Leite destacam-se como os primeiros fruticultores. Após certo crescimento, Ferraz despertou o interesse da atual Companhia Agrícola Territorial Romanópolis, que adquiriu extensa área de terras no trecho cortado pela Estrada de Ferro Central do Brasil (Atual CPTM).

Apesar da vantagem de ser passagem da via férrea que ligava São Paulo ao Rio de Janeiro, Ferraz atualmente não possui estação própria para realizar o embarque direto de mercadorias, e sim de pessoas para a capital do Estado.

É provável que por volta de 1810, fixaram-se por ali as famílias Leite e Bueno, fundando o primeiro povoado do atual município, provavelmente pela abundância de água, caça e fertilidade das terras e dos pastos.

Conforme pesquisas da equipe que organizou o livro História de Ferraz de Vasconcelos, Alexandre Rodrigues Leite nasceu no Tanquinho em 1835. Estas terras pertenciam às Missões das Carmelitas de Nossa Senhora da Ajuda e Nossa Senhora de Lourdes. Com o crescimento do município, os moradores construíram em 1880 uma pequena Igreja (Capela) em homenagem a Nosso Senhor Bom Jesus, aonde padres vindos da Penha, duas a três vezes por ano, rezavam missas e ministravam sacramentos. Em uma dessas ocasiões faziam-se procissão e quermesse, que consistiam na única festividade, na época, de Ferraz.

Emancipação[editar | editar código-fonte]

Em 14 de outubro de 1953, pela Lei 2456, Ferraz de Vasconcelos se emancipou de Poá e foi levado a categoria de município. O primeiro prefeito foi Helmuth Hermann Hans Louis Baxmann, eleito no dia 3 de outubro de 1954.

Desde a década de 1960 os diversos sítios e fazendas que existiam na cidade foram loteados e ocupados rapidamente por pessoas que trabalhavam na fábrica de lixa, o que culminou no rápido crescimento da população.

Detalhes históricos[editar | editar código-fonte]

Pelo Tanquinho passavam as comitivas vindas da antiga capital do país, o Rio de Janeiro, há grandes possibilidades de que D. Pedro I do Brasil tenha dormido em uma casa no Tanquinho na noite do dia 23 para o dia 24 de Agosto de 1822, em sua viagem para a cidade de São Paulo, onde no dia 07 de Setembro declararia a Independência do Brasil.

A ligação por terra entre o Rio de Janeiro e São Paulo, passava por Mogi das Cruzes. Provavelmente este foi o motivo que levou os tropeiros a fazerem uma parada para descansar na beira deste córrego, que foi sendo represado e passou a ser conhecido como Tanquinho.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Informações adicionais
Ficha técnica
DDD 11
Faixa de CEP 08500-000 a 08600-000
Padroeiro Nossa Senhora da Paz
Vínculo diocesano Diocese de Mogi das Cruzes
Vereadores 21
Comarca Ferraz de Vasconcelos
Eleitores 120 mil
País Brasil Brasil
Macrorregião Sudeste
Área urbana km²[8]

Ferraz de Vasconcelos situa-se a uma altitude média de 759 metros. Em sua região se encontram duas represas que fazem parte do Sistema Produtor do Alto Tietê, os reservatórios de Taiaçupeba e do Rio Jundiaí.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima do município, como em toda a Região Metropolitana de São Paulo, é o subtropical. Verão pouco quente e chuvoso. Inverno ameno e subseco. A média de temperatura anual gira em torno dos 18Cº, sendo o mês mais frio Julho (Média de 14 °C) e o mais quente Fevereiro (Média de 22 °C). O índice pluviométrico anual fica em torno de 1400 mm.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2013[9]

Distâncias[editar | editar código-fonte]

Limites[editar | editar código-fonte]

Os limites são Poá e Suzano a leste, São Paulo a oeste, Mauá a sudoeste, Ribeirão Pires a sul e Itaquaquecetuba a norte.

Localização[editar | editar código-fonte]

Praça da Bíblia, ao oeste da Estação Ferraz de Vasconcelos.

Ferraz de Vasconcelos está situada na região leste da Grande São Paulo, no Alto Tietê. O ponto de referência, são os municípios mais populares de sua Região, como Mogi das Cruzes e Suzano.

  • Latitude: -23.5423
  • Longitude: -46.369
  • Altitude: 759 metros acima do nível do mar.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Formação geológica[editar | editar código-fonte]

Terciária – Dormação São Paulo – arenitos, argilas, folhetos, pirobetuminosos.

Etnia[editar | editar código-fonte]

Cor/Raça Percentagem
Branca 52,1%
Negra 4,2%
Parda 28,8%
Amarela 14,8%
Indígena 0,1%

Economia[editar | editar código-fonte]

Hospital Regional Doutor Osíris Florindo Coelho, o Hospital São Marcos.
Setor primário

A produção agrícola no município de Ferraz de Vasconcelos foi ancorada fundamentalmente na colônia italiana existente.

Ferraz de Vasconcelos produz bebidas feitas com Uva. O município quer fortalecer as poucas áreas de plantação que restaram, com a criação de uma associação de viticultores. Da Uva Itália, surgiram novas espécies da fruta, como a Rubi, Benitaka e Brasil, ainda cultivadas no município.

Setor secundário

Ferraz possui poucas indústrias, a maioria concentrada na região que faz divisa com o Itaim Paulista, notadamente na Estrada Stella Mazzucca. O comércio é concentrado na Avenida Quinze de Novembro e Avenida Brasil, onde também estão localizadas as agências bancárias do município.

As Empresas mais notórias de Ferraz de Vasconcelos são Luckspuma, fabricante de colchões e a alimentícia Hikari.

Setor terciário

O que mais atrai pessoas ao município, é o Hospital Regional Doutor Osíris Florindo Coelho, que fez surgir um pequeno centro comercial ao seu entorno, contribuindo para a expansão do centro de Ferraz até o bairro Vila Correa, já na divisa com Poá.


Festa da Uva[editar | editar código-fonte]

Claudia Leitte na 39 edição da Festa da Uva.

A Festa da uva é a festa mais tradicional de Ferraz.

A 1ª Festa da Uva no município, ocorreu em 1962. Se algumas administrações não tivessem deixado de realizá-la por alguns anos, em 2010 ela estaria em sua 48ª edição.

São expostos stands com artesanatos, barracas com os mais variados tipos de comida, com ênfase nos derivados da Uva e diversos tipos de vinhos.

Ainda é montado o palco onde são apresentados artistas locais e consagrados no país todo.

A Festa da Uva era realizada, até o final de 2012 no Complexo Esportivo Gothard Kaesemodel Junior, recebia em média por ano 40.000 pessoas, até o mesmo ser demolido em 2013.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Ferraz ainda é um município em desenvolvimento (Em suas áreas carentes), portanto não possui grande potencial turístico:

  • O Castelinho: Construído em 1948 pelo Alemão Arthur Zenker, está em fase de restauração. Serão instalados o Museu do município e uma Biblioteca;
  • Festa da Uva: Ocorre entre o primeiro e o segundo bimestre do ano, objetivo atual da festa é promover Apresentações de Artistas famosos e Parque de Diversões;
  • Igreja Nossa Senhora Paz: Igreja tradicional de Ferraz de Vasconcelos, a maioria dos batizados do município são realizados no local;
  • Videira de Ferraz: É a maior videira do Brasil, possui 40 metros e 105 enxertos de varias variedades, da Uva Itália;
  • Desfile de 14 de outubro: O desfile existe em função de comemorar o aniversário do município.

Educação[editar | editar código-fonte]

Presidenta da República Dilma Rousseff, em sua visita à Ferraz de Vasconcelos(Ao lado o ex-Prefeito do Município).

Ferraz possui escolas de nível fundamental, médio, técnico e superior. Na educação básica há escolas públicas e privadas, incluindo a unidade do SESI e a Escola Técnica Estadual de Ferraz de Vasconcelos.

Transporte[editar | editar código-fonte]

Estação Antonio Gianetti Neto.

Ferraz de Vasconcelos é conhecido também por suas proximidades, como o Aeroporto Internacional Guarulhos, que fica à 16 km do município.

O município é servido pelos trens da Linha 11 da CPTM, possuindo duas estações, Estação Ferraz de Vasconcelos e Estação Antonio Gianetti Neto, e por linhas de ônibus intermunicipais da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo, destacando a linha operada pelo Consórcio Unileste, para o Terminal Rodoviário Tietê. Ferraz também possuí as Transportadoras turísticas Monte Serrat, que liga Ferraz de Vasconcelos a Santos e a Breda Turismo, que liga Ferraz de Vasconcelos a Bertioga.

Ferraz de Vasconcelos também será ligado a Arujá e Guarulhos pelo Terminal de Ônibus, que terá suas obras concluidas em 2016.

Municípios até o momento, ligados a Ferraz de Vasconcelos:

Principais vias[editar | editar código-fonte]

Como é uma cidade dormitório, não possui rodovias cortando o município.

  • Avenida Brasil - Principal via de Ferraz de Vasconcelos, que liga o município de Poá até a Vila Romanópolis, passando pelo centro da cidade;
  • Avenida Governador Jânio Quadros - Continuação da Avenida Brasil, que leva até a divida de Ferraz de Vasconcelos com São Paulo no bairro de Guaianazes, passando pelo Parque São Francisco e Estação Antonio Gianetti Neto;
  • Avenida XV de Novembro - Principal via comercial de Ferraz de Vasconcelos, onde possui grande parte das lojas;
  • Avenida Pedro II - Avenida que liga o centro da cidade ao bairro do Cambiri. Via que se localiza a Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos;
  • Avenida Tancredo de Almeida Neves - Avenida que, junto com a Rua 13 de Maio, conecta o centro da cidade ao distrito de Itaim Paulista. Concentra várias indústrias ao decorrer dela;
  • Estrada dos Bandeirantes - Via que liga Ferraz de Vasconcelos ao bairro de Lageado;
  • Avenida Stella Mazzucca - Avenida que faz a conexão da Cidade Kemel com a Vila Margarida. Importante centro comercial entre os moradores do local;
  • Avenida Albino Francisco Figueredo - Avenida que liga Ferraz de Vasconcelos, de suas áreas mais afastadas, ao centro do município. Também liga ao Cidade Kemel, passando por Poá, e Itaquaquecetuba.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 31 de julho de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 13 de dezembro de 2012.
  6. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Ferraz_de_Vasconcelos
  7. Aprendiz - Mais rico e mais justo, Joelmir Beting.
  8. Urbanização das cidades brasileiras. Embrapa Monitoramento por Satélite. Página visitada em 26 de Março de 2009.
  9. Título não preenchido, favor adicionar.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons