Itu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município da Estância Turística de Itu
"Berço da República

Cidade dos Exageros"

Igreja Matriz de Itu

Igreja Matriz de Itu
Bandeira da Estância Turística de Itu
Brasão da Estância Turística de Itu
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 2 de fevereiro
Fundação 2 de fevereiro de 1610 (404 anos)
Gentílico ituano
Prefeito(a) Antônio Luiz Carvalho Gomes - Tuíze (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização da Estância Turística de Itu
Localização da Estância Turística de Itu em São Paulo
Estância Turística de Itu está localizado em: Brasil
Estância Turística de Itu
Localização da Estância Turística de Itu no Brasil
23° 15' 50" S 47° 17' 56" O23° 15' 50" S 47° 17' 56" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Unidade Territorial: 3512 - Macro Metropolitana Paulista IBGE/2013 [1]
Microrregião Unidade Territorial: 35046 - Sorocaba IBGE/2013 [2]
Região metropolitana Sorocaba
Municípios limítrofes Salto, Elias Fausto, Indaiatuba, Itupeva, Cabreúva, Araçariguama, São Roque, Mairinque, Sorocaba e Porto Feliz
Distância até a capital 102 km
Características geográficas
Área 639,981 km² [3]
População 156 983 hab. (SP: 46º) –  Censo IBGE/2011[4]
Densidade 245,29 hab./km²
Altitude 583 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,773 alto PNUD/2010[5]
PIB R$ 3 663 684,445 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 23 567,19 IBGE/2008[6]
Página oficial
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Itu

Itu é um município do estado de São Paulo, no Brasil, situa-se na Região Metropolitana de Sorocaba, na Mesorregião Macro Metropolitana Paulista e na Microrregião de Sorocaba. Localiza-se a uma latitude 23º15'51" sul e a uma longitude 47º17'57" oeste, estando a uma altitude de 583 metros. Sua população estimada em 2012 era de 156 982 habitantes, formada principalmente por descendentes de imigrantes portugueses, italianos, japoneses, além de migrantes de outras regiões do Brasil, em especial do Nordeste, além da forte presença de migrantes do estado do Paraná. A cidade é famosa por tudo lá ser de tamanho exagerado, fama esta inaugurada pelo comediante Francisco Flaviano de Almeida, o famoso Simplício. Itu já foi a cidade mais rica do estado, sendo famosa por nela terem residido muitos "barões do café" e autoridades importantes do país. O município teve importância no processo que conduziu à proclamação da república do Brasil em 1889. Em 2010, a cidade completou 400 anos.

É o 46° município mais populoso do estado de São Paulo e o 153° no Brasil, além de ser a segunda maior cidade da Microrregião de Sorocaba, atrás apenas de Sorocaba.

Estância Turística[editar | editar código-fonte]

Itu é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar, junto a seu nome, o título de "Estância Turística", termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

A cidade conta também com vários monumentos históricos, como o Museu da Convenção, a casa onde ficou hospedado dom Pedro II, o famoso Telefone Público, a Igreja Matriz Nossa Senhora da Candelária, o Semáforo próximo ao orelhão e o Armazém do Limoeiro, entre outras.

Atrações turísticas[editar | editar código-fonte]

Itu conta com diversas atrações turísticas:

