Let's Make Love

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Let's Make Love
Vamo-nos amar (PT)
Adorável Pecadora (BR)
 Estados Unidos
1960 • cor • 119 min 
Direção George Cukor
Produção Jerry Wald
Roteiro Norman Krasna
Hal Kanter (material adicional)
Arthur Miller (não creditado)
Elenco Marilyn Monroe
Yves Montand
Tony Randall
Frankie Vaughan
Wilfrid Hyde-White
Gênero comédia romântica
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Let's Make Love (br: Adorável Pecadora, pt: Vamo-nos amar) é um filme estadunidense de 1960 dos gêneros comédia romântica e musical dirigido por George Cukor e estrelado por Marilyn Monroe e Yves Montand. A estrela vinha de vários sucessos de crítica e público como Bus Stop (1956), The Prince and the Showgirl (1957) e Some Like It Hot (1959) mas nessa produção que ela fez por pressão da Twentieth Century Fox que a mantinha em contrato, o retorno financeiro não foi tão bom (renda de apenas 4 milhões e meio de dólares). As filmagens foram ainda complicadas pelo caso romântico de Marilyn com Montand, sendo que na época estavam casados respectivamente com o dramaturgo Arthur Miller (que reviu o roteiro, dando maior destaque a esposa) e a atriz Simone Signoret.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história gira em torno do bilionário solteirão francês radicado nos Estados Unidos Jean-Marc Clement que é informado que vai ser ridicularizado pela sua fama de mulherengo em uma peça off-Broadway (sósias o interpretarão em um número musical satírico assim como também Maria Callas e Elvis Presley), pelo seu relações públicas Coffman. Ao chegar ao teatro onde ocorre o ensaio, ele vê a sensual Amanda Dell dançando e cantando a música "My Heart Belongs to Daddy" e se apaixona desesperadamente por ela. Antes de se identificar como Clement, porém, um organizador o confunde com um dos candidatos ao papel dele e o bilionário acaba entrando na peça com o nome de Alexander Dumas, com o objetivo de conquistar o coração de Amanda sem que seja pelo seu dinheiro e sim pelo o que ele é. Mas Clement tem a investida fracassada pois Amanda parece estar muito interessada no protagonista da peça, o jovem Tony Danton (na verdade ela o protege pois o rapaz é ex-alcoólico). Achando que deverá agir como o rival para conquistá-la ele resolve que seu papel tenha mais destaque e usa seu dinheiro para isso: compra uma piada de um escritor famoso (Charlie Lamont), contrata Milton Berle para lhe ensinar alguns números cômicos, Bing Crosby para cantar e Gene Kelly para dançar. Como isso também não parece suficiente ele faz com que George, seu braço direito nos negócios, se torne o maior investidor e adquira o controle da produção.

Indicações[editar | editar código-fonte]

  • Oscar
    • Melhor trilha musical: Lionel Newman e Earle H. Hagen
  • BAFTA
    • Melhor Filme - George Cukor
    • Melhor ator estrangeiro - Yves Montand
  • Golden Globe
    • Melhor musical/comédia.
Filmografia principal de Marilyn Monroe
The Asphalt Jungle (1950) | All About Eve (1950) | Niagara (1953) | Gentlemen Prefer Blondes (1953) | How to Marry a Millionaire (1953) | River of No Return (1954)  | The Seven Year Itch (1955)  | Bus Stop (1956) | The Prince and the Showgirl (1957) | Some Like it Hot (1959) | Let's Make Love (1960) | The Misfits (1961