Margarida de Valois, Duquesa de Berry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

,

Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Margarida de Valois
Duquesa de Berry
Duquesa de Saboia
Cônjuge Emanuel Felisberto de Saboia
Descendência
Carlos Emanuel I de Saboia
Casa Casa de Valois-Angoulême (por nascimento)
Casa de Saboia (por casamento)
Pai Francisco I de França
Mãe Cláudia de França
Nascimento 5 de junho de 1523
Castelo de Saint-Germain-en-Laye, França
Morte 15 de setembro de 1574
Turim, Itália
Enterro Sacra di San Michele[1] , Vale de Susa, Itália

Margarida de Valois (Saint-Germain-en-Laye, 5 de junho de 1523 - Turim, 15 de setembro de 1574) foi a filha mais nova do rei Francisco I da França e de Cláudia da França, filha do rei Luís XII e de Ana da Bretanha.

Em 29 de abril de 1550, recebeu o título de duquesa de Berry, outrora de sua tia homônima, a rainha de Navarra, falecida no ano anterior.

Margarida, casou-se com Emanuel Felisberto de Saboia, em 9 de julho de 1559, como resultado do acordo de Cateau-Cambrésis, pelo qual o duque recuperava Saboia, exceto Saluzzo, da França. Margarida então contava com 36 anos de idade, enquanto que o noivo, cinco anos mais novo, tinha 31. Seu casamento, junto com o de sua sobrinha Isabel de Valois com Filipe II da Espanha, foi celebrado com festivais magníficos supervisionados por Catarina de Médici, rainha da França, pouco depois do acidente trágico no qual seu esposo, Henrique II, foi mortalmente ferido durante um grande torneio realizado para celebrar o duplo matrimônio. Margarida e Emanuel Felisberto tiveram apenas um único filho, Carlos Emanuel, que, em 1580, sucedeu seu pai como duque de Saboia.

Assim como sua tia e sua sobrinha, a futura rainha Margot, Margarida era uma erudita. Ela deu o maior impulso, na corte de seu irmão Henrique II, aos primeiros esforços de La Pléiade (grupo de poetas da Renascença Francesa cujos principais membros eram Pierre de Ronsard, Joachim du Ballay e Jean-Atoine de Baif), e continuou seu patrocínio da literatura na corte saboiana, em Turim. O poeta Marcantonio Flaminio, por exemplo, parabeniza a si mesmo em latim por ela cantar seus poemas. Um manuscrito iluminurado de um Livro das Horas (Horae Beatae Virginis Mariae, secundum usum Romanum cum calendario) foi dedicado a ela.

Margarida faleceu aos 51 anos, e seu corpo foi sepultado na Catedral de Turim.

Precedida por:
Margarida de Angoulême
Duquesa de Berry
29 de abril de 1550 - 14 de setembro de 1574
Sucedida por:
Hércules Francisco de Valois
Precedida por:
Beatriz de Portugal
Duquesa consorte de Saboia
9 de julho de 1559 - 14 de setembro de 1574
Sucedida por:
Catarina Micaela da Espanha
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Margarida de Valois, Duquesa de Berry

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.