Standard Oil Company

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Standard Oil Co. Inc.
Standard Oil Company logo c. 1911
Tipo Cleveland, Ohio Corporação (1870–1882)
Business Trust (1882–1892)
New Jersey Holding Company (1899–1911)[1]
Indústria Petróleo e Gás natural
Fundação 1870
Encerramento 1911
Locais Cleveland, Ohio (1870–1885)
New York City, New York (1885–1911)[2]
Pessoas-chave John D. Rockefeller, Fundador & Chairman
Stephen V. Harkness, investidor inicial
Henry M. Flagler, Executivo Sênior
John D. Archbold, Vice Presidente
William Rockefeller, Executivo Sênior & Representante em New York
Samuel Andrews, Químico & 1º Chefe de Operação de Refinaria
Charles Pratt, Executivo Sênior
Henry H. Rogers, Executivo Sênior
Oliver H. Payne, Executivo Sênior
Daniel O'Day, Executivo Sênior
Jabez A. Bostwick, Executivo Sênior & 1º Tesoureiro
William G. Warden,[3] Executivo Sênior
Jacob Vandergrift,[4] Executivo Sênior
Empregados 60,000 (1909)[5]
Produtos Combustível, Lubrificante, Petroquímica

Standard Oil Company (18701911) foi a maior companhia de seu tempo, produzindo, transportando e refinando petróleo[6] .

A Standard Oil começou em Ohio, em uma sociedade formada por John Davison Rockefeller, seu irmão, William Rockefeller, Henry Flagler, o químico Samuel Andrews e o silencioso Stephen V. Harkness.

A Standard Oil se beneficiou de economias de escala e se transformou na maior empresa de petróleo do mundo. Numerosos concorrentes foram absorvidos, a produção aumentou e os preços se tornaram competitivos. Inicialmente o petróleo era transportado nos comboios do magnata Cornelius Vanderbilt, que detinha as ações da maior empresa ferroviária dos E.U.A. Mais tarde foram construídos os primeiros oleodutos. A indústria do petróleo floresce e a Standard Oil torna-se a líder deste novo mercado, tornando-se um monopólio.

No início da década de 1880, a Standard Oil e suas dependentes controlavam cerca de 90% das refinarias americanas, hoje as suas sucessoras detêm cerca de 86,9% dos poços de petróleo.

Este monopólio durou algumas décadas, até que em 1911 o tribunal supremo dos Estados Unidos decidiu pelo desmantelamento do monopólio e ordenar a criação de 34 novas empresas menores, das quais emergiram a Exxon, Chevron, Atlantic, Mobil e a Amoco mas continuando no controle das Empresas Rockefeller.

No Brasil, era conhecida pelo nome Esso Brasileira de Petróleo. Essa denominação nacionalmente se difundiu bastante pelo fato da companhia ter sido a patrocinadora do mais importante radiojornal e telejornal do país nas décadas de 1940, 1950 e 1960: o Repórter Esso.

Refinaria Standard Oil No. 1 em Cleveland, Ohio, 1899
Posto da Standard em 1949


Referências

  1. John D. and Standard Oil Bowling Green State University. Visitado em 2008-05-07.
  2. Rockefellers Timeline PBS. Visitado em 2008-05-07.
  3. WARDEN WINTER HOME - Florida Historical Markers on Waymarking.com
  4. Jacob Vandergrift…Transportation Pioneer | Oil150.com
  5. The Project Gutenberg eBook of Random Reminiscences, by John D. Rockefeller
  6. ExxonMobil: Our history. Site oficial da ExxonMobil (Uma das sucessoras da Standard Oil), contando a história da empresa. Acessado dia 21 de novembro de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Standard Oil Company