Puig (empresa)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Puig
Slogan Passion People Performance
Indústria Moda e perfumes
Fundação 1914
Sede Barcelona,  Espanha
Pessoas-chave Marc Puig, CEO
Empregados 4204
Lucro Aumento 176 Milhões (2013)
Faturamento Aumento 1499 Milhões (2013)
Página oficial www.puig.com

Puig é uma companhia multinacional barcelonesa que desenvolve sua atividade nos setores da moda e dos perfumes. A empresa foi fundada no ano 1914 por Antonio Puig Castelló em Barcelona, Catalunha (Espanha). Atualmente a empresa continua sendo administrada pela família Puig.

Puig comercializa seus produtos em 140 países e tem presença direta em 21 deles, empregando 4204 pessoas em todo o mundo. O seu volume de negócios no ano 2013 atingiu os 1499 milhões de euros em rendimentos netos e os 176 milhões de euros em benefícios netos.[1] [2] [3] [4]

Tanto no setor da moda como no das fragrâncias, Puig opera baixo as marcas Nina Ricci, Carolina Herrera e Paco Rabanne. Além disso, no setor da moda é o acionista majoritário de Jean Paul Gaultier.[5] . Na área dos perfumes opera também baixo a licença das marcas Comme des Garçons, Prada e Valentino, entre outras.[6]

História da companhia[editar | editar código-fonte]

Fundação e primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Antiga sede de Puig, na Travessera de Gràcia, em Barcelona.

As origens da empresa datam de 1914 quando Antonio Puig Castelló fundou a companhia. Naquele momento a empresa adotou o nome do seu fundador, chamando-se Antonio Puig S.A.. Desde então, a companhia orientou seus negócios aos setores dos cosméticos e dos perfumes.[7]

No ano 1992 a empresa comercializou “Milady”, o primeiro batom fabricado na Espanha.[8]

Na década de 1940 a empresa começou comercializar a fragrância Água Lavanda Puig,[9] que tornaria num dos produtos emblema da companhia.[10] Durante esses mesmos anos, o fundador Antonio Puig decidiu deslocar a fábrica e os escritórios para um prédio situado na rua Travesera de Gracia, no bairro de Gracia de Barcelona.[11]

Nos anos seguintes, os quatro filhos do fundador incorporaram-se à companhia. Embora a transição ocorresse de forma gradual, finalmente Antonio Puig delegou nos seus filhos a tomada de decisões: Antonio e Mariano focalizariam na perfumaria, José María dedicou-se à diversificação e Enrique às relações institucionais.[8]

Expansão internacional[editar | editar código-fonte]

No ano 1959 começou sua expansão internacional quando construiu uma fábrica nova no Polígono Industrial Besòs, em Barcelona. Por outro lado também criou a primeira delegação fora da Espanha, nos Estados Unidos.[12]

Em 1968 abriu outra filial em Paris, e foi então quando Puig incorporou à companhia a marca do desenhista espanhol Paco Rabanne. Graças a essa colaboração, em 1969, o perfume Calandre começou-se comercializar.[13] . No ano 1976 a companhia construiu uma fábrica de perfumaria em Chartres, França.[14] . Em 1987 Puig adquiriu de forma definitiva a casa de moda de Paco Rabanne.[15]

Um dos marcos mais determinantes na expansão internacional foi o acordo alcançado nos anos 1980 com a desenhista venezuelana Carolina Herrera, em Nova York para criar e comercializar todas suas fragrâncias. Anos mais tarde, em 1955, foi incorporada também a seção de negócio de moda de Carolina Herrera.[8]

Mudança de nome: Puig Beauty & Fashion Group[editar | editar código-fonte]

Marc Puig, presidente executivo da companhia.

Em 1997 Puig alcançou um acordo com Antonio Banderas para a criação e comercialização da marca Antonio Banderas Fragances. No ano próximo a companhia adquiriu a marca de Nina Ricci, continuando sua política de aquisição de marcas de prestígio.[8] Como conseqüência do crescimento do negócio, em 1999 a família Puig refundiu a empresa, nomeando-a com o nome de Puig Beauty & Fashion Group. Ao redor de sua estrutura albergava três líneas de negócio: moda, cosmética e perfumes.

