Cavalo de Aço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Cavalo de Aço
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 50 min.
Criador(es) Walter Negrão
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Walter Avancini
David Grimberg
Daniel Filho
Elenco Tarcísio Meira
Glória Menezes
Ziembinski
Betty Faria
(Ver mais)
Tema de abertura "Cavalo de Aço" - Guto e Coral Som Livre
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Transmissão original 24 de janeiro de 1973 - 21 de agosto de 1973
N.º de episódios 179 Episódios
Cronologia
Último
Último
Selva de Pedra
O Semideus
Próximo
Próximo

Cavalo de Aço foi uma telenovela brasileira que foi produzida e exibida pela Rede Globo entre 24 de janeiro a 21 de agosto de 1973, às 20 horas, tendo 180 capítulos. Foi escrita por Walter Negrão e dirigida por Walter Avancini e David Grimberg, com supervisão de Daniel Filho. Foi produzida em preto-e-branco.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Rodrigo Soares está de volta à cidade fictícia de Vila da Prata, interior do Paraná, disposto a vingar o extermínio de sua família ocorrido em sua infância. O responsável pelo massacre é o inescrupuloso Max, um latifundiário que controla com a comercialização da madeira, que é a principal atividade econômica da região. O objetivo de Rodrigo é único: vingar a morte dos pais e recuperar tudo deles que havia sido roubados por Max, que lhe pertence por direito. Ele irá liderar uma rebelião contra o latifundiário, e contara com a ajuda de seus amigos - Santo, Brucutu, Professor e Sabá - que apóiam em sua luta. Em meio à disputa, Rodrigo se vê envolvido, ao mesmo tempo, com Miranda, uma fazendeira rude, e Joana, a filha mimada de Max, e ele acabara se dividindo entre o amor das duas.

Entretanto a história do meio para o fim tem outro entrecho: Max é assassinado, e a identidade do autor é desconhecida. Depois de muitas pistas falsas foi descoberto que o assassino era Lenita, num crime por vingança em relação à problemas familiares.

Elenco[editar | editar código-fonte]

O incêndio na Rede Globo[editar | editar código-fonte]

1976, houve um incêndio na sede da Rede Globo - no Rio de Janeiro - onde foram perdidas as fitas que continham as primeiras exibições do programa Fantástico e do jornalistico Jornal Nacional, além de vários capítulos e cenas de telenovelas. Por causa desse incêndio, todos os capítulos de Cavalo de Aço foram perdidas, e o que restou da novela foram apenas as chamadas e algumas fotos dos personagens.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

  1. "Homem de Verdade" - Djalma Dias
  2. "Viva Suarez!" - Cláudio Ornelas
  3. "Marcas" - Quarteto Uai
  4. "Um Sol na Noite" - Eustáquio Sena
  5. "O Filho de Deus" - Orquestra Som Livre
  6. "Cavalo de Aço" - Guto e Coral Som Livre
  7. "De Olhos Abertos" - Orquestra e Coro Som Livre
  8. "Pé na Estrada" - Quarteto Uai
  9. "Idade: 17" - Evinha e Trio Esperança
  10. "Contratempo" - Guto Graça Mello
  11. "Na Tarde" - Quarteto Uai
  12. "Um Só Corpo" - Márcio Lott

Internacional[editar | editar código-fonte]

  1. "Don't Mess With Mr. "T"" - Marvin Gaye
  2. "Superman" - Excelsior
  3. "Why Can't We Live Together" - Timmy Thomas
  4. "Daddy Could Swear, I Declare" - Gladys Knight & the Pips
  5. "Last Tango In Paris" - Jean Pierre Sebastian
  6. "This Is a Love Train" - Joe Jackson
  7. "Tarcisiu's Theme" - Free Sound Orchestra
  8. "Don't Say Goodbye" - Chrystian
  9. "Superstition" - Stevie Wonder
  10. "Iron Horse" - Excelsior
  11. ""T" Plays It Cool" - Marvin Gaye
  12. "Together" - Think Tank
  13. "The Snake" - El Chicles
  14. "Autumn Love Theme" - Free Sound Orchestra

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Única novela de Walter Negrão as 20h.
  • A telenovela possuiu diversas fases: a primeira usava a reforma agrária no subtexto, mas foi logo descartada pela censura; depois foi transformada em uma história de amor e, com o aval do governo, desenvolveu uma campanha antitóxicos; e, por fim, o governo decidiu simplesmente censurar o assunto, mesmo sendo positiva a campanha contra as drogas.
  • Devido a isso, a única solução para a telenovela foi a morte do vilão, criando-se então todo um suspense policial.
  • Os sapatos de sola de borracha, marca registrada de Rodrigo (Tarcísio Meira), cairam na moda, conhecidos como "sapatos cavalo de aço".
  • A trama teria apenas 100 capítulos devido ao seu fracasso, por isso Walter Negrão aniquilou todas as tramas paralelas, deixando apenas a principal, em que houve o assassinato do vilão. Como a telenovela foi estendida para 170 capítulos, o esquema "quem matou?" continuou, fazendo com que a telenovela finalmente emplacasse depois do capítulo 100.
  • Os personagens principais sempre apareciam em motos, daí vem o título da novela, pois a moto de Rodrigo seria o seu "cavalo de aço".
  • Walter Negrão baseou-se em Cavalo de aço para escrever um de seus sucessos das 18h, Fera Radical, exibida em 1988.
  • O nome da atriz americana Camilla Belle foi dado por sua mãe (brasileira) em homenagem à personagem Camila, interpretada por Renata Sorrah.