  • Casa Imperial - hospedou por diversas vezes a família imperial;
  • Cruzeiro de São Francisco - erguido em granito rosa pelos franciscanos entre os séculos XVII e XVI;
  • Chácara do Rosário/Casa Bandeirista - construída em 1756, monumento histórico, arquitetônico e paisagístico;
  • Cidade das Crianças - complexo de lazer infantil com playground, lago, minicidade entre outras atrações;
  • Fazenda das Pedras - camping, parque aquático, turismo rural, eventos diversos (terceira idade, casamentos, batizados, festas de faculdades, day camping etc.), pousada, restaurante e natureza;
  • Espaço Cultural Almeida Júnior - construído por barões ituanos, sedia o Museu de Arte Sacra, o Museu e Arquivo Histórico Municipal de Itu, a Biblioteca Municipal, e é também um espaço para exposições e eventos;
  • Estrada-Parque - ladeada pelo Rio Tietê e por uma floresta belíssima é estrada das romarias que rumam a Pirapora do Bom Jesus, no caminho fazendas, campings, usina hidrelétrica e a Gruta da Glória;
  • Fábrica São Luiz - região central, primeira fábrica de tecidos movida a vapor no estado;
  • Fazenda Maeda - pesqueiro, camping e jardim japonês são atrações fixas. A arena da fazenda sedia grandes shows, como o do Festival de música SWU, entre outras festas eletrônicas. Serviu também de palco para a gravação do 3º DVD do cantor sertanejo Luan Santana; Futuramente será palco do maior festival de musica eletrônica de mundo, o Tomorrowland 2015.[7]
  • Kartódromo Arena Brasil Kirin - Anteriormente chamado de Arena Schincariol, é um dos mais conhecidos kartódromo do interior paulista por onde já passaram pilotos famosos como Nelson Piquet e Rubens Barrichello.[8]
  • Igrejas - conhecida como "Roma Brasileira", abriga o melhor do barroco paulista, destacam-se na região central: a Matriz de Nossa Senhora da Candelária, Bom Jesus, Santa Rita, São Benedito, Carmo e Patrocínio;
  • Museu da Energia - fachada em azulejos portugueses, conta história da evolução e distribuição da energia no país;
  • Museu Republicano de Itu - sediou a reunião que efetivou as bases do Partido Republicano Paulista e que deu a Itu o título de "Berço da República";
  • Orelhão e Semáforo - pontos turísticos centrais que deram a fama de "cidade do exagero", onde tudo é grande;
  • Parque do Varvito - monumento geológico formado pela sucessão de camadas durante a era glacial;
  • Praça Padre Miguel e centro histórico - patrimônio cultural do Brasil-Colônia;
  • Regimento Deodoro - unidade militar que abriga a igreja de São Luiz Gonzaga e um pequeno museu do 2º Grupo de Artilharia de Campanha Leve.
  • Reality Show A Fazenda - Itu abriga a sede do reality show "A Fazenda", da Rede Record.
  • Sediará no ano de 2015 a primeira edição no Brasil da Tomorrowland, um dos maiores eventos de música eletrônica do mundo.

Outra fonte do turismo ituano é seu turismo rural e gastronômico.

Uma nova atração turística está sendo preparada: trata-se do Trem Republicano, que fará um passeio turístico entre Itu e Salto.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Segundo Silveira Bueno, "Itu" procede do termo tupi Utu-Guaçu (cachoeira grande). Eduardo de Almeida Navarro diz que o topônimo procede do tupi ytu (cachoeira)[9] .

História[editar | editar código-fonte]

Itu no século XIX, por Almeida Júnior

Bandeirantes receberam, por sesmaria, em 1604, a posse das terras dos campos do Pirapitingui. O marco da fundação da cidade de Itu foi a construção, em 1610, de uma capela devotada a Nossa Senhora da Candelária, no lugar em que hoje fica a Igreja do Bom Jesus. Esta capela foi construída pelo bandeirante Domingos Fernandes e seu genro, Cristóvão Diniz. Adotou-se o dia 2 de fevereiro como data de aniversário de Itu, por coincidir com o dia de Nossa Senhora da Candelária. O povoado se formou em torno desta capela.

Os portugueses estabeleceram-se na região em 1610, sendo que a freguesia foi criada em 1653. No ano de 1653, foi elevada a Freguesia de Santana do Parnaíba. Em 1657, foi elevada à categoria de vila, com direito a possuir uma câmara municipal, iniciando-se, assim, a construção de um novo templo. Durante quase 100 anos (de 1657 a 1750), a Vila de Itu não passou de um pequeno núcleo, com menos de 100 casas, concentradas no pátio da antiga Matriz e numa única rua que ia do pátio até a capelinha do primeiro povoado. Uma boa parte das casas, as do pátio, sobretudo, pertencia a fazendeiros. Quando aumentou a escravatura e a produção das fazendas, seus donos ajudaram a erguer dois conventos na Vila, o de São Francisco (1692) e o do Carmo (1719). Os comerciantes ergueram, em 1726, uma capela, num lugar ainda descampado, a de Santa Rita, inaugurada em 1728. Em 1760, já existiam cerca de 105 casas e mais uma rua, chamada da Palma (atual Rua dos Andradas). Nessa época, Itu se firma como entreposto de comércio na rota entre o sul do país e as regiões mineradoras de Mato Grosso e Goiás. Na vila, as maiorias das casas eram pequenas e habitadas por gente que pouco ou nada possuía.

