Partido Operário Social-Democrata da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.


Partido Operário Social Democrata da Suécia
Sveriges Socialdemokratiska Arbetarparti
Presidente Stefan Löfven
Secretária Carin Jämtin
Fundação 23 de Abril de 1889 (1889-04-23)
Sede Estocolmo
Ideologia Social-democracia
Progressismo
Espectro político Centro-esquerda
Ala Jovem Juventude Social-Democrata Sueca
Membros  (2014) 100.900
Afiliação internacional Aliança Progressista,
Internacional Socialista
Afiliação europeia Partido Socialista Europeu
Grupo no Parlamento Europeu Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas
Parlamento da Suécia
113 / 349
Parlamento Europeu
5 / 20
Cores Vermelho
Site
http://www.socialdemokraterna.se/

O Partido Operário Social-Democrata da Suécia (Sveriges Socialdemokratiska Arbetarparti), vulgarmente designado de Partido Social-Democrata, é um partido político social-democrata da Suécia, fundado em 1889. [1]
A ideologia oficial do partido é a social-democracia e o socialismo democrático, aceitando a economia de mercado com um forte estado regulador, e um significativo setor público garantindo o estado social. [2]
Está afiliado à Internacional Socialista.
Desde 27 de janeiro de 2012, o seu líder é Stefan Löfven.[3]
O partido publica a revista Aktuellt i Politiken.
A sua organização juvenil tem o nome de Juventude Social-Democrata Sueca, vulgarmente designada de SSU. [4]

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições parlamentares de 2014[editar | editar código-fonte]

Com 31% dos votos o Partido Social-Democrata foi o mais votado.
O Presidente do Parlamento da Suécia convidou então o líder do partido - Stefan Löfven - a formar um governo com apoio parlamentar e capacidade de ter um orçamento aprovado nessa assembleia.
Löfven anunciou que pretende formar uma coligação governamental com o Partido Verde, e ter uma colaboração pontual com outros partidos, tendo indicado à esquerda o Partido da Esquerda, e à direita o Partido do Centro e o Partido Liberal.
Igualmente, tenciona manter alguns amplos acordos parlamentares, incluindo mesmo os partidos conservadores Partido Moderado e Partido Democrata-Cristão.[5]

Eleições parlamentares de 2010[editar | editar código-fonte]

O partido recebeu 1 827 497 votos (30,66%, 112 assentos no Parlamento da Suécia).
Apesar de ter sido o partido mais votado, a coligação de centro-esquerda, em que estavam integrados os sociais-democratas, tiveram menos votos do que a coligação de centro-direita.

Eleições europeias de 2009[editar | editar código-fonte]

O partido conseguiu 5 assentos no Parlamento Europeu.

Eleições parlamentares de 2006[editar | editar código-fonte]

Nas eleições parlamentares de 2006 o partido recebeu 1942625 votos (34.99%, 130 assentos no Parlamento da Suécia).

Figuras de destaque[editar | editar código-fonte]

Líderes do partido[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Sveriges socialdemokratiska arbetareparti (em sueco) Enciclopédia Nacional Sueca. Visitado em 29 de setembro de 2014.
  2. Den svenska modellen (em sueco) Socialdemokraterna - Framtidspartiet. Visitado em 29 de setembro de 2014.
  3. http://svt.se/2.22620/1.2691792/tydligt_ja_till_stefan_lofven
  4. Sveriges socialdemokratiska ungdomsförbund (em sueco) Enciclopédia Nacional Sueca. Visitado em 5 de novembro de 2014.
  5. "Esquerda vence eleições legislativas na Suécia". Página acessada em 16 de setembro de 2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]