Novi Sad

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Novi Sad - Нови Сад
Lema: Град по мери грађана
("Cidade dos cidadãos")
Governo Prefeito (Gradonačelnik)
Câmara Municipal (Skupština Grada)
Prefeita Maja Gojković
Área 235,6 km²
População
 - total
 - densidade

381.388 (2011)
812/km²
Fundada em
Status de cidade
1694
1748
Latitude
Longitude
45°15'N
19°51'L
Cidades irmãs Dortmund, Norwich, Budva, Heliópolis, Chang Chun
Site oficial
Prefeitura de Novi Sad.

Novi Sad (no alfabeto cirílico, Нови Сад, húngaro Ujvidék, alemão Neusatz, eslovaco Nový Sad) é uma cidade no norte da Sérvia, situada sobre o rio Danúbio. É a capital da província autônoma da Voivodina. Sede da antiga instituição cultural e científica Matica Srpska (Mãe Sérvia), é um grande centro industrial e cultural. O nome Novi Sad significa "Novo Jardim" em sérvio.

A população do núcleo urbano é de 299 294 habitantes, e mais 381 388 vivem na área metropolitana segundo o censo de 2010. Estimativas não-oficiais da população elevam o número de habitantes para 240 ou 250 mil.

A cidade de Novi Sad compreende os núcleos de Novi Sad, Petrovaradin e Sremska Kamenica. A área metropolitana também inclui Futog, Veternik, Bukovac e Ledinci. Há também vários outros núcleos no entorno de Novi Sad, mas que estão fisicamente separados da cidade.

Novi Sad é a segunda maior cidade da Sérvia (depois de Belgrado), e é também o centro administrativo do distrito de Bačka do Sul. Segundo o censo de 2002, a população de Novi Sad era composta por sérvios (75,50%), húngaros (5,24%), iugoslavos (3,17%), eslovacos (2,41%), croatas (2,09%), montenegrinos (1,68%) e outros.

História[editar | editar código-fonte]

Já na Idade da Pedra (cerca de 4.500 a.C.) havia assentamentos humanos no território da atual Novi Sad. Estes estavam situados na margem direita do Danúbio, no território da atual Petrovaradin. Mais tarde, esta região foi conquistada pelos celtas (no século IV a.C.) e posteriormente pelos romanos (século I a.C.). A fortaleza romana chamada Cusum foi construída neste território no século I d.C.. A fortaleza foi incorporada à Panônia romana. Os hunos devastaram Cusum no século V.

Petrovaradin foi mencionada pela primeira vez em documentos históricos de 1237. Desde então, a cidade passou sucessivamente pelo domínio dos húngaros, otomanos e austríacos.

O estabelecimento urbano na margem esquerda do Danúbio foi iniciado em 1694. O primeiro nome deste assentamento foi "Cidade Sérvia" (Ratzen Statt), que em 1748 foi alterado para Novi Sad. No mesmo ano, Novi Sad obteve o status de "cidade real livre".

Durante os séculos XVIII e XIX, Novi Sad foi a maior cidade da Sérvia, bem como o centro cultural da nação sérvia, a qual não tinha estado próprio nessa época, por viver sob domínio do Império Otomano. Por este motivo, Novi Sad ficou conhecida como a "Atenas sérbia".

Durante a revolução de 1848-1849, o exército húngaro devastou a cidade, que perdeu grande parte de sua população. A Sérvia alcançou sua independência da Turquia, mas a região da Voivodina permaneceu integrada à Hungria dentro do Império Austro-Húngaro.

As tropas sérvias somente libertaram a cidade no final da Primeira Guerra Mundial, em novembro de 1918. O desmembramento do Império Austro-Húngaro que se seguiu possibilitou a incorporação da Voivodina ao Reino da Sérvia e, mais tarde, ao Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos (que posteriormente mudaria de nome para Iugoslávia). Em 1929, Novi Sad se tornou a capital do Banato do Danúbio, uma das novas províncias iugoslavas. Com o início da Segunda Guerra, a Hungria e as potências do Eixo ocuparam a cidade em 1941. Os partizans de Tito libertaram novamente a cidade em 1944 e, desde o ano seguinte, Novi Sad é a capital da região da Voivodina.

A cidade foi violentamente devastada pelos bombardeios da OTAN (liderados pelos EUA sob ordens de Bill Clinton) durante a Guerra do Kosovo em 1999. Novi Sad perdeu as três pontes medievais que tinha sobre o Danúbio, assim como os sistemas de comunicação, água e eletricidade. Áreas residenciais foram bombardeadas com bombas de fragmentação várias vezes, enquanto a refinaria de petróleo local foi bombardeada diariamente, causando uma grave poluição e um amplo dano ambiental.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Novi Sad