Pisa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde maio de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Pisa
Pisa - veduta aerea 2.JPG
Bandeira de Pisa
Bandeira
Brasão de armas de Pisa
Brasão de armas
Localização de Pisa
País  Itália
Região Flag of Tuscany.svg Toscana
Província Pisa
Área
 - Total 185 km²
População
 - Total 85 379
    • Densidade 462/km2 
Código Postal 56100
Código ISTAT 050026
Comunas limítrofes Cascina, Collesalvetti (LI), Livorno (LI), San Giuliano Terme
Prefixo telefônico 050
Fiscal G702
Orago padroeiro San Ranieri
Sítio www.comune.pisa.it
A Torre de Pisa, uma das atrações turísticas mais importantes da Itália.

Pisa é uma comuna italiana da região da Toscana, província de Pisa, com cerca de 85 379 habitantes. Estende-se por uma área de 185 km², tendo uma densidade populacional de 462 hab/km². Faz fronteira com Cascina, Collesalvetti (LI), Livorno (LI), San Giuliano Terme.[1] [2] [3] Descobertas arqueológicas recentes revelaram a existência de um grande porto fluvial da época romana no seu subsolo. Nessas descobertas foram encontradas mais de 30 embarcações de vários modelos, algumas delas intactas e ainda com a mercadoria que transportavam, tendo sido recuperados muitos objectos. Tal facto deve-se à conservação possibilitada pelos sedimentos depositados ao longo do tempo pelo Rio Arno.[1] [2] [3] Há 20 séculos o estuário encontrava-se a 4 km do mar o que fazia do Porto das Maravilhas o maior porto romano, só igualado na sua importância pelo porto de Óstia, perto de Roma; actualmente a cidade encontra-se a 17 km do litoral. Acredita-se que a inclinação da famosa Torre de Pisa se deva ao facto de lá ter existido mar ou um estuário maior que o actual. O porto encontra-se sob a estação ferroviária de San Rossore. Diz a tradição que foi no Porto de Pisa que São Pedro desembarcou para pregar o Evangelho, tendo daí seguido para Roma.

História[editar | editar código-fonte]

Uma das Repúblicas Marítimas, Pisa, em 1016, junto com Génova e outros aliados, expulsaram os sarracenos e conquistaram a Córsega e a Sardenha, e adquiriram o controle do mar Tirreno.[1] [2] [3] Um século depois conquistaram as ilhas Baleares.[1] [2] [3]

Pisa, que naquele tempo estava à beira-mar, na foz do rio Arno, alcança o apogeu do seu esplendor entre o século XII e o século XIII , quando os seus navios controlavam o Mediterrâneo ocidental. A rivalidade entre Pisa e Génova intensificou-se no século XIII e culminou na batalha naval da Meloria (1284), a qual marcou o declínio da potência pisana, tendo Pisa renunciado a qualquer pretensão sobre a Córsega e cedido a Gênova parte da Sardenha (1299).

Nesta cidade se reuniu em 1409 um Concílio para tentar regular o Grande Cisma do Ocidente.[1] [2] [3]

Cidades gêmeas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pisa
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Itália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências