Álvaro de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Álvaro de Carvalho
  Município do Brasil  
Igreja de Santa Cecília
Igreja de Santa Cecília
Símbolos
Bandeira de Álvaro de Carvalho
Bandeira
Brasão de armas de Álvaro de Carvalho
Brasão de armas
Hino
Lema Álvaro de Carvalho omnia
"Juntos- Avança Álvaro de Carvalho"
Gentílico carvalhense
Localização
Localização de Álvaro de Carvalho em São Paulo
Localização de Álvaro de Carvalho em São Paulo
Mapa de Álvaro de Carvalho
Coordenadas 22° 05' 20" S 49° 43' 08" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Municípios limítrofes Guarantã, Pirajuí, Presidente Alves, Garça, Júlio Mesquita e Marília
Distância até a capital 433 km
História
Fundação 24 de dezembro de 1948 (72 anos)
Aniversário 22 de novembro
Administração
Prefeito(a) Adilson de Oliveira Lopes (PSDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 152,623 km²
População total (Censo IBGE/2010[2]) 4 650 hab.
Densidade 30,5 hab./km²
Clima Não disponível
Altitude 627 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,73 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 38 304,487 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 7 806,09

Álvaro de Carvalho é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22,05 Sul e a uma longitude 49,43 Oeste. Sua população estimada em 2020 era de 5.274 habitantes, segundo o IBGE.

Possui uma área de 153,662 km².

Altitude: 627 m

História[editar | editar código-fonte]

O antigo povoado de Santa Cecília surgiu no espigão do divisor de águas dos rios do Peixe e Tibiriçá, na proximidade dos trilhos da Companhia Paulista de Estradas de Ferro e da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, nas margens que ligava o então distrito de Garça á fazenda Chatebled, atualmente município de Júlio Mesquita.

Por volta de 1930, o mineiro Mamede Barreto construiu a primeira casa do povoado, que graças a sua localização estratégica e a cultura do café em suas terras férteis, cresceu rapidamente.

Em 16 de janeiro de 1936, o povoado de Santa Cecília é elevado a categoria de distrito do município de Garça. Logo o distrito tem seu nome alterado para Ibéria, em homenagem aos imigrantes da península Ibérica que tiveram papel importante no desbravamento da região, recuperando, posteriormente o nome da padroeira Santa Cecília, para em 25 de abril de 1937, receber a denominação de Álvaro de Carvalho, em homenagem a um senador da República.

O então distrito foi elevado a categoria de município, em 24 de Dezembro de 1948, desmembrado do município de Garça.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Municipios Limítrofes: Guarantã, Pirajuí, Vera Cruz, Marília, Garça e Júlio Mesquita.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População Total: 4.109

  • Urbana: 2.437
  • Rural: 1.672
  • Homens: 2.463
  • Mulheres: 1.646

Densidade demográfica (hab./km²): 26,93

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 18,51

Expectativa de vida (anos): 69,87

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,74

Taxa de Alfabetização: 84,92%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,730

  • IDH-M Renda: 0,637
  • IDH-M Longevidade: 0,748
  • IDH-M Educação: 0,806

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP),[5] que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica,[6] sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[7] para suas operações de telefonia fixa.

Canais de TV Digital[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. Arquivado do original em 3 de outubro de 2009 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  6. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  7. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Álvaro de Carvalho
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.