Alexitimia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2015)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

Alexitimia é um termo que diz respeito à marcante dificuldade em descrever emoções, sentimentos e sensações corporais.

A palavra provém do grego, onde A indica ausência, lexis é palavra e timia, emoção.

Um dos principais sintomas é a confusão entre sensações e sentimentos. Outro principal sintoma reside na grande dificuldade em expressar os sentimentos através de palavras. O alexitímico costuma relacionar suas sensações físicas aos seus sentimentos. Por exemplo, após sofrer um duro golpe emocional, o alexitímico irá reclamar de dor de cabeça ou fadiga, mas não saberá relatar de forma clara o que realmente sentiu.

Medição da Alexitimia[editar | editar código-fonte]

Muitos dos primeiros estudos sobre a alexitimia são de validade questionável, uma vez que foram conduzidos com medidas que mostraram falta de confiabilidade e validade, como a Schalling Sifneos Personality Scale (SSPS) e a escala MMPI alexithymia. Por vários anos, no entanto, a Toronto Alexithymia Scale (TAS) provou ser o método mais confiável e válido para medir várias características da alexitimia. A TAS demonstrou uma estrutura replicável de quatro fatores: dificuldade em identificar sentimentos (Fator 1); dificuldade em descrever sentimentos (Fator 2); sonhar acordado reduzido (Fator 3); e uma tendência a pensar de maneira orientada externamente (Fator 4). Como os itens que avaliaram o desvaneio apresentam pouca coerência com outros fatores, duas revisões sucessivas da escala levaram à Escala de Alexitimia de Toronto (TAS-20) de 20 itens, eliminando todos os itens que avaliaram a atividade imaginária.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Peter Sifneos. Psychothérapie brève et crise émotionnelle.[1]
  • KRAKAUER, Maria G. de Camargo C. Ribeiro. Hipertensos: características de personalidade, ansiedade e alexitimia relacionados aos motivos da não aderência ao tratamento. Colaborador Bellkiss Wilma Romano. 2004.[2]
  • Cognitive and emotional characteristics of Alexithymia Article · Literature Review (PDF Available)  in Journal of Psychosomatic Research Received 7 November 2001; accepted 29 April 2002
Ícone de esboço Este artigo sobre psiquiatria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.