Continuando com essa política de expansão, Puig adquiriu as companhias espanholas Perfumería Gal e Myrurgia.[16] [17] Essas operações afiançaram a liderança de Puig no mercado espanhol. Também graças a essas aquisições, integraram-se em Puig as marcas Adolfo Dominguez, Massimo Dutti e Heno de Pravia, alem de outras.[18] [8]

Em 2002 começou a fazer parte da companhia de moda francesa “Comme dês Garçons” e um ano depois adquiriu a sociedade que administrava os perfumes da italiana Prada. Todas duas firmas se tronaram parte do catálogo de perfumes da companhia.[19] [20]

Nos anos 2000 a companhia experimentou mudanças na direção, tornando-se Marc Puig membro da terça geração da família, no Diretor Geral[21] e finalmente, em 2007, Presidente Executivo. Manuel Puig quedou como vice-presidente.[22] Com a nova direção, no ano 2008 Puig alcançou um acordo com a cantante colombiana Shakira para o desenvolvimento de seus perfumes.[23]

Puig atualmente[editar | editar código-fonte]

Torre Puig, na Praça de Europa de Hospitalet de Llobregat.

Em 2009 Puig Beauty & Fashion Group mudou seu nome comercial pela segunda vez, tornando-se conhecida simplesmente como Puig.[24]

As últimas firmas aderidas à estrutura Puig foram as do designer italiano Valentino (ano 2010)[25] e as do designer francês Jean Paul Gaultier. Neste último caso, Puig virou o acionista majoritário, quando comprou o 45% ao grupo francês Hermès e o 10% ao mesmo Jean-Paul Gaultier, conservando este a direção artística.[26] Durante 2013, Puig transferiu a sua sede corporativa em França para a conhecida Avenida dos Campos Elíseos em Paris.[27]

Em 2014, a empresa comemora o centenário da sua fundação inaugurando uma nova sede, situada na Praça de Europa de Hospitalet de Llobregat, chamada Torre Puig. A Torre é uma obra do arquiteto Rafael Moneo, vencedor do Prémio Pritzker, e de GCA Arquitectos. Foi inaugurada pelos Príncipes de Astúrias. A Torre obteve o certificado Leed Oro, que reconhece a qualidade ambiental dos edifícios. Na entrada do edifício figura uma estátua, obra de Joan Miró, cedida durante dois anos pela Fundación Joan Miró.[28] [29] [30] [31]

Dados[editar | editar código-fonte]

Puig atualmente tem cinco plantas de produção, localizadas quatro na Europa e outra no México, que têm uma produção anual de 331 milhões de unidades de perfume. Graças a essa produção alcançou em 2012 uma quota a nível mundial do 7,6% no negócio da perfumaria. Cinco anos antes, essa cifra era do 3,5%, o que quer dizer que capturou um 35% do crescimento mundial no período 2010-2012.[1]

Puig comercializa seus produtos em 140 países e tem presença direta em 21 deles, empregando 4204 pessoas em todo o mundo. O seu volume de negócios no ano 2012 atingiu os 1499 milhões de euros em rendimentos netos e os 176 milhões de euros de benefícios netos.[1] [2] [3]

Ligação ao mundo da vela[editar | editar código-fonte]

Uma das embarcações clássicas na regata Puig Vela Clássica 2010.

A família Puig sempre esteve fortemente ligada ao mundo da vela, especialmente na figura do desaparecido Enrique Puig, conselheiro da companhia, presidente do Club Náutico e do Real Clube Náutico de Barcelona. A companhia foi a principal patrocinadora da Copa do Rei de Vela desde 1984 até 2006.[32]

Puig foi o armador e o patrocinador do veleiro «Azur de Puig», embarcação participante nos eventos náuticos mais importantes a nível internacional. Uma das tripulantes habituais do veleiro era a Infanta Cristina, filha mais nova do rei Juan Carlos I.[33]

Desde 2008, em parceria com o Real Clube Náutico de Barcelona, a companhia promove e patrocina a regata <<Puig Vela Clássica>> que tem lugar cada ano no durante o mês de Julio em águas de Barcelona.[34] A regata é reservada para as embarcações clássicas e tradicionais, sendo esta característica a particularidade principal dela. Esta regata é uma das mais importantes para veleiros clássicos dentre todas as que têm lugar a nível mundial.[35]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Puig (empresa)