Alguns anos depois, em 1776, com o crescimento das lavouras da cana de açúcar e do algodão, a Vila cresceu, contando com 180 casas, tendo ainda as mesmas ruas de antes. Quem deu vida à localidade foram os artesãos (sapateiros, ferreiros, carpinteiros, tecelões, costureiras e fiandeiras), os quais ocupavam 119 casas. Os comerciantes interessados na venda de tecido, colchas e cobertores para outras regiões, promoveram o cultivo de algodão, e a produção caseira de tecidos. A partir de 1777, a Vila de Itu cresceu em função dos negócios de exportação de açúcar para a Europa. O número de engenhos de cana e de escravos, vindos da África, se multiplicou.

De 1785 a 1792, foram abertas as ruas que descem paralelas, pelas encostas do espigão, e seus prolongamentos pelo lado da Igreja do Patrocínio inaugurada em 1819. Em 1811, foi criada a Comarca de Itu. Pela Lei Provincial de 5 de fevereiro de 1842, a Vila de Itu foi elevada a cidade. Nessa ocasião, possuía umas 800 casas. Recebeu, em 1822, o título de Fidelíssima do imperador dom Pedro I por sua posição a favor da independência. Em 1842, foi elevada à categoria de cidade. Durante anos, Itu foi considerado o município mais rico da Província de São Paulo, com importante participação na vida política e econômica. A partir de 1850 e durante anos, Itu foi considerada a cidade mais rica da Província de São Paulo, com importante participação na vida política e econômica.

Em 1860, ocorreu uma grande crise no mercado internacional do açúcar. O plantio da cana entrou em decadência, causando, com o tempo, um conflito entre os políticos e os fazendeiros ituanos e o Governo Imperial. Cresceu em Itu o Movimento Republicano que resultou, em 1873, na realização da Primeira Convenção Republicana do país. Início da propaganda republicana, com a criação do Partido Republicano Paulista. Por isso mesmo, Itu é chamada de "Berço da República".

O açúcar foi sendo gradativamente substituído pelo café. Com o aumento da produção cafeeira, os fazendeiros buscaram, na Europa, a vinda de imigrantes para substituir a mão de obra escrava. O tráfico havia sido proibido em 1850 e a escravatura, abolida em 1888. Com a ajuda do governo republicano, proclamado em 1889 vieram para Itu milhares de imigrantes, a maioria italianos. A cidade possuía, nesta época, cerca de 1 800 casas. Em 1918, instalou-se na cidade, no prédio do antigo Colégio São Luiz, um quartel do Exército Brasileiro. Hoje denominado 2º Grupo de Artilharia de Campanha Leve, a unidade militar ostenta o nome histórico de Regimento Deodoro, em homenagem ao Marechal Deodoro da Fonseca, proclamador da República.

O café foi a base da economia do município até 1935, ano da maior produção, decaindo depois, pela concorrência de outras áreas de plantio e pelo esgotamento de suas terras. De 1935 a 1950, Itu quase não cresceu além da área já ocupada. A partir de 1950, novas indústrias vem se instalando na cidade, principalmente as de cerâmicas. Ocorreu grande migração rural em busca de trabalhos nas fábricas. A cidade começou novamente a crescer com a abertura de diversos loteamentos na periferia. Itu já não tinha a mesma importância de antigamente, sendo influenciada pela Capital do Estado, já então uma metrópole. O velho centro é a maior e mais importante herança cultural dos tempos da colônia, e passou a ser transformado em centro histórico e área comercial. Após 1970, com a construção da rodovia Castelo Branco, novas indústrias instalaram-se em Itu, principalmente às margens de suas estradas de acesso.

