Wang Junxia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wang Junxia
campeã olímpica
Atletismo
Modalidade 3000 m, 5000 m, 10000 m, maratona
Nascimento 19 de janeiro de 1973 (41 anos)
Jiaohe, China
Nacionalidade República Popular da China chinesa
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Atlanta 1996 5000 m
Prata Atlanta 1996 10000 m
Campeonatos Mundiais
Ouro Stuttgart 1993 10000 m

Wang Junxia (Jiaohe, 19 de janeiro de 1973) é uma ex-atleta, corredora de longa distância, recordista mundial e campeã olímpica chinesa.

Treinada pelo renomado e polêmico técnico chinês Ma Juren, depois de vencer os 10.000 m no Campeonato Mundial Júnior de Atletismo de 1992, em abril do ano seguinte ela quebrou o recorde asiático para a maratona e para os 3000 m. Em agosto de 1993, a equipe de fundistas chinesas treinadas por Juren, jovens ex-camponeses desconhecidas a nível internacional, da província de Liaoning,[1] surpreenderam o mundo vencendo todas as provas do Campeonato Mundial de Atletismo de Stuttgart entre os 1500 m e os 10.000 m. Junxia levou a medalha de ouro nesta última prova (30m49s3) mesmo estando doente antes dela.

Menos de um mês depois, durante o Campeonato Chinês de Atletismo, ela venceu os 3000 m e os 10.000 m, quebrando três vezes o recorde mundial em três corridas disputadas. Em 8 de setembro, ela venceu os 10.000 com a nova marca mundial de 29m31s78, 42s abaixo da marca anterior da norueguesa Ingrid Kristiansen, considerada "invulnerável",[2] e a primeira mulher no mundo a correr a distância em menos de 30 minutos.[1] No fim do ano, ainda venceu a Copa do Mundo de Maratona. Em 1994, Junxia recebeu o Jesse Owens Prize por suas perfomances na pista no ano anterior, sendo o primeiro atleta chinês e asiático a receber este prêmio.

Em 1995, ela e algumas companheiras de equipe - chamadas pela imprensa ocidental de Ma Juren Army (Exército de Ma Juren) - anunciaram o fim da parceria com o técnico, devido aos métodos extremamente duros de treinamento criados por ele, por agressões físicas de Juren e por alegados desvios de dinheiro de prêmios e até de automóveis Mercedes-Benz que as atletas haviam ganho.[1] Após um curto período treinando sozinha sem maiores sucessos, passou a treinar com o técnico Mao Dezhen e fez um retorno em grande estilo, com excelentes tempos, nas eliminatórias chinesas para Atlanta 1996.

Nos Jogos Olímpicos de Atlanta, pela primeira vez foi introduzida a prova de 5000 m para as mulheres, em substituição ao tradicional 3000 m, igualando a distância com o atletismo masculino. Ela venceu facilmente o evento, estabelecendo a primeira marca olímpica de 14m59s88. Franca favorita para os 10.000 m do qual era recordista mundial, Wang foi surpreendida pela portuguesa Fernanda Ribeiro, que, depois de segui-la a cinco metros de distância por toda a última volta, as duas longe das demais competidoras, numa arrancada espetacular na reta de chegada a ultrapassou por dentro e conquistou a medalha de ouro, com menos de 1s de diferença e com as duas quebrando o recorde olímpico anterior.[3] Sem estar acostumada a ser desafiada nos metros finais da prova mais longa das pistas, na qual reinava absoluta, Junxia não pode reagir ao sprint final de Fernanda - campeã mundial dos 10.000 m em Gotemburgo 1995, campeonato do qual ela não participou - e ficou com a medalha de prata.

Após estes Jogos, ela retirou-se do atletismo, casou-se em seguida e passou a viver anonimamente em Pequim.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Ma's army on the march again The Guardian. Visitado em 14/07/2012.
  2. Crash training: wang and qu peakperformance. Visitado em 14/07/2012.
  3. Athletics at the 1996 Atlanta Summer Games: Women's 10,000 metres Final Sportsreference. Visitado em 14/07/2012.