Vótios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Vótios

Os Vótios são habitantes autóctenes da Íngria na Federação Russa.

História[editar | editar código-fonte]

Os Vótios são mencionados em fontes escritas desde 1069. Sua area de ocupação era nessa época bem maior do que hoje. Aqueles do norte foram mencionados em antigas crônicas de Novgorod e eram chamados de Tchudes. É desse grupo que descendem os atuais Vótios. Aqueles Vótios do sul foram russificados na Idade Média. Sua religião é a Ortodoxa.

Em 1848, havia cerca cinco mil Vótios contra menos de mil em 1926 (Censo da União soviética. Registros mais recentes indicaram 73 na Rússia (em 2002) e 7 na Letônia (em 2000). Durante a era de Josef Stalin, foram dispersados por toda a URSS, pois o ditador considerou desleal e covarde o comportamento da etnia durante a Segunda Grande Guerra.

Em 1989, eram tão somente cerca de sessenta os Vótios, dos quais metade falava a sua língua, o vótico.

Vótios na Letônia[editar | editar código-fonte]

Em 1445, a Ordem Teutônica fez com que viessem cerca de 3 mil Vótios, não chamados de Krieviņi (de Krievs “russos” em língua letã) para construir um castelo em Bauska. Eram cerca de mil os Vótios assentados na Letônia que falavam a língua vótica.

VoticCoatOfArms.jpg Brasão, Cota de Armas, dos Vótios - desenho de Alexander Gurinov

Ligações externas[editar | editar código-fonte]