Educação[editar | editar código-fonte]

O município possui grandes escolas públicas em que estão matriculados alunos de várias cidades da região, em destaque as públicas: ETEC "Martinho de Ciero" (Escola Agrícola de Itu) e o Instituto Borges de Artes e Ofícios que, há anos, leva ensino de qualidade para vários adolescentes, além das escolas particulares de destaque na região.

Itu também conta com faculdades, como o Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, que, há anos, vem crescendo e se expandindo na região e que, atualmente, conta com mais de 70 cursos de graduação, a Faculdade de Tecnologia de Itu, que é a primeira faculdade pública da cidade, a Faculdade de Direito de Itu), Faculdade de Tecnologia César Lattes, além de outras que estão crescendo junto com a cidade.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional de
Itu
Ano População
1980 74 203
1991 107 314
2000 135 366
2010 154 200
Sinaleiro gigante no centro de Itu. A cidade é conhecida pelos exageros.
Museu de Energia no Eixo Histórico de Itu.
Orelhão gigante no praça central de Itu. A cidade é conhecida pelos exageros.
  • Clima: subtropical, A temperatura anual é de 20 graus centígrados. O verão é quente e chuvoso. O inverno é frio e seco.
  • Relevo: Localizado entre o planalto cristalino e o sedimentar. Relevo de colina suave e nas regiões limítrofes algumas altitudes.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em 2011 a população do município era de 155 589 habitantes, sendo o 46° mais populoso do estado e apresentando uma densidade populacional de 243,12 pessoas por quilômetro quadrado. Em relação ao Censo brasileiro de 2000, Itu teve um crescimento populacional de 13,9 por cento. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o município possui 112 535 eleitores.

Abaixo segue os dados demográficos de Itu

População total em 2011: 156 983

  • Urbana: 144 336 (93,6%)
  • Rural: 9 864 (6,4%)
    • Homens: 76 243
    • Mulheres: 77 957

(Fonte: IPEADATA)

Religião[editar | editar código-fonte]

Segundo o Censo de 2010, as principais religiões presentes em Itu são as seguintes:

Religião Porcentagem Número
Católicos 68,35% 105.354
Protestantes 20,86% 32.159
Sem religião 5,34% 8.225
Espíritas 2,13% 3.287
Budistas 0,06% 91
Umbandistas 0,10% 153
Judeus 0,12% 185

Fonte: IBGE - Censo Demográfico 2010[10]

Igreja Católica

Pertencendo à Diocese de Jundiaí, Itu conta com as seguintes paróquias:[11]

  • Paróquia Nossa Senhora Aparecida
  • Paróquia Nossa Senhora da Candelária
  • Paróquia Sagrada Família
  • Paróquia São Camilo de Lellis
  • Paróquia São Cristóvão
  • Paróquia São João Batista
  • Paróquia São José
  • Paróquia São Judas Tadeu
  • Paróquia São Luís Gonzaga
  • Paróquia Senhor do Horto e São Lázaro

Etnias[editar | editar código-fonte]

Cor/Raça Porcentagem
Branca 70,15%
Parda 24,60%
Negra 4,47%
Amarela 0,55%
Indígena 0,07%
Sem declaração 0,16%

Fonte: IBGE - Censo Demográfico 2010[12]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

A cidade é uma das Principais do Estado em Logística por estar bem localizada entre as principais rodovias do Estado de São Paulo, a cidade caminha para ter em 2011 duplicadas suas últimas duas rodovias que faltavam SP-79 (Rodovia Waldomiro Correa de Camargo - Itu/Sorocaba) e SP-71(Rodovia Convenção de Itu - Itu/Salto).

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Transporte público[editar | editar código-fonte]

A cidade de Itu é servida por uma rede de linhas de ônibus urbanos, operadas por duas empresas : Avante e Viação Itu (VITU), ambas controladas pelo Grupo Sambaíba de São Paulo, além das linhas Suburbanas.