Referências

  1. a b c El benefici net del grup Puig creix un 57% Economiadigital. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  2. a b Puig mejora su beneficio un 19% y supera los 1.300 millones en ventas Expansión. Página visitada em 29 de abril de 2012.
  3. a b Puig crece un 11% gracias a su apuesta por los mercados internacionales Revista VPC. Página visitada em 9-5-2013.
  4. [url=http://noticiasbancarias.com/general/07/04/2014/puig-aumenta-su-beneficio-un-2-en-2013/59258.html Puig aumenta su beneficio un 2% en 2013] Noticias Bancarias. Página visitada em 9-5-2013.
  5. El grup Puig compra Jean Paul Gaultier per 30 milions d'euros El Punt-Avui. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  6. Puig ModaMarcas. Página visitada em 29 de abril de 2012.
  7. De Barcelona al mundo Emprendedores. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  8. a b c d e Puig, Un imperio español de moda que comenzó con un pintalabios Modaes. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  9. Colonias con historia Telva. Página visitada em 27 de abril de 2012.
  10. Clásicos que compartirás con tu madre y tu abuela Soitu.es. Página visitada em 27 de abril de 2012.
  11. Puig se trasladará a un edificio de CatalunyaCaixa diseñado por Moneo Expansión. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  12. Puig desfila en Roma con Valentino Expansión. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  13. La Vanguardia, 9 de octubre de 2011, suplemento Diners, página 14
  14. Ser multinacional en España cuesta mucho, porque el mercado doméstico es muy pequeño La Vanguardia. Página visitada em 9 de maio de 2012.
  15. Paco Rabanne, Premio Nacional de Moda El Periódico. Página visitada em 29 de enero de 2013.
  16. Antonio Puig entra en el capital de Perfumería Gal desbancando a Palmolive El País. Página visitada em 29 de abril de 2012.
  17. Puig compra la empresa de colonias Myrurgia a la familia Monegal El País. Página visitada em 29 de abril de 2012.
  18. Puig es el segundo mayor accionista de Adolfo Domínguez al comprar Myrurgia La Voz de Galicia. Página visitada em 29 de abril de 2012.
  19. La firma Comme Des Garçons, nuevo fichaje de Puig ¡Hola!. Página visitada em 29 de abril de 2012.
  20. Puig invierte 20 millones en Prada Economía digital. Página visitada em 29 de abril de 2012.
  21. La nueva fragancia de los jóvenes Puig El País. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  22. Marc Puig releva a Javier Cano, primer presidente no familiar de Puig El Economista. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  23. Shakira y Puig crean una nueva línea de productos de belleza Ideal. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  24. Puig pierde sus apellidos Alimarket. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  25. Puig negocia con Permira la compra de Valentino La Vanguardia. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  26. Puig toma el control de la marca Jean-Paul Gaultier La Vanguardia. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  27. Puig traslada su sede corporativa en Francia a los Campos Elíseos de París ABC. Página visitada em 26 de abril de 2014.
  28. Puig cumple 100 años inaugurando su sede corporativa en la Plaza Europa El Far.
  29. Los Príncipes y Artur Mas coinciden en la inauguración de la nueva sede de Puig La Vanguardia.
  30. Los Príncipes inauguran la nueva sede de Puig en el centenario de la firma Europa Press.
  31. COMUNICADO: Sus Altezas Reales Los Príncipes de Asturias y Girona inauguran la nueva sede corporativa de Puig Europa Press.
  32. Enrique Puig, la unión del perfume y el deporte El Mundo. Página visitada em 9 de maio de 2012.
  33. Doña Cristina se incorporó al «Azur de Puig» la última jornada ABC. Página visitada em 9 de maio de 2012.
  34. Trias presenta la IV Puig Vela Clàssica La Vanguardia. Página visitada em 9 de maio de 2012.
  35. Cincuenta veleros participarán en la regata de Vela Clásica de Barcelona La Vanguardia. Página visitada em 9 de maio de 2012.