Les quatre cents coups

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Les Quatre Cents Coups
Os Quatrocentos Golpes (PT)
Os Incompreendidos (BR)
 França
1959 • p&b • 99 min 
Direção François Truffaut
Produção François Truffaut
Roteiro François Truffaut
Marcel Moussy
Elenco Jean-Pierre Léaud
Claire Maurier
Albert Rémy
Patrick Auffay
Gênero drama
Idioma francês
Música Jean Constantin
Direção de arte Raymond Lemoigne
Direção de fotografia Henri Decaë
Edição Marie-Josèphe Yoyotte
Distribuição Cocinor
Página no IMDb (em inglês)

Les quatre cents coups (Os incompreendidos (título no Brasil) ou Os quatrocentos golpes (título em Portugal)) é um filme francês de 1959, do gênero drama, dirigido por François Truffaut.

O nome do filme em francês é uma expressão popular equivalente a "pintar o sete" em português. A obra foi financiada com ajuda do sogro de Truffaut, que produziu uma história quase autobiográfica, inspirada em suas próprias experiências entre o final da infância e o início da adolescência. Seu personagem principal (Antoine Doinel, vivido por Jean-Pierre Léaud) é tido como alter-ego do diretor, e Les 400 Coups é o primeiro dos cinco filmes com o personagem, retomado em outras fases da vida nos filmes L'amour à vingt ans (1962), Baisers volés (1968), Domicile conjugal (1970) e L'amour en fuite (1979).

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme narra a história do jovem parisiense Antoine Doinel, um garoto de 14 anos que se rebela contra o autoritarismo na escola e o desprezo de sua mãe e de padrasto (Gilberte e Julien Doinel). Rejeitado, Antoine passa a faltar as aulas para frequentar cinemas ou brincar com os amigos, principalmente René. Com o passar do tempo, vivenciará algumas descobertas e cometerá pequenos delitos em busca de atenção até ser aprisionado em um reformatório, levado pelos próprios pais.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Festival de Cannes (1959)

  • Vencedor do prêmio de melhor direção
  • Indicado na categoria melhor filme (Palma de Ouro)

Oscar (1960)

  • Indicado na categoria melhor roteiro

BAFTA (1961)

  • Indicado na categoria melhor filme
  • Indicado na categoria ator revelação (Jean-Pierre Léaud)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]