A Rodoviária de Itu localiza-se no centro da cidade e é servida por linhas que ligam a cidade a São Paulo, Jundiaí, Piracicaba, Indaiatuba, Itapetininga e Campinas, entre outras cidades. Ônibus com destino ao Nordeste e ao Paraná também param na estação rodoviária de Itu. Em seu terminal, partem linhas suburbanas das seguintes empresas: VB Transportes e Turismo (Salto, Porto Feliz e Boituva), Rápido Campinas(Sorocaba e Mairinque - bairro Dona Catarina) e VITU (Pirapora de Bom Jesus).

Frota de Veículos[editar | editar código-fonte]

  • Automóvel: 42 270
  • Caminhão: 2 329
  • Caminhão Trator: 448
  • Caminhonete: 3 467
  • Motocicleta: 11 727
  • Ônibus: 438
  • Micro-ônibus: 228
  • Utilitário: 136
  • Outros: 6 319
  • Total: 67 362

Ferrovia[editar | editar código-fonte]

A ferrovia chegou a Itu no ano de 1873, quando a estação local foi inaugurada. Nela, paravam os trens que ligavam Mairinque a Campinas, que também atendiam às cidades de Salto e Indaiatuba. Com a inauguração de uma nova via férrea entre Mairinque (bairro do Pantojo) e Campinas (bairro do Boa Vista) em 1987, a estação e a ferrovia que cortava o centro de Itu foram desativadas e os trilhos, retirados. Hoje, a estação pertence à prefeitura local.

Há um projeto de entrar em funcionamento uma linha ferroviária chamada Trem Republicano, que levará turistas por um passeio entre Itu e Salto.

Aeroporto[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com um aeroclube, com pista para pequenas aeronaves. O Aeródromo Municipal "Alberto Bazaia" ou Aeroclube de Itu, foi criado em 1939, e hoje está instalado no km 22,5 da Rodovia SP-75 (Rodovia do Açúcar).

O Aeroporto Internacional de Viracopos em Campinas, está a 52km de Itu, sendo acessado pela rodovia SP-75.

Comércio[editar | editar código-fonte]

A cidade tem um bom centro comercial, principalmente na Rua Floriano Peixoto, uma das principais ruas da cidade com lojas, bancos, lanchonetes e restaurantes em toda sua extensão e conta também com a Rua Santa Rita que também concentra bastante lojas e entre essas duas ruas estão outras bem movimentadas que cortam as duas ruas que são paralelas.

Além do Centro, o bairro Vila Nova habita bastante lojas e bancos e está em constante crescimento junto com outros bairros da cidade (São Luiz, Rancho Grande e Cidade Nova) e com o loteamento particular denominado "Itu Novo Centro", que está sendo preparado para ser realmente um novo centro para a cidade, já que o atual não está mais suportando o crescimento.

A cidade tem um grande shopping referência na região, o Plaza Shopping Itu, que tem mais de 150 lojas e praça de alimentação com bastante variedade de restaurantes famosos de Fast-Food.

Outro centro de compras é o Road Shopping. Situado na Rodovia Presidente Castelo Branco (SP-280) no km 72, o shopping conta com mais de 60 lojas, além de um Drive-thru de Fast-Food no estacionamento, que conta com mais de 600 vagas, e Arena de eventos e área de lazer.

A cidade conta ainda com grandes supermercados e hipermercados, entre eles: Extra Hipermercados, Carrefour Bairro, Rede Pão de Açúcar Supermercado, Paulistão Supermercados, Tenda Atacado, Dia% e Hipermercado WalMart.

Podemos destacar algumas das grandes indústrias que a cidade possui, bem como: Brasil Kirin (Schincariol), Starret, Kia do Brasil, Colchões APOLOSPUMA, MABE, Emicol Eletroeletrônicos, Foxconn Tecnology Group, Hewlett Packard (HP), CCE/Lenovo do Brasil, além das empresas japonesas: Sumitomo Corporation do Brasil, Aisin Seiki, Nissim Break, Vuteq, Toyota, Kanaflex, entre outras.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

França Chambéry, França [13]

Brasil Salto, Brasil

Esportes[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

Itu é sede do Ituano Futebol Clube, conhecido como "Galo de Itu", que foi fundado em 24 de maio de 1947 por empresários da Estrada de Ferro Sorocabana. Suas maiores conquistas são os títulos paulistas de 2002 e de 2014 e o Campeonato Brasileiro de Futebol de 2003 - Série C.

O Galo do Itu manda seus jogos no Estádio Municipal Doutor Novelli Júnior, inaugurado em 1947 foi reformado em 2010. Após obras de ampliação e modernização que duraram oito meses no ano de 2010, a capacidade do estádio, inaugurado em 1947, foi ampliada de 15 mil para 19 mil lugares com cadeiras. As arquibancadas centrais receberam 12 novos degraus. As cadeiras cobertas também foram ampliadas para as laterais. Os túneis de acesso ao gramado utilizado pelos times e árbitros foram aterrados. Os atletas e a arbitragem entrarão pelo meio do campo, no nível do gramado. Os vestiários foram ampliados, inclusive o dos visitantes. Foram construídas duas salas de imprensa, uma em cada vestiário. O setor dos cinegrafistas foi ampliado para receber com melhores condições de trabalho. A tribuna de imprensa dobrou a capacidade com o fim das cabines exclusivas. A iluminação foi quase que triplicada. São quatro novas torres com 42 refletores cada, proporcionando uma iluminação de 1 300 lux.

Administração[editar | editar código-fonte]

Prefeitura[editar | editar código-fonte]

Câmara de Vereadores[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Unidade Territorial: 3512 - Macro Metropolitana Paulista - SP. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2013). Página visitada em 24 de junho de 2014.
  2. Unidade Territorial: 35046 - Sorocaba - SP. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2013). Página visitada em 24 de junho de 2014.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Estimativa Populacional 2011. Estimativa Populacional 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Página visitada em 06 de setembro de 2011.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 01 de agosto de 2013.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  7. G1. Tomorrowland 2015 será realizado em Itu, SP. Página visitada em 20 de julho de 2014.
  8. Site Oficial. História Arena Brasil Kirin. Página visitada em 20 de julho de 2014.
  9. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. p. 79.
  10. http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl.asp?c=2103&i=P&nome=on&qtu8=137&qtu14=3&notarodape=on&tab=2103&opn8=0&opn14=0&unit=0&pov=3&opc1=1&poc2=1&poc133=2&OpcTipoNivt=1&opn1=0&nivt=0&poc1=1&sec58=0&orp=7&qtu3=27&qtu13=47&opv=2&sec1=0&opc2=1&opc133=2&pop=1&opn2=0&opn15=0&orv=2&orc2=4&opc58=1&orc133=6&qtu2=5&qtu15=4&sev=1000093&sec2=0&sec133=0&opp=1&opn3=0&qtu6=5565&opn13=0&orc1=3&poc58=1&qtu1=1&opn9=0&cabec=on&orc58=5&opn7=0&decm=99&ascendente=on&sep=38558&orn=1&qtu7=36&pon=1&qtu9=558&opn6=3&digt6=Itu&OpcCara=44&proc=1
  11. http://www.dj.org.br/paroquias/itu/
  12. http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl.asp?c=2093&i=P&nome=on&qtu8=137&qtu14=3&notarodape=on&tab=2093&opn8=0&opn14=0&unit=0&pov=1&poc2=1&opc1=1&OpcTipoNivt=1&opn1=0&nivt=0&orc86=3&poc1=1&sec58=0&orp=7&qtu3=27&qtu13=47&opv=1&poc86=2&opc2=1&sec1=0&pop=1&opn2=0&opn15=0&orv=2&orc2=4&opc58=1&qtu2=5&qtu15=4&sev=1000093&opc86=2&sec2=0&opp=1&opn3=0&qtu6=5565&opn13=0&sec86=0&ascendente=on&sep=36961&orn=1&qtu7=36&orc1=5&poc58=1&qtu1=1&opn9=0&cabec=on&orc58=6&opn7=0&decm=99&pon=1&qtu9=558&opn6=3&digt6=Itu&OpcCara=44&proc=1
  13. Jornal da Paulista. Itu-Chambéry serão cidades-irmãs. Página visitada em 08 de abril de 2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]