Alquimia e química no Islã medieval

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Alquimia e química no Islã medieval refere-se ao estudo tanto da alquimia tradicional quanto os primórdios da química prática (a investigação química primordial da natureza em geral) pelos estudiosos no mundo Islâmico medieval. A palavra alquimia derivou da palavra arábica الكيمياء al-kīmīā. ou [1] [2] e pode ter derivado da antiga palavra egípcia kemi, significando preto.[2]

Após a queda do Império Romano do Ocidente, o centro do desenvolvimento alquímico moveu-se para o Império Árabe e a civilização Islâmica. Muito mais é conhecido sobre a alquimia Islâmica porque esta foi melhor documentada; na verdade, a maioria dos escritos mais antigos que têm vindo ao longo dos anos foram preservados como traduções árabes..[3]

Referências

  1. "alchemy", entrar no The Oxford English Dictionary, J. A. Simpson and E. S. C. Weiner, vol. 1, 2nd ed., 1989, ISBN 0-19-861213-3.
  2. a b p. 854, "Arabic alchemy", Georges C. Anawati, pp. 853-885 em Encyclopedia of the history of Arabic science, eds. Roshdi Rashed and Régis Morelon, London: Routledge, 1996, vol. 3, ISBN 0415124123.
  3. Burckhardt, Titus (1967). Alchemy: science of the cosmos, science of the soul. Stuart & Watkins. p. 46